Como escolher o seguro para moto e proteger seu patrimônio

Muitas dúvidas pairam sobre a cabeça do motociclista quando o assunto é seguro. Afinal, é preciso manter em ordem os custos rotineiros de manutenção do veículo e sua respectiva documentação, incluindo as despesas com IPVA, seguro obrigatório e licenciamento.

Então como saber se vale a pena comprar uma apólice para motocicleta e como saber se o preço é condizente com o serviço que se pretende adquirir para evitar maiores problemas e também proteger o seu patrimônio.

“Primeiramente, o proprietário deve avaliar se é possível arcar com os custos de reparação ou aquisição de uma nova moto, em caso de imprevistos. Se a resposta for negativa, o contrato é essencial para a reposição do bem e para manter o equilíbrio financeiro”, esclarece Jabis Alexandre, diretor geral de Automóvel e Massificados do Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre.

Outro ponto importante é observar as coberturas oferecidas no contrato do seguro. O pacote básico do Duas Rodas Online, apólice do grupo direcionada para motocicletas de até 500 cilindradas, garante proteção para casos de colisão, incêndio e roubo/furto.

“O seguro prevê indenização diante de roubos, acidentes, danos ocasionados à pintura, enchentes e demais imprevistos. É um produto que abrange diversos riscos, oferecendo apoio financeiro para o condutor, que, muitas vezes, utiliza o veículo para trabalho”, complementa o diretor. O motociclista também pode incluir cobertura para danos causados a faróis, lanternas e retrovisores.

Já para os proprietários de motos com mais de 500 cilindradas, a recomendação é combinar as coberturas de acordo com o estilo de vida e uso do veículo. Além dos itens básicos (roubo, incêndio, colisão), o seguro Duas Rodas Special oferece benefícios diferenciados, como extensão de reboque – os amantes de viagens e passeios pelas estradas podem ampliar o serviço para até 1000 quilômetros –, reposição da roupa de proteção e até inclusão de assistência 24 horas para a residência.

Danos a terceiros, como os imprevistos no trânsito também podem afetar outros motoristas, gerando prejuízos físicos e financeiros, esta modalidade de proteção também é importante. “Ao dirigir temos responsabilidade sobre os nossos atos e perdas causadas. Com a apólice, o cliente pode contar com esse apoio por meio da cobertura de Responsabilidade Civil”, explica Jabis Alexandre.

Para garantir um bom preço no momento da cotação é importante saber que o valor do seguro varia conforme o perfil do cliente (sexo, idade, endereço etc.), perfil do uso (se utiliza para o trabalho, viagens e demais detalhes do deslocamento) e tipo do veículo (modelo, ano). Portanto, a dica é aproveitar da flexibilidade no momento da consulta. É possível escolher o total de indenização que julgar necessário para cada cobertura, incluir ou excluir itens, além de conferir a capacidade de parcelamento de pagamento sem juros.

 

Quer vender sua moto? Anuncie no MOTO.com.br! 

 

Foto: CDN/Grupo Segurador BB e Mapfre



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br