Entrevista com Kevin Schwantz, ex-piloto da MotoGP

Na última segunda e terça-feira (29 e 30 de agosto), a Alex Barros Riding School promoveu um curso de pilotagem com a participação do campeão do Mundial de Motovelocidade de 1993, o piloto americano Kevin Schwantz, da KSS (Kevin Schwantz School), no circuito de Interlagos, em São Paulo (SP).

A dupla que foi parceira na equipe da MotoGP, a Lucky Strike Suzuki, se reúne agora para transmitir os seus conhecimentos e anos de experiência na pista para os pilotos brasileiros. Afinal, Alex Barros e Kevin Schwantz possuem cursos especializados e firmaram um convênio técnico envolvendo as duas escolas de pilotagem.

Essa parceria inédita do curso do Alex Barros, para um treinamento de pilotos brasileiros com Kevin Schwantz, para uma carga horária de 18 horas entre a parte teórica e a parte prática, ainda proporciona aos alunos uma certificação internacional de pilotagem.

A reportagem da revista e do portal MOTO.com.br foi até a pista de Interlagos para conferir o curso de pilotagem com Kevin Schwantz e aproveitou para conversar com essa verdadeira fera da motovelocidade em uma entrevista exclusiva que você acompanha no vídeo abaixo.

- Kevin Schwantz, durante curso de pilotagem na pista de Interlagos.

Entre outras coisas, Kevin Schwantz falou da qualidade dos pilotos brasileiros e que o objetivo do curso é fazer com os seus alunos pilotem com mais segurança, com mais velocidade, aplicando técnicas de frenagem e de curvas. “O básico para um piloto de competição.”

Kevin Schwantz também comentou sobre as diferenças na MotoGP de antigamente e de hoje, salientando que a maior diferença mesmo é o equipamento e que a competição atual requer mais da parte mental do piloto porque as motos estão mais rápidas, apesar de exigirem a mesma técnica e esforço do piloto.

O campeão da MotoGP também aproveitou a realização do curso para acelerar em Interlagos e relembrar o campeonato de 1992, quando correu na pista. “Foi muito divertido.” Kevin Schwantz também argumentou que para o circuito se candidatar a sediar uma etapa da MotoGP são necessárias algumas mudanças para aumentar a segurança dos pilotos.

Por fim, Kevin Schwantz agradeceu todos os fãs no Brasil por seu apoio e torcida e disse que foi uma alegria muito grande retornar ao circuito de Interlagos, desta vez como professor de pilotagem.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br