Ducati vai montar motocicletas em Manaus

Gabriele Del Torchio, CEO da Ducati, esteve no Brasil em cinco de maio para a inauguração da Ducati Store São Paulo JK, que fica na Aveniva Juscelino Kubitschek, 627, zona Sul da capital Paulista. Esta é uma das oito concessionárias da marca no Brasil. A entrevista aconteceu no dia seguinte em um restaurante, italiano é claro. Antes do bate-papo quase que informal, Del Torchio acompanhava, por meio de seu celular, o resultado dos treinos de Valentino Rossi, estrela máxima da Ducati no Mundial de MotoGP, para a prova de Estoril, em Portugal. Direto e objetivo, o il capo, o chefão, da marca italiana revelou os planos da empresa de montar modelos Ducati em Manaus (AM). Del Torchio ainda conversou sobre o mercado brasileiro, linha de produtos da Ducati e sobre o desempenho de Rossi na escuderia italiana. Confira abaixo os principais trechos da entrevista com o presidente da Ducati.

INFOMOTO - Como o senhor analisa o mercado brasileiro de duas rodas?
Gabriele Del Torchio –
O Brasil se apresenta hoje como uma terra de grandes oportunidades. A cultura motociclística já faz parte da vida das pessoas. Com a ascensão e a estabilidade econômica, os brasileiros estão criando novos estilos de vida. Assim, surgiu a oportunidade da Ducati em ampliar suas vendas de motos de grande porte no País. O brasileiro quer mais que um simples meio de transporte. Ele quer um veículo para viajar, para se divertir e ter prazer.

INFOMOTO - O Sr. gostou da nova concessionária Ducati em São Paulo?
Del Torchio –
Com certeza esta é uma das maiores concessionárias Ducati no mundo. Gostei muito do espaço e também da localização. Além da beleza e da infra-estrutura, a marca precisa oferecer serviços de qualidade, estimulando, assim, a fidelização do cliente. Ou seja, precisamos investir sempre em um atendimento personalizado.

INFOMOTO - Quantas motocicletas serão vendidas no Brasil até o final do ano?
Del Torchio –
Não estamos neste momento pensando em quantidade, mas sim em qualidade. Vamos focar em preços mais competitivos, atendimento personalizado e pós-vendas eficiente. E isso é fundamental! Em 2013, esperamos que o Brasil já seja o terceiro maior mercado da Ducati no mundo, a frente de França e Alemanha. Perdendo apenas para a Itália e Estados Unidos, que teve um expressivo crescimento no ano passado.

INFOMOTO – Em função do cenário econômico favorável, a Ducati vai se instalar no Brasil?
Del Torchio –
Sim. Iremos montar nossas motos em Manaus (AM). Mas ainda não definimos com se dará a operação no Brasil. Este anúncio acontecerá em breve. Mas utilizaremos mão-de-obra local, porém os componentes serão de empresas italianas. Assim, podemos manter nossa filosofia de trabalho: autêntica performance italiana. Cujo princípio está diretamente ligado à originalidade, design diferenciado, tecnologia de ponta, com uma pitada de esportividade. Manaus já tem cultura motociclística, além, é claro, de uma logística preparada a transportar motos.

INFOMOTO - Montadas no Brasil, as motocicletas terão preços mais baixos?
Del Torchio –
Sem dúvida. A Ducati é um sonho de consumo que irá ficar mais próximo do motociclista brasileiro. Essa ação resultará em preços bastante competitivos e, consequentemente, um maior volume de vendas. (Nota da Redação: Segundo previsão do Grupo Izzo, representante oficial da Ducati no Brasil, serão comercializadas duas mil motos italianas até o final de 2011). Além de montar os modelos no Brasil, é fundamental investir em serviços, oficina e pós-vendas. Aliás, vários mecânicos brasileiros já fizeram cursos na fábrica da Ducati.

INFOMOTO – Quais modelos Ducati estarão disponíveis no Brasil? Quais os destaques?
Del Torchio –
Todos os modelos Ducati serão comercializados no Brasil. Destacamos as linhas Monster, o modelo 696 é nosso carro-chefe em todo o mundo, a Multistrada e a recém-lançada Diavel. A Monster oferece fácil condução. Já a versátil Multistrada transmite muita potência e boa ergonomia. Já a Diavel, misto de naked e cruiser, criou um novo segmento de mercado, destinado a um público exigente que gosta de adrenalina.

INFOMOTO - Qual é o papel do Grupo Izzo nesta nova fase da Ducati no Brasil?
Del Torchio –
Temos um acordo de longo prazo com o Grupo Izzo. A principal finalidade é o desenvolvimento de mercado.

INFOMOTO – Onde estarão localizadas as revendas Ducati?
Del Torchio –
Hoje já são oito concessionárias – duas em São Paulo, Campinas (SP), Curitiba, Rio de Janeiro, Goiânia, Porto Alegre e Belo Horizonte. Estamos visitando as principais cidades brasileiras para a abertura de novas revendas (N.R.:A previsão do Grupo Izzo é ter 20 concessionárias Ducati até o final deste ano).

INFOMOTO - Para o Sr., Valentino Rossi é um deus sobre duas rodas, um piloto excepcional ou ele tem um computador dentro do seu cérebro?
Del Torchio –
Valentino é um excepcional piloto e que reúne três características de um grande campeão. Primeiro: ele tem um dom natural. Segundo: Rossi tem uma mente privilegiada, acima da média. Depois de várias voltas, ele retorna aos boxes para conversar com os engenheiros sobre ajustes na suspensão, troca de relação, sempre pensando em um melhor desempenho. Em determinados momentos parece que ele tem a telemetria dentro da cabeça. É um piloto que busca, sempre, a perfeição. E, por último, Valentino Rossi é um apaixonado por seu trabalho.

INFOMOTO - Como será a “Era Rossi” na Ducati?
Del Torchio -
Ducati e Rossi formam uma combinação perfeita entre homem e máquina. Este é um ano de adaptação. Em 2012 teremos condições de fazer Rossi campeão do mundo de MotoGP. Ou seja, a passagem de Valentino Rossi na Ducati será vitoriosa.

INFOMOTO – Qual a importância da participação da Ducati no Mundial de MotoGP?
Del Torchio –
A resposta é simples: desenvolver soluções tecnológicas que são transferidas para as nossas motos de rua. Dessa forma não perdemos nosso caráter esportivo e, consequentemente, focamos nossas energias em prol de produtos cada vez mais modernos, confortáveis e seguros.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br