Especial: Cinco motos "pesos-pesados" das estradas

O pequeno helicóptero americano Robson 22 pesa cerca de 390 kg, enquanto um leão-marinho da Patagônia, na idade adulta, pode chegar a 350 kg. Mas o que há em comum entre o pequeno helicóptero, o enorme mamífero e as grandes motos touring? O peso elevado! Essa é uma característica comum entre essas motos feitas para viajar com garupa, bagagem e o máximo de conforto que o dinheiro pode comprar.

Selecionamos cinco modelos de fabricantes diferentes que pesam mais de 350 kg – ou seja, mais do que o curioso leão-marinho da Patagônia. Todas oferecem, ao piloto e à garupa, bancos largos e aquecidos, pedaleiras plataformas, parabrisas elétricos, central multimídia e até câmbio-automático e marcha a ré. Algumas têm mais espaço para bagagem do que alguns automóveis.

Confira as ofertas para você e sua moto no Shopping MOTO.com.br 


O conjunto motor, câmbio, correia ou eixo-cardã são volumosos e pesados, pois devem gerar potência e torque para movimentar toda essa parafernália. Essas características transformam essas motos em verdadeiros “pesos-pesados” em duas rodas. Conheça:

BMW K 1600 GTL
Equipada com motor de seis cilindros em linha, de 1.649 cc e 17,8 kgf.m de torque, a BMW K 1600 GTL representa o jeito alemão de fazer uma moto confortável para entrar nessa briga de pesos-pesados. O modelo oferece recursos eletrônicos como central multimídia completa, controle de tração e até assistente de saídas em aclives. Há ainda piloto automático e até um sistema de monitoramento da pressão dos pneus.

A capacidade de bagagem da GTL é de 115 litros e o banco pode ser aquecido. Para adequar a suspensão à carga transportada, basta um toque no botão para escolher entre nove regulagens eletrônicas. Essa BMW é a mais leve da nossa lista com 350 kg.

Honda Gold Wing Tour
A consagrada japonesa Honda Gold Wing é sinônimo de sofisticação em longas viagens. A versão 2018 ganhou um monte de melhorias como o CarPlay, sistema da Apple que conectado ao IPhone permite controlar o smartphone usando os comandos da motocicleta.

A nova geração da grã-turismo japonesa também ganhou acelerador eletrônico, sistema “Idling Stop”, para-brisa elétrico e capacidade para 110 litros de carga. A versão Tour pode ser equipada com câmbio automático DTC, marcha a ré e até sistema de air-bag. O motor de 1.833 cc tem seis cilindros opostos e 17 kgf.m torque foi montado em um quadro completamente novo para suportar os 357 quilogramas da Gold.

Veja as motocicletas Touring ancunciadas no site MOTO.com.br!

Indian Roadmaster
A Indian Roadmaster tem capacidade para 142 litros de bagagem distribuídos no seu top case e malas laterais que podem ser abertos com o controle remoto da chave tipo Smart Key. O motor de dois cilindros em “V” de 1.818 cm³ atinge o torque máximo de 16,48 kgf.m para deslocar os 422 kg da Rodmaster.

Para atender às exigências do piloto e garupa os bancos possuem aquecimento individual. Com um simples toque do botão é possível ajustar o para brisa e o piloto ainda conta com o acelerador eletrônico. A central multimídia é destaque da Roadmaster. Com uma grande tela colorida e sensível ao toque, tem sistema de som com rádio, entrada USB e Bluetooth com 200 watts de potência.

Harley-Davidson CVO Limited
Essa americana tem 431 quilos de puro conforto e estilo. Assim pode ser definida a Harley CVO Limited, que se destaca pelos seus 132 litros para levar bagagem – maior até que o porta-malas do Suzuki Jimny com irrisórios 113 litros. A CVO Limited tem duas malas laterais e um top case, onde cabem até dois capacetes. 

O banco da garupa se assemelha a um sofá – inclusive com apoio para os braços e aquecimento. Para transportar tudo isso ela vem equipada com um enorme motor Screamin’ Eagle Twim Cooled 114, com dois cilindros em “V” e refrigeração mista (ar e líquida) de 1.868 cm³ de capacidade e torque máximo de 16,6 kgf.m.

Yamaha Star Venture
A Yamaha demorou para entrar nessa briga, mas veio com uma verdadeira “peso-pesado”. Feita para agradar o típico motociclista americano (grande e pesado) a Yamaha Star Venture usa motor em “V” de dois cilindros, 1.854 cm³ de capacidade. O propulsor oferece 17 kgf.m de torque para carregar os 434 kg do modelo.

Controle de tração, dois modos de pilotagem e o inédito sistema Sure-Park, um motor elétrico para manobrar (para frente ou para trás) em baixas velocidades. Controle elétrico do para-brisa, junto com o aquecimento do banco e das manoplas, completam o pacote de conforto. A capacidade de carga é de 144 litros.

Fotos: Divulgação e Agência Infomoto 



Fonte:
Agência Infomoto




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br