Honda sem novidades

Líder do mercado brasileiro não mostrou nenhum novo modelo no Salão Duas Rodas.

Por Leandro Alvares

Arthur Caldeira

Mesmo com um estande de 1.490 m², um dos maiores e mais belos do Salão Duas Rodas, que chegou ao seu fim ontem na capital paulista, a Honda não apresentou nenhuma novidade no evento.

Líder no mercado brasileiro de duas rodas com 80,4 % de market share, de acordo com a associação do setor, a marca japonesa optou por investir no entretenimento para o público e decepcionou quem esperava ver novas motocicletas nesta que é a maior feira de motos da América Latina.

Segundo Kazuo Nozawa, vice-presidente da Honda América do Sul, a montadora optou por mostrar sua vasta gama de modelos que vai desde motos populares, como a Pop 100 que sofreu poucas mudanças para 2008, até big custom, como a VTX 1800 cc.

Estavam expostos também os modelos importados lançados ao longo deste ano, como a CBR 600RR, a Gold Wing 1800 com air-bag, a CB 1300F e a recém-lançada XL 1000V Varadero.

“Nosso estande também mostrou as diferentes iniciativas da Honda no mercado de motocicletas brasileiro, como nosso Centro Educacional de Trânsito Honda, que treina instrutores de pilotagem em todo o País”, explicou-se Nozawa.

Quando questionado sobre a estratégia da montadora líder em não mostrar nenhuma novidade para o público e a imprensa especializada, Nozawa afirmou que foi apenas uma coincidência. “O timing não permitiu que fizéssemos algum lançamento aqui no Salão. Mas para 2008 teremos novidades” disse o vice-presidente.

Mesmo com a decepção da falta de novos modelos, a Honda ofereceu diversas atividades para entreter os visitantes, presentes em grande número ao estande da montadora. Além do espaço Honda Kids e de um simulador de motovelocidade, havia também à mostra no Salão a RC 211V, campeã mundial de MotoGP em 2006.

O curioso é que o campeão da temporada passada foi o americano Nicky Hayden com a moto 69, porém o modelo exposto era a numeral 26 de Daniel Pedrosa. Outro destaque era a histórica R 125, que disputou uma prova internacional no Autódromo de Interlagos em 1954. Mas novidade que é bom, nada.

Fotos: Renato Duraes.

Fonte:
Agência Infomoto

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br