A nova versão da Bandit 1250cc

Moto conta com refrigeração líquida e injeção eletrônica de combustível.

Por Bruno Rocco

O novo motor DOHC, da Bandit 1250cc, com refrigeração líquida e injeção eletrônica, na verdade oferece 1255cc. Os pistões, em liga de alumínio, produzem uma relação de compressão de 10,5:1 dentro de um cilindro, também em liga de alumínio, tratado com o sistema SCEM (Suzuki Composite Eletrochemical Material). Esse tratamento permite um menor atrito entre o pistão e o cilindro, oferecendo mais potência e reduzindo as perdas mecânicas.

Os eixos de transmissão estão dispostos de forma vertical, para diminuir suas dimensões. O gerador, menos e mais leve, produz maior tensão elétrica. O espaço entre os dois pares de cilindros foi reduzido, fazendo com que a Bandit seja estreita também na parte dianteira do assento.

A embreagem é hidráulica e a transmissão de seis velocidades obtém grande aceleração ao mesmo tempo em que reduz o regime de giros na pista.

A nova Bandit 1250cc possui um sistema de injeção digital SDTV (Suzuki dual Throttle Valve), que resulta em uma precisa resposta ao acelerador, suave entrega de potência, grande durabilidade e redução da emissão de gases poluentes.

Cada corpo da injeção possui duas válvulas de borboleta: a primeira comandada pelo punho do acelerador e a segunda pelo sistema de gerenciamento do motor. A segunda válvula abre e fecha para manter a velocidade ideal de entrada de ar, oferecendo uma resposta mais linear ao acelerador e melhorando a eficiência de combustão.

O volume da injeção, que determina a quantidade de combustível que chega ao cilindro, é calculada de acordo com o regime de giro, com a marcha engatada, com a posição do acelerador e com a leitura oferecida por um sensor de oxigênio instalado no sistema de escape. Este sensor analisa a composição dos gases do escapamento e permite que o sistema de gerenciamento do motor possa ajustar o fornecimento de combustível para uma queima mais completa, reduzindo assim a emissão de poluentes.

A Suzuki 1250 é equipada também com o sistema PAIR, que injeta ar fresco captado pela caixa de filtro de ar nos condutores de escape, queimando os hidrocarbonetos em excesso e reduzindo as emissões de monóxido de carbono. Além disso, o novo catalisador conta com um sistema de escape de grande volume, reduzindo ainda mais as emissões de poluentes.

A altura do assento pode ser regulada 20mm acima ou abaixo.

A suspensão dianteira telescópica de 43mm possui amortecimento hidráulico projetado para oferecer resposta suave em diferentes tipos de piso. Assim como no amortecedor traseiro, a pré-carga da mola do dianteiro também pode ser regulada.

A Bandit 1250 possui um conjunto de discos de freio dianteiros flutuantes de 310mm de diâmetro, com pinças de quatro pistões opostos. Na traseira, o disco tem 240mm de diâmetro e é mordido por pinça deslizante de pistão simples.

A Bandit 1250, modelo 2008, pode ser encontrada nas versões semi-carenada ou naked.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br