moto.com.br
Publicidade:

Beta - História

Beta

As motocicletas Beta sempre foram conectadas com a história e evolução da vida sobre duas rodas. A empresa foi fundada em Florença (Itália) em 1904 sob o nome de “Società Giuseppe Bianchi”, para a construção de bicicletas artesanais.

No final da década de 1940, com as mudanças que ocorreram na sociedade italiana e ao desenvolvimento do transporte motorizado, a empresa mudou a produção para motocicletas. A simples ideia de acoplar um motor em uma de suas bicicletas já existente, um exemplo típico da criatividade italiana, resultou na primeira moto produzida pela empresa toscana.

Os dois homens que dirigiam a empresa, Enzo Bianchi e Arrigo Tosi, juntou suas iniciais para formar a marca Bate, e desde então, todos os seus produtos são vendidos sob este nome.

O CERVO 48 foi o primeiro modelo a ser colocado no mercado. Ele apresentava transmissão por uma correia de borracha atuando diretamente no pneu traseiro, em conjunto com uma corrente de transmissão. Em 1948, a empresa lançou o CIGNO, que foi alimentado por um motor monocilíndrico de 48cc. Seu quadro de berço duplo, garfos telescópicos e amortecedores lhe deu um olhar muito esportivo.

Em 1950, a Beta entra no exigente e competitivo marcado das 125cc, com a produção do ITAL-JAP 125, equipado com garfos de viga de aço prensado e amortecedores traseiros telescópicos.

Outro modelo lançado nos anos 50 foi a MT 175, derivada de motos de competição, a MT usou um motor de dois tempos monocilíndrico capaz de atingir 81 mph. Uma versão touring foi posteriormente desenvolvida, a SV 175.

Uma vasta gama de motocicletas de estrada foram produzidas nesse período, com uma tendência para a esportividade. A ASTRO 98, MERCURIO 150, FOLGORE 175 e a ORIONE 200 são apenas alguns dos modelos equipados com motores monocilíndricos de quatro tempos, entregando completamente um desempenho respeitável para a época.

Na década de 1960, a Beta começou a produção própria dos seus motores que a partir de então seriam montados em toda sua linha.

O desenvolvimento de novos modelos andava de mãos dadas com o compromisso de competição. Os anos 50 mostraram os primeiros sucessos da Beta em Subida de Montanhas, Motogiro e na corrida Milan-Taranto, com seus modelos 175cc.

Nos anos 70, com o surgimento do setor fora de estrada, a Beta começou a especializar-se cada vez mais na produção de veículos Off Road. Sempre compromissada com o mundo das competições, sendo o seu laboratório para a excelência na produção de suas motocicletas, inicialmente no Motocross, Enduro e posteriormente no Trial.

A estreita proximidade da Beta com as competições foram marcadas ao longo dos anos por uma série de sucessos que renderam 7 títulos do Campeonato Mundial de Trial Outdoor, 6 títulos do Campeonato Mundial Indoor, 7 campeonatos europeus e mais de 100 títulos nacionais pelo mundo afora.

Em 2004, a Beta se volta para o motor quatro tempos de enduro, com um grande investimento tanto no desenvolvimento de produtos, quanto sua presença em competições. Neste mesmo ano também é apresentado o primeiro motor quatro tempos desenvolvido e desenhado especificamente para o Trial, aumentando a linha de produtos e se tornando, continuamente, um sinônimo com esporte.

Neste novo campo, a Beta permanece fiel à sua missão de inspirar os motociclistas, de tal forma que a qualidade da experiência de condução é tão importante quanto à qualidade dos seus produtos. Hoje, muitos dos outros fabricantes de motocicletas dependem de robôs para a construção de seus produtos. A Beta conta com a experiência e paixão dos artesãos para construir suas motocicletas.

Em 2009, Beta iniciou o desenvolvimento em um novo conjunto de motores quatro tempos em sua fabrica, construídos para abastecer sua nova linha de motocicletas off -Road RR. Este novo motor twin-cam mais uma vez provou ao mundo que Beta está comprometida com o mercado Off Road.

Desde 1972, a planta de produção esta localizada em Rignano Sull’Arno perto da cidade italiana de Florença. Com uma produção anual de cerca de dezessete mil veículos e quinze mil motores, a Betamotor SPA tem um volume de negócios de 44,5 milhões de euros. Hoje 70% de sua produção são exportadas e 30% atendem o mercado interno. O marketing de rede é executado com operações de vendas diretas na Itália, França, Alemanha e Benelux, e funciona através de importadores no resto do mundo.

A Beta é operada pela mesma família, desde sua fundação onde que por mais de 100 anos, a Beta tem continuado a lutar e crescer, enquanto outros falharam. Nos Estados Unidos a importação da Beta crescer gradativamente por méritos dos seus excelentes produtos, forte relacionamento com seus distribuidores e excelentes serviços quanto a fornecimento de pecas de reposição.

 

Confira o site oficial da Beta

Clique aqui para ver anúncios da Beta no MOTO.com.br