Geraldo Alckmin veta lei que proibia garupa em motos

Aladim Lopes Gonçalves

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou nessa segunda-feira (19/12) que vetou o projeto de lei que pretendia proibir a garupa em motocicletas nos dias de semana. A justificativa é de que a punição do meio de transporte não pode ser encarada como forma de combate à criminalidade. “O combate se dá com o aumento do policiamento nas ruas”, afirmou.

A medida havia sido aprovada pela Assembleia Legislativa, no dia 22 de novembro. Caso fosse sancionada pelo governador Geraldo Alckmin, o projeto do deputado Jooji Hato (PMDB) o garupa nas motos passaria a ser proibido em dias úteis nas cidades com mais de 1 milhão de habitantes, como em São Paulo, Guarulhos e Campinas.

Além disso, o motociclista que fosse flagrado com garupa pela fiscalização teria que pagar uma multa de R$ 130 por infração cometida. Segundo o autor da proposta, a lei poderia reduzir crimes cometidos por duplas em motocicletas. O projeto de Jooji Hato também tornava obrigatória a fixação do número da placa da moto no capacete e em coletes.

O governador Geraldo Alckmin também destacou que a legislação de trânsito é um assunto de responsabilidade do governo federal. Geraldo Alckmin ressaltou não se pode punir o trabalhador que usa a motocicleta diariamente para o trabalho e para o transporte da sua família.

Fotos: Arquivo e José Luis da Conceição/Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br