1 MILHÃO DE MOTOS PRODUZIDAS

Segundo a Abraciclo, volume de vendas atual supera o registrado em todo o ano passado.

Por Leandro Alvares

A indústria de motocicletas, que no mês passado ultrapassou a marca de um milhão de unidades produzidas, chegou ao número de 1 milhão, 61 mil e 96 motocicletas comercializadas no mercado brasileiro, entre os meses de janeiro a outubro.

Outra boa notícia está no volume de vendas, já superior ao número de motos vendidas em todo o ano passado, que foi de 1 milhão, 24 mil e 987 unidades, segundo dados da Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares).

As regiões Sudeste, com 42,3%, Nordeste (21,9%) e Sul (18,7%) lideram o ranking da distribuição geográfica de vendas ao mercado interno, entre os meses de janeiro e setembro de 2006.

Em São Paulo, por exemplo, o volume de motocicletas comercializado é superior no interior do Estado e representou 17,1% das vendas na região sudeste no período, contra os 7,6% na capital.

“O crescimento das vendas é reflexo da absorção da cultura da motocicleta como meio de transporte eficiente nos grandes centros urbanos e inclusive nas áreas rurais, em muitos estados brasileiros por sua agilidade, economia e praticidade, facilitando os trajetos ao trabalho, escola, lazer e uso profissional”, argumentou Paulo Shuiti Takeuchi, Presidente da Abraciclo. 

O volume de vendas nos dez primeiros meses deste ano foi 25,3% superior ao registrado no mesmo período de 2005, quando 846.940 unidades foram comercializadas no mercado interno, e 19,2% superior se compararmos com o volume de vendas entre os meses de março a dezembro passados. 
 
A produção de equipamentos registrada em outubro saltou para 133.418 unidades, contra as 121.875 produzidas no mês passado desse ano. No acumulado de janeiro a outubro, a produção foi de 1.202.757 unidades, volume 18,8% superior ao mesmo período do ano passado, quando 1.012.807 motocicletas foram produzidas. Se comparada a produção de janeiro a outubro desse ano com os meses de março a dezembro de 2005, o aumento foi de 15%.

O câmbio desfavorável continua refletindo nos números do comércio internacional. O volume das exportações de motocicletas foi, mais uma vez, inferior ao registrado no mês anterior. Em outubro, 10.968 unidades foram vendidas ao mercado externo enquanto 13.504 motocicletas foram exportadas em setembro desse ano.
  
No acumulado de janeiro a outubro de 2006, 144.618 unidades foram vendidas ao mercado externo, volume 9% menor que o registrado no mesmo período de 2005.

De acordo com o Presidente da Abraciclo, as montadoras associadas continuam com os esforços para manter os mercados conquistados, mas entretanto a tendência é de que o volume exportado nesse ano seja 6% inferior ao do ano passado.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br