ABRAM pede ajuda por catarinenses

Enchentes no Vale do Itajaí mataram dezenas de pessoas e deixaram milhares desabrigadas.

Por Leandro Alvares

Sensibilizada com o desastre ocorrido nos últimos dias no Vale do Itajaí (SC), onde fortes chuvas foram responsáveis pela morte de mais de 90 pessoas e pelo desalojamento de milhares de famílias, a Abram (Associação Brasileira de Motociclistas) expressou seu apoio e incentivo para que todos os brasileiros colaborem com a região do país que literalmente pede socorro.

“Podendo ajudar com cobertores, colchões, alimentos, medicamentos e materiais de limpeza, entre em contato como nosso associado Sergio Luiz, residente em Santa Catarina, que está se colocando à disposição para ajudar”, declarou a entidade em e-mail enviado hoje ao MOTO.com.br.

Os contatos do associado sênior da entidade são os seguintes: Telefones (47) 3368-7698, (47) 9959-4063 e e-mail: engsurf@hotmail.com.

A Defesa Civil de Santa Catarina disponibilizou três contas correntes para aqueles que desejarem ajudar as vítimas com doações em dinheiro:

- Banco do Brasil - Agência 3582-3, Conta Corrente 80.000-7;
- Besc - Agência 068-0, Conta Corrente 80.000-0;
- Bradesco Agência 0348-4, Conta Corrente 160.000-1

O nome da pessoa jurídica é Fundo Estadual da Defesa Civil, CNPJ - 04.426.883/0001-57.

Em São Paulo, a Cruz Vermelha Brasileira e a Comdec (Coordenadoria Municipal da Defesa Civil-SP) criaram postos para arrecadar doações. A arrecadação vai funcionar 24 horas na sede da Comdec, na rua Afonso Pena, 130, no bairro Bom Retiro, e na sede da Cruz Vermelha Brasileira, na avenida Moreira Guimarães, 699, no bairro Saúde.

As defesas civis das subprefeituras receberão doações em horário comercial. O governo de São Paulo anunciou que irá receber doações de água potável em todos os quartéis do Corpo de Bombeiros e em postos de policiamento da Polícia Militar.
 
As doações podem ser feitas durante o horário de funcionamento dos quartéis e postos. O transporte das doações será feito pelo Fundo Social de Solidariedade, segundo a Polícia Militar.

Até a manhã desta quinta-feira, a Defesa Civil do Estado catarinense contabilizou 97 mortos, 78.656 desalojados e desabrigados, além de 64 mil imóveis sem energia elétrica em função das enchentes.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br