Kawasaki Concours 14 aposta em motor e eletrônica

Grã-turismo japonesa traz freios ABS, diferentes mapas do motor e controle de tração, tudo para longas viagens

Por Aladim Lopes Gonçalves

Carlos Bazela

Apresentada para o público brasileiro em outubro, durante o Salão Duas Rodas 2011, a Concours 14 foi um dos três lançamentos da marca japonesa no evento. A nova grã-turismo da Kawasaki chega por aqui com preço sugerido por volta dos R$ 50 mil e, segundo a montadora, estará disponível nas concessionárias ainda este ano.

Depois de consolidar seu nome no Brasil com as motos esportivas da família Ninja, a Casa de Akashi traz ao país a sua primeira grã-turismo de luxo. As dimensões maiores, o grande pára-brisa com ajuste elétrico e a presença das malas laterais, fazem da Concours 14 uma moto ideal para longas viagens e uma concorrente direta de outros modelos que já conquistaram espaço no mercado nacional, como a BMW K 1300S e a Honda VFR 1200F.

A carenagem integral protege o piloto das rajadas de vento, deixando-o protegido atrás do grande parabrisa. Uma eventual garupa também encontra conforto nessa grã-turismo da Kawasaki. O banco com altura de 815 mm é bipartido e as pedaleiras mais baixas fazem com que o passageiro não precise dobrar muito os joelhos e fique em uma posição mais confortável. Para garantir o máximo conforto tanto para o piloto quanto para a garupa, a moto tem transmissão feita por carda, que também não necessita de lubrificação e nem manutenção tão freqüente.

Visualmente, a Concours carrega linhas semelhantes às de sua irmã mais veloz, a ZX-14R. Entretanto, os dois blocos do conjunto óptico são maiores e ocupam toda a frente da moto, proporcionando uma melhor iluminação para viagens noturnas. Os grandes retrovisores acompanham as proporções do modelo e foram colocados logo abaixo do pára-brisa, formando uma linha com o painel de instrumentos. Composto por uma tela de LCD e dois grandes mostradores analógicos com funções de velocímetro e conta-giros, o painel inclui também as luzes espias.

Força e conforto para longas viagens
Derivado da ZX-14R, o propulsor que equipa a Concours é um quatro cilindros em linha de 1352 cm³, refrigeração líquida, e duplo comando das 16 válvulas no cabeçote. A relação de diâmetro x curso de 84,0 x 61,0 Sua potência máxima é de 155 cv a 8.800 rpm.

Mesmo sendo uma moto relativamente pesada (304 kg) a Concours 14 possui um torque de 13,9 kgf.m a 6.200 rpm, o que garante desempenho suficiente para ultrapassagens na estrada. Toda essa força é contida pelos freios a disco em formato de margarida que contam com sistema ABS. Na dianteira, discos duplos de 310 mm com pinça e pistão duplos. Na roda traseira, o disco de 270 mm conta com pistão simples.

A postura de pilotagem da Concours 14 também sugere o conforto necessário para longas viagens. Montada sobre um quadro de alumínio, os guidões mais altos e os pedais mais baixos, assim como os do garupa, poupam a coluna e os joelhos de grandes esforços.

Esta Kawasaki também conta com um refinado sistema de suspensão. A balança traseira tem 136 mm de curso, sistema monoamortecida com amortecedor a gás, enquanto o conjunto dianteiro traz garfo telescópico invertido “upside-down” de 113 mm de curso. Ambas têm pré-carga e compressão da mola ajustáveis.

Tecnologia na ponta dos dedos
Além do sistema ABS K-ACT (Kawasaki Advanced Coactive-breaking Technology), que distribui a tensão de frenagem entre as duas rodas, a Concours 14 conta com outros itens eletrônicos para tornar o passeio mais seguro, como aquecedores de manopla e uma programação na central eletrônica que prioriza o consumo de combustível, limitando o motor a 6.000 rpm e 160 Km/h.

A Concours também está equipada com controle de tração ajustável em três níveis. A diferença, no entanto, ficam por conta dos sensores que diminuem a potência entregue pelo motor caso detectem perda de aderência nas rodas e um sistema de monitoramento de pressão nos pneus, cujas informações são exibidas na tela de LCD do painel, dois ótimos aliados para se evitar acidentes nas estradas.

Para dificultar o trabalho dos ladrões, a grã-turismo japonesa segue o exemplo de marcas como a Ducati e traz também um sistema de ignição por aproximação, sem a necessidade de se colocar a chave no contato. Basta apenas que ela esteja no bolso do piloto.

Mercado
Com preço estimado na casa dos R$ 50.000 a Concours 14 vem como uma opção mais em conta se comparada à BMW K 1300 S, cuja versão Standard – que também tem freios ABS – sai por R$ 68.900. A diferença é ainda maior quando comparada com a Honda VFR 1200F, cujo preço sugerido é de R$ 69.900. No entanto, fica a dúvida se toda a eletrônica embarcada da Kawasaki será páreo para a tradição da BMW e para o câmbio automático da Honda, mesmo sendo oferecida por um preço menor.

Fotos: Divulgação


Fonte:
Agência Infomoto

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br