Mercado confirma previsões da Abraciclo

Julho foi de leve oscilação, mas superior no comparativo com o mesmo período de 2006.

Por Leandro Alvares

Ao contrário do que vinha acontecendo nos meses anteriores, julho representou uma leve oscilação nos índices de produção e venda do mercado brasileiro de motocicletas, graças ao período de férias nos setores de produção e do recrudescimento nas vendas por conta do inverno mais rigoroso na região Sul do país.

De acordo com a Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), o setor fechou o mês com 110.566 motos produzidas, um decréscimo de 21,7% se comparado ao acumulado em junho.

Já as vendas ao mercado interno contabilizaram 98.042 unidades comercializadas, volume 18,7% menor em relação ao mês das festas juninas. As exportações, no entanto, registram saldo positivo, com 42,2% de aumento e 17.563 peças exportadas, contra 12.374 em junho.

“As variáveis apontadas traduzem as mesmas oscilações encontradas nos anos anteriores, com queda no mês de julho e a perspectiva de recuperação já no próximo período”, afirmou Segundo Paulo Shuiti Takeuchi, presidente da Abraciclo.

“Contudo, os totais acumulados demonstram que os prognósticos feitos por época do fechamento do semestre permanecem acertados, mantendo-se um crescimento da ordem de 19% para este ano”, ressaltou o dirigente.

No comparativo entre os meses de julho deste ano e do ano anterior, houve um crescimento de 20,1% representado pelas 98.042 sobre as 80.123 unidades vendidas no mesmo período do ano passado. A produção aponta 110.566 unidades em julho, 22,4% superior às 92.055 motocicletas produzidas em julho de 2006.

As exportações surpreenderam com um leve aumento de 10,5% registrado sobre o mesmo mês do ano passado, 17.563 sobre 15.900. “Os números de exportação, embora apontando uma leve subida, não traduzem, contudo, inversão da tendência de queda prevista para o mercado exterior”, disse Takeuchi.

Mesmo registrando uma leve queda de produção e vendas em julho, o saldo continua positivo, projetando a continuidade de crescimento e a consolidação do segmento no setor de transportes. O levantamento dos meses de julho dos últimos quatro anos mostra vendas de 62.106 unidades em 2004, 55.039 em 2005, um salto para 80.123 já em 2006, chegando às 98.042 motocicletas no ano em curso.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br