Invasão chinesa no Salão Duas Rodas

Atrações para os visitantes foram desde roupas e acessórios a novos modelos de motocicletas.

Por Leandro Alvares

Murillo Ghigonetto

Atraídas por um mercado com crescimento constante há alguns anos e motivadas por uma economia estabilizada, dezenas de montadoras chinesas estão desembarcando no Brasil — seis delas já tem plantas de fábricas em Manaus (AM), segundo Moacir Paes, diretor-executivo da Abraciclo, associação de fabricantes do setor de duas rodas.

As marcas aproveitaram o Salão Duas Rodas para expor suas novidades. Com lançamentos que vão desde acessórios até motocicletas, o que se nota é uma verdadeira invasão de novos fabricantes.
 
De olho nesse crescimento, a organização do evento separou um espaço especial dedicado ao mercado chinês, o “Pavilhão China”. Divididos em pequenos estandes, por lá era possível encontrar muitos acessórios, desde equipamentos de segurança até peças e equipamentos para manutenção.
 
Entre as atrações apresentadas este ano para o público entre os dias 16 e 21, esteve a recém chegada HaoBao, uma extensão da HaoBao sediada na China, que desembarca apresentando três novos modelos montados no Brasil. Trata-se das pequenas HB-110-3, a HB 125-9 e a scooter HB 150 T.

A primeira, uma motoneta, vem equipada com um motor de 107 cm³ com potência de 6,7 cv e custa R$ 3.950. Já a HB 125-9, street, tem desenho moderno e chega equipada com rodas de liga-leve, freio a disco na dianteira e um motor de 124 cm³ capaz de gerar 10,4 cv a 8.500 rpm. Seu preço é de R$ 4.900.

Para fechar a linha de lançamentos da HaoBao está a pequena scooter HB 150 T. Com grafismos modernos e freios a disco nas duas rodas, o modelo tem câmbio automático e um motor de 147,4 cm³  com potência anunciada de 10 cv. Seu preço é de R$ 5.800.

No Brasil desde abril, e com estimativa de comercializar 35 mil motos em 2008, a FYM (Fei Ying Motor) também aproveitou a nona edição do Salão Duas Rodas para expor suas novidades.

O grande destaque no estande da montadora foi o scooter FY150-18, com um motor monocilíndrico de 147 cm³ e potência de 9 cv. A marca ainda mostrou duas remodelações para a linha 2008. Os modelos FY 125-19 e Fy150-3 ganharam novo visual aposentando as carenagens frontais, comuns na Ásia, mas estranhas ao gosto do motociclista brasileiro.

A Traxx, empresa subsidiária da Jialing, líder no segmento de duas rodas na China, também inovou. Quatro modelos passam a integrar a linha de motocicletas da montadora para o próximo ano, sendo duas custom, a Shark 250 e a Rock 150, e outras duas street, a Work 125 e a Joto 125.

Os preços dos modelos ainda não foram definidos. A empresa aproveitou a oportunidade para anunciar que está terminando sua fábrica em Manaus (AM), com capacidade de produção de 100 mil motocicletas/ano, e espera ampliar sua rede para 109 revendas até o final deste ano.

Outra que mostrou novidades para o público foi a MotorZ, do Grupo Zeppini, que mantém uma parceria com a segunda maior fabricante chinesa de motocicletas, a Jiangsu Creative Motorcycle.

Ao todo, foram lançados cinco modelos, entre as versões elétricas e, a grande atração, três scooters a gasolina. Os preços variam de acordo com o modelo. Nas elétricas os destaques são as S500 e S1000, com preço de R$ 3.800 e R$ 4.800, respectivamente. A

As versões a combustão sairão um pouco mais caras. A pequena scooter de estilo retrô SCO 50 tem preço de R$ 4.100. A CUB 110 e a SCO 150, mais potente da linha, têm preços anunciados de R$ 4.200 e R$ 6.000, respectivamente. Em sete meses deste ano, a MotorZ vendeu 1000 scooters elétricas.

Já a MVK foi mais tímida e apresentou ao público apenas uma novidade para sua linha de motocicletas. A marca está trazendo um modelo que já saí tunado de fábrica, como definiu o fabricante. Equipado com um motor monocilíndrico com 110 cm³ e 8,3 cv de potência, o modelo se destaca pelo visual diferenciado, com rodas ao estilo “balão”, e escape com desenho esportivo. O preço do modelo é de R$ 5.389.

A chinesa Shineray e Kymco foram outras duas marcas que marcaram presença no Salão Duas Rodas. As duas apresentaram modelos em três categorias: street, custom e esportivo.

Fotos: Renato Durães.

Fonte:
Agência Infomoto

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br