Harley-Davidson encanta bairro dos Jardins

Concept Store da zona sul de São Paulo oferece o conceito de experience aos clientes.

Por Leandro Alvares

Uma motocicleta lendária, de incrível sucesso, cujo nome esbanja força por meio de uma simples pronúncia: Harley-Davidson.

No Brasil, assim como nos demais cantos do mundo, a marca norte-americana possui uma legião de fãs e é muito bem representada por uma loja de São Paulo, localizada no bairro dos Jardins, na zona sul da capital.

Esta Concept Store foi inaugurada em outubro passado e pode ser definida como um espaço aconchegante, amplo, recheado de motos, assessórios e feito especialmente para o motociclista.

“A Harley, comercializada por meio do Grupo Izzo em nosso país, posiciona-se no mercado como um símbolo de referência, sempre trazendo novos conceitos e inovações ao consumidor”, disse Sergio Moulatlet, gerente geral do estabelecimento.

“A nossa filosofia de trabalho é a criação do ‘experience’, ou seja, fazer o motociclista ‘entrar’ no mundo da moto. Por isso temos uma decoração personalizada, atendimento especializado, test-drive, equipamentos históricos em exibição e uma marca também histórica, que impressiona até o menos fanático apreciador de motocicletas”, acrescentou.

Em três meses de vida, a HD Jardins conseguiu se aliar ao sucesso do nome que carrega. “As saídas de motos têm sido muito boas e a presença do público, sobretudo do pessoal mais jovem, melhor ainda”, destacou Moulatlet.

Outra característica das Concepts Stores Harley-Davidson é o Chapter, um moto clube exclusivo de cada uma de suas unidades. Nos Jardins não é diferente.

“Contamos com um belo e expressivo grupo que se encontra na loja aos sábados, dia em que oferecemos café da manhã a todos os clientes, para relatar histórias, tomar uma cervejinha e principalmente se divertir”, explicou o também apaixonado por motos, detentor atualmente de uma V-Rod e uma Ulysses, da marca Buell.

Os membros do Chapter Jardins terão inclusive um atrativo extra para comparecerem ao estabelecimento no dia 18 deste mês. “Faremos uma palestra sobre óleo para as motos HD, em parceria com a Motul”, revelou Moulatlet.

Além disso, haverá o famoso passeio mensal de motos. “O de janeiro acontecerá no dia 20. Iremos para o restaurante River, na cidade de Santa Branca, que fica a 97 km de São Paulo. Acredito que teremos a presença de 50 a 100 motos de diversos modelos”, conjeturou o motociclista de 40 anos.

Única loja a deter uma parceria com a TMC — conhecida empresa de customização pertencente ao ex-piloto de Fórmula 1 Tarso Marques — para a exposição das máquinas personalizadas, a Concept Store dos Jardins planeja oferecer ainda mais atenção aos clientes em 2007.

“Em breve, contaremos com exibição de filmes da Harley em algumas salas de nosso estabelecimento. Será uma outra forma de mostrar às pessoas a cultura das HD. Mas desde já deixo o convite a quem quiser nos visitar. Estamos de portas abertas e dispostos a comprovar a veracidade desta experiência única”, completou o gerente.

A Harley-Davidson Jardins encontra-se na rua Colômbia, 157, e funciona de segunda a sábado. Mais informações, pelo telefone 3069-1200.

Uma história de 104 anos
 
Aos 104 anos de vida, a lendária Harley-Davidson é muito mais do que um ícone da cultura norte-americana. É, certamente, o mais tradicional e um dos maiores fabricantes de motocicletas do mundo na atualidade.
 
A história da marca começou em 1903, em um barracão localizado nos fundos da casa dos irmãos Arthur e Walter Davidson, no município de Milwaukee, em Wisconsin. A dupla, que tinha em torno de 20 anos, acabava de se associar com William S. Harley, de 21 anos, para construir artesanalmente um pequeno modelo de motocicleta destinado às competições.

Foi neste barracão, com três metros de largura por nove metros de comprimento, e em cuja fachada podia se ler o letreiro "Harley-Davidson Motor Company", que foram produzidas as primeiras três motocicletas da marca.

Dessas três motos iniciais, uma foi vendida diretamente pelos fundadores da empresa, em Milwaukee, para Henry Meyer, amigo pessoal de William S. Harley e Arthur Davidson. Em Chicago, a primeira concessionária nomeada pela marca - C. H. Lang - comercializou outra das três fabricadas.

No dia 4 de julho de 1905, uma Harley-Davidson venceu, em Chicago, sua primeira competição, o que ajudou a alavancar ainda mais as vendas da empresa. No ano seguinte, a marca produziu o seu primeiro catálogo promocional.

Com o passar dos tempos, as Harley foram criando sua própria trilha, tornando-se um mito das duas rodas. Até mesmo o exército norte-americano se armou com as motocas — nada menos do que 17 mil foram produzidas para o exército americano durante a 1ª Guerra Mundial e 90 mil para a 2ª, sendo desenvolvido inclusive um modelo especial para os combates (a XA 750, equipada com um propulsor horizontal com cilindros opostos e destinada principalmente para uso no deserto. Foram comercializadas mil e 11 unidades dela para uso militar durante a Guerra).
 
O que a Harley-Davidson criou, de fato, foi uma história de sucesso, recheada de curiosidades, criações sucedidas, que ainda nos dias atuais mechem com a sensibilidade de qualquer apaixonado pelo prazer sobre duas rodas. Afinal quem nunca sonhou em pilotar ou ter uma Harley?

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br