EXPOSIÇÃO DE MOTOS RARAS E ANTIGAS

Diversos mitos podem ser "namorados" no Shopping D até o dia 16 de agosto.

Por Thiago Fuganti

Todo bom apreciador de motocicletas dificilmente consegue se conter ao visualizar uma máquina antiga, especialmente quando se trata de algum mito das duas rodas. Com base nesse fato e pensando na satisfação dos amantes deste segmento, o “Shopping D” deu início a sua 1ª Exposição de Motos Raras e Antigas.

O evento gratuito foi aberto ontem ao público e vai permanecer assim até o dia 16 de agosto. No local, podem ser observadas verdadeiras preciosidades de diversas marcas, como Norton, Indian, BMW, Guzzi, Honda, Ducatti, Kawasaki e Harley-Davidson, variando dos anos de 1940 a 1980 — algumas expostas pela primeira vez.

Todas as beldades apresentadas possuem ficha técnica individual, com seus principais dados e detalhes sobre inovações introduzidas. Uma das vedetes é a Harley Hydra Glide, de 1949, a primeira com suspensão dianteira a óleo (antes todas eram com molas). Neste modelo, foram introduzidos garfos hidráulicos.

Outra jóia é uma Norton 750, ano 1972, a precursora das motos com sistema de comando, rabeta e roupagem Fast Back. Vieram apenas 14 modelos dessa máquina para o Brasil e a maioria já virou sucata. Este raro exemplar, o mais bem conservado do país, com comando de válvula SSSS, cabeçote trabalhado, válvulas de aço inox e carburadores maiores (que dão maior potência), tem todas as peças originais, feitas Inglaterra.

Também raríssima é a Harley-Davidson modelo Pan Heard, ano 1960. Com motor de 1200cc, nas cores vermelho e branco, é a moto mais completa em acessórios no Brasil.

Ainda entre as Harley destacam-se outros dois equipamentos: o modelo Chopper de 1952, com motor ton read, de 1200 cilindradas, que foi customizado, passando a adotar uma pintura estilizada em roxo. E a Street Chopper for Life 1978, com propulsor West Coast, de 1.340HP e 1.200 cilindradas. Também customizada, ela foi montada sobre o chassi americano e pintada de amarelo pelo próprio dono, o “Boi”.

Entre as Norton, também chama atenção a inglesa alaranjada do ano de 1972, toda original, com comando fast back, motor com comando de válvula de 750 cilindradas e 64 HP. Essa moto é evolução do modelo Dominator 500, de 1948, e foi fabricada de 1968 a 1976. A preciosidade tem coxim no propulsor para eliminar vibrações (uma evolução para a época). Apesar da potência, é uma motocicleta extremamente leve, com apenas 174kgs.

A exposição contará ainda com a presença de um exemplar que pertenceu à escolta da Presidência da República e que foi utilizada para a inauguração de Brasília, pelo Presidente Juscelino Kubitscheck.

Com vocês, os colecionadores!


Nomes como Eduardo Gomes, Paulinho, Boi, Silvestre, Jacaré e Odones podem soar como desconhecidos pelo grande público, mas representam figuras respeitadíssimas no meio motociclístico. Tanto pelas raridades que preservaram, quanto pela sua história.

Eduardo Gomes, por exemplo, sempre teve o sonho de ter uma moto. Para realizá-lo, vendeu seu carro que usava para trabalhar e comprou uma velharia de duas rodas — na época quase sucata, toda desmontada e sem qualquer funcionamento.

Desde então, Gomes dedicou três anos de sua vida a uma peregrinação por todo o país, procurando as peças originais necessárias para recompor a moto, tendo de construir artesanalmente alguma delas. O resultado está na Exposição: uma bela Harley-Davidson 1977, com 1200 cc e com cara de nova.

O “Shopping D”, onde estão as Motos Raras e Antigas, fica na avenida Cruzeiro do Sul, nº 1100, na zona norte de São Paulo. Vale a pena conferir as máquinas.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br