Lambretta intensifica fiscalização contra infrações

O consórcio internacional Lambretta, ícone das lambretas com sede em Milão, na Itália, está iniciado uma das maiores operações anti-infração de marcas registradas da história recente, ao prevenir que as lambretas não autorizadas LN125 e LS125 ingressem no mercado mundial sob o nome Lambretta.

Numa operação conjunta internacional com sua equipe e autoridades policiais, o consórcio está tomando medidas internacionais para proteger seus direitos de marca.

A operação é conduzida contra duas antigas licenciadas: Clag International, com sede na Irlanda, e Motom Electronics Group Spa, com sede na Itália. Medidas adicionais estão sendo tomadas contra as fabricantes taiwanesas das lambretas LN125 / LS125, Her Chee Industrial Co Ltd., atuando sob o nome 'Adly' e Gamax Moto Corporation.

Finalmente, a Lambretta está tomando medidas de proteção contra a rede de importadores e distribuidores na Europa, Ásia, Oceania e América. Até mesmo distribuidores de confiança e lojas de boa reputação estão envolvidos, sem que tenham consciência do caráter ilegal da introdução dos novos modelos de lambretas LN125 / LS125. Comunicados de cessão e desistência foram enviados a todos os distribuidores conhecidos, para integralmente conscientizá-los das implicações de suas atividades ilegais.

A Lambretta emitiu declarações oficiais em seus sites mundiais (www.lambretta.com) para alertar o público a não proceder a pré-pagamentos para distribuidores locais. Além do mais, uma lista de todos os distribuidores envolvidos nestas atividades fraudulentas está publicada no site.

O Lambretta enfatiza que a única organização legítima a entrar em um acordo de licenciamento de lambretas em nome do Consórcio Lambretta é a Lambretta Distribution ltd., com sede em Althorp, Reino Unido.



Fonte:
Agência Infomoto




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br