t>

História

Husaberg

Em fevereiro de 1988 acontece a apresentação do primeiro protótipo da fabricante sueca Husaberg Motor AB para um seleto grupo de investidores, representantes do governo e outros convidados. Todos aguardavam ansiosamente para conhecer a primeira motocicleta da nova marca que trazia soluções curiosas e novidades como o reservatório de combustível de plástico e outras inovações que prometiam fazer uma revolução no mercado de motos.

Diante de olhares curiosos, a primeira moto Husaberg ganha vida majestosamente e surpreendeu pelo rugido do seu motor quatro tempos respondendo com sincronia os comandos do acelerador. O que seu viu em seguida foi uma sessão de aplausos em toda sala e tapinhas nos ombros nos representantes da nova marca, que se apresentava com grande potencial para o mercado.

Depois da primeira aparição pública da Husaberg, seu criador, o engenheiro e piloto sueco  Thomas Gustavsson (que trabalhou vários anos na Husqvarna) resolveu que estava na hora da marca fazer sua estreia no mundo das competições em uma corrida de enduro em Skillingaryd, no sul da Suécia.

A tradição sueca em corridas de motos é notória em todo o mundo e a Husaberg era uma marca concebida para atender as necessidades de pilotos e equipes formados para disputar competições Off Road e para as pessoas que precisam se deslocar por trilhas de enduro e terrenos acidentados com equipamentos de ponta. Logo o slogan Racing Fever Husaberg ganhou força nos esportes.

A eficiência técnica é mais importante do que o dinheiro. Foi com esse pensamento e muito esforço que Husaberg consquistou resultados importantes nas competições e contrariou todos que apostaram na receita de grandes investimentos com pilotos qualificados e equipes de fábrica para conseguir a vitória.

Sem dispor de tantos recursos e da estrutura encontrada nos grandes fabricantes, a Husaberg se destacava pela sua coragem e por acreditar em seus projetos com inovações tecnológicas que visavam sempre economia e performance em busca de melhores resultados. Logo os pilotos Husaberg começaram a fazer história. Entre eles aparecem nomes como Joel Smets, Jimmie Eriksson, Walter Bartolini, Kent Karlsson, Anders Eriksson, Jaroslav Katrinak e Peter Jansson.

E foi na lendária competição November-Kasan, considerada uma das mais provas Off Road mais difíceis do mundo, que a Husaberg despertou o orgulho de todos que representavam essa marca. Pois, para seus criadores, a Husaberg busca sempre o espírito competitivo e a conquista de troféus e da vitória é uma consequência de todo um trabalho em equipe.

O espírito Racing Fever Husaberg representa a natureza competitiva da marca no mundo esportivo. Um ponto importante para a Husaberg é que o espírito esportivo não pode ser uma coisa que liga e desliga. É algo que, simplesmente, se tem ou não tem.

Embora as motos Husaberg, atualmente, sejam montadas pela KTM (fabricante austríaca que controla a Husaberg, juntamente com a Husqvarna), sua singularidade ainda está intacta e sua vocação para o esporte continua com o mesmo ímpeto.

Em termos práticos, o que mudou na Husaberg foi apenas o seu plano industrial, já seu espírito esportivo permanece vivo e cada vez mais forte em seu departamento de pesquisa e desenvolvimento na Súecia.

 

Confira o site oficial da Husaberg

Clique aqui para ver anúncios da Husaberg no MOTO.com.br

Receba notícias de moto.com.br