Honda lança primeiro scooter no Brasil

O Lead 110 estreia no segmento com injeção eletrônica e com freios combinados.

Por André Jordão

Arthur Caldeira

De olho no sucesso dos scooters no País e também com base em pesquisas de opinião, a Honda faz sua estreia no segmento com o Lead 110, scooter mais vendido da marca em todo mundo. Com preço sugerido de R$ 6.250, o Lead 1110 deve chegar às concessionárias da marca em julho em quatro opções de cores: preta, vermelha metálica, bege metálica e prata.

O grande trunfo do novo scooter Honda é seu motor de um cilindro, com 108 cm³ de capacidade, comando simples no cabeçote, com refrigeração líquida e injeção eletrônica de combustível. Econômico e dentro da lei de emissão de poluentes para motocicletas (Promot 3), o propulsor oferece 9,2 cv de potência máxima a 7.500 rpm e torque de 0,97 kgf.m a 6.000 rpm. Além do motor injetado, o novo Lead 110 vai ser uma boa opção para o transporte urbano diário em função também de sua transmissão automática CVT, típica dos scooters. Sem manete de embreagem, a facilidade de pilotagem é uma das grandes vantagens dos scooters.

Praticidade e segurança

Na parte ciclística, o Lead 110 tem chassi “underbone”, outro item também comum dos modelos dessa categoria. O trem dianteiro tem garfo telescópico e roda 12 polegadas, enquanto na traseira, usa roda de 10 polegadas e suspensão monomortecida. O peso a seco do lançamento Honda é de 109 kg.

Os freios do novo Lead 110 também merecem destaque. A solução é tradicional: disco de 190 mm de diâmetro na frente e tambor de 130 mm atrás. Porém a Honda não se esqueceu da segurança e equipou seu pequeno scooter com freios CBS (Combined Brake System), usado em motos maiores da marca. Os freios combinados funcionam da seguinte forma: ao se acionar o manete do freio traseiro, o disco dianteiro também é acionado simultaneamente, garantindo uma frenagem mais eficaz. O Lead ainda conta com freio de estacionamento.

Quanto à praticidade, o scooter estreante da Honda no Brasil também é digno de elogios. Traz bagageiro traseiro de série e, além do compartimento sob o banco acomodar dois capacetes abertos, o Lead 110 ainda tem porta-objetos na parte traseira do escudo frontal, que pode ser trancado com chave.

Para finalizar, um completo e belo painel de instrumentos. Além do velocímetro, tem luzes indicadoras, marcador de combustível e de temperatura do motor com refrigeração líquida.

Mercado

O novo scooter Honda Lead 110 vem para enfrentar principalmente o Suzuki Burgman AN 125, que tem preço sugerido de R$ 5.990,00. Apesar do motor de 125cc mais potente (12,5 cv), o Burgman é carburado, não atende ao Promot 3 e tem ambas as rodas de 10 polegadas. Apesar de um pouco ultrapassado, o scooter da Suzuki tem feito sucesso: em 2008 foram vendidas 21.528 unidades. Outro concorrente de peso é o Yamaha Neo AT 115, que tem rodas aro 16 e motor de 8,4 cv. Com preço de R$ 5.543, foram vendidos mais de 18.000 Neo 115 no ano passado.

O Honda Lead 110 deve chegar às concessionárias em julho com preço sugerido de R$ 6.250. Com seu modelo de estreia no segmento, a Honda pretende comercializar cerca de 18 mil unidades ainda neste ano de 2009.


Fonte:
Agência Infomoto

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br