Enfim, Yamaha XT 1200Z Super Ténéré 2010

A fábrica japonesa lançou na Europa seu modelo que esquentará o segmento das sport-touring.

Por Roberto Brandão

A Yamaha anunciou sua entrada no segmento das sport-touring com o lançamento da nova XT 1200Z Super Ténéré. Com inspiração no temido deserto africano de Ténéré, no centro sul do Saara, a Yamaha torna-se a primeira fabricante japonesa a entrar sério neste emergente e muito lucrativo segmento do mercado.

Segundo a Yamaha, seus engenheiros começaram o desenvolvimento da nova Super Ténéré a partir de uma folha em branco, porém com objetivos claros: um novo motor de grande capacidade cúbica com torque à vontade; agilidade no fora de estrada e precisão em estradas sinuosas; muito conforto, proteção contra intempéries do clima e praticidade para se levar bagagem e garupa; além de tecnologia para melhorar a segurança e a versatilidade, mas sem tirar dos pilotos mais experientes o controle da motocicleta.

Com um motor de 1199 cilindradas, a XT 1200Z Super Ténéré está mirando a líder da categoria BMW GS1200R e a recém chegada Ducati Multistrada 1200. Seu motor bicilíndrico paralelo com quatro válvulas por cilindro gera 108 cavalos de potência a 7.250 Rpm.

Para se ajustar na categoria, a Super Ténéré vem com uma série de tecnologia embarcada, como controle de aceleração ride-by-wire, freios ABS, que segundo a Yamaha, trata-se de um dos mais avançados sistemas de freios já desenvolvidos pela fábrica japonesa. Além de dois mapas de gerenciamento de estilo de pilotagem (sport e touring) e o controle de tração da Yamaha (Yamaha Chip Controlled Throttle YCC-T). O YCC-T garante respostas mais precisas ao girar a manopla.

Como a proposta da nova Super Ténéré é ser uma aventureira para se viajar para qualquer lugar, a Yamaha apostou em uma ciclística robusta com rodas raiadas, uma grande distância do solo e uma resistente proteção do motor. Todo o projeto ciclístico foi concebido para manter o centro de gravidade baixo e centralizado para garantir equilíbrio e agilidade.

O quadro do tipo espinha dorsal foi construído em tubos de aço em vez de alumínio, pois de acordo com a Yamaha o material suporta melhor a exigência da pilotagem off-road. A suspensão dianteira conta com um garfo telescópico invertido com tubos de 43 mm de diâmetro, totalmente ajustável na compressão, retorno e pré carga. Já na traseira, um sistema monochoque com amortecedor facilmente regulável na précarga e no retorno sem a necessidade de ferramentas. A balança traseira, que traz o eixo carda da transmissão final embutido, foi construída em alumínio.

Assim como foi feito com a YZF-R1, a Yamaha parece que aprendeu lições valiosas nas pistas da MotoGP e está aplicando o design plano do virabrequim na Super Ténéré. A manivela de 270° permite que a motocicleta forneça sua potência de uma forma que permite uma melhor tração entre o pneu e a estrada, o que traz uma enorme vantagem nas situações off-road.

Um tanque de 24 litros garante uma diversão prolongada, o que deve deixar os apaixonados por viagens mais felizes, já que suas rivais, BMW GS1200R e Ducati Multistrada, tem um tanque com capacidade máxima de 20 litros.

Além da inovadora estratégia de lançamento, com teasers e muito suspense desde o Salão de Tóquio em dezembro do ano passado, a Yamaha optou por uma maneira diferenciada de comercialização. A XT1200Z vai estrear na Europa, o principal mercado do segmento big-trail, agora em março em uma versão chamada de “First Edition” (primeira edição), com diversos acessórios já instalados. A Super Ténéré First Edition virá com malas laterais, protetor de farol, protetor de cárter em alumínio e grafismo diferenciado.

Para atender aos fãs de motos big trails a venda será feita pela internet com reservas para as primeiras unidades, mas o preço ainda não foi divulgado. E a marca já avisa que para o próximo ano os acessórios instalados nesta primeira edição serão opcionais.

Dado o enorme sucesso da antiga Super Ténéré de 750 cc, essa nova versão com motor maior e repleta de tecnologia deve agitar a disputa no segmento de motos aventureiras. Ainda não há previsão de que a XT1200Z venha para o Brasil, porém levando-se em conta que a antiga “Super Ténéré” também angariou uma legião de fãs por aqui, não seria surpresa que essa nova aventureira chegasse ao País.

Ficha Técnica:
Motor: Dois cilindros paralelos, DOHC, refrigeração líquida, 4 válvulas
Capacidade: 1.199 cm³
Diâmetro X Curso: 98,0 x 79,5 mm
Taxa de Compressão: 11,0 : 1
Potência máxima: 110 cv a 7.250 rpm
Torque máximo: 11,6 kgf.m a 6.000 rpm
Câmbio: 6 marchas
Quadro: Tipo espinha dorsal em tubos de aço
Transmissão final: Eixo cardã
Alimentação: Injeção eletrônica de combustível
Suspensão dianteira: Garfo telescópico invertido, com 190 mm de curso
Suspensão traseira: Monoamortecida, com 190 mm de curso
Freio dianteiro: Dois discos em forma de margarida com 310 mm de diâmetro
Freio traseiro: Disco simples margarida de 282 mm de diâmetro
Pneu dianteiro: 110/80-19
Pneu traseiro: 150/70-17
Comprimento: 2.250 mm
Largura: 980 mm
Altura: 1.410 mm
Altura do assento: 845-870 mm
Distância entre eixos: 1.540 mm
Tanque de combustível: 23 litros
Peso em ordem de marcha: 261 kg
Cores: Azul e branca
Preço: Não divulgado


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br