moto.com.br
Publicidade:

Viagens

Roteiro de moto pela Serra do Rastro da Serpente e Curitiba

27 de October de 2014
Compartilhe este conteúdo:

Os textos e fotos do canal Moto Repórter são enviados por motociclistas e internautas, leitores do MOTO.com.br, sem compromisso profissional de estilo e padrões, apenas com o objetivo de compartilhar suas experiências e histórias com outros fãs do mundo das duas rodas. Participe você também do Moto Repórter, canal de jornalismo participativo do MOTO.com.br. Envie sua notícia!

 

Pedro Paulo Horta

Eu e minhas esposa, Jaqueline, acordamos em um sábado de sol, dia 4 de outubro de 2014, com uma vontade (cada vez mais comum entre nós) de pegar uma estrada de moto, claro. Ou melhor, de "Landau" das motos...rs Adquirimos há quase três meses atrás um Maxsym 400i (Importado e montado pela Dafra no Brasil). Foi então que olhando um para o outro, lembrei de um comentário de um amigo, Ricardo onde ele havia dito uma "loucura" na sexta-feira anterior, enquanto nós amigos estávamos "bebericando" em um posto de gasolina da região de Osasco, nossa Terra Natal: - "Vocês sabiam que pelo interior de São Paulo consegue-se chegar em Curitiba-PR por uma estrada show de bola?!" e eu, como sempre, acreditei... Mas voltando: Peguei meu smartphone e, ainda na cama com a Jaq (apelido carinhoso e desta forma aqui retratada), resolvi pesquisar e logo no primeiro site, encontrei um site porthalrastrodaserpente.com.br e não tive dúvidas: É pra lá que iremos!

Saímos de casa às 09:30hs do sábado com uma mochila GRANDE para os dois, muito bem acomodada no porta-malas do scooter, paramos no posto de gasolina para a calibragem, abastecimento e café da manhã...E lá vamos nós.... Saímos pontualmente às 10:00hs de Osasco. Nosso trajeto foi: Rodovia Castelo Branco até Sorocaba, onde pegamos a Rodovia Raposo Tavares até a cidade de Capão Bonito, onde está localizado o Porthal Rastro da Serpente. Chegando lá às 11:10hs, fomos muito bem recepcionados pela garçonete (sou péssimo para nomes... :-( ) e pelo mecânico, que no caminho eu havia lembrado que precisava trocar o óleo do Maxsym, então não tive dúvidas: Liguei para o Hugo, funcionário da concessionaria Dafra de Osasco, onde sempre me atendeu muito bem, perguntado qual tipo de óleo deveria usar.

Para minha felicidade, no Porthal tinha o óleo com as especificações informadas pelo Hugo e melhor ainda, era Motul! Enquanto esperávamos esfriar o óleo, fomos almoçar (11:30hs da manhã!) mas como o tempo estava BEM feio e a fome era grande, almoçamos em um restaurante em frente ao Porthal, que por sinal, ótimo custo-benefício! Alimentados e óleo trocados, vamos então serpentear no Rastro da Serpente...Com garoa forte, quase chuva! Mas tá valendo cada quilômetro percorrido... De Capão Bonito até Apiaí-SP, a estrada era ruim, alguns buracos, temo ruim e poucas curvas excitantes...Mas já valia a pena! Mas de Apiaí-SP até Curitiba-PR realmente é maravilhoso! Muita beleza natural, muito sol, muita natureza e principalmente, muitas, mas muitas curvas!

No caminho, existe uma casa na beira de um rio que, aparentemente, seu único acesso é por uma ponte de madeira que balança pacas! Simplesmente fantástico! Paramos para umas fotos, claro! Chegando em Curitiba, peguei o smartphone (que até o momento era meu parceiro de música no comunicador e meu guia no GPS), procurei algum hotel/pousada bem em conta, por falta de recursos, onde achamos uma pousada cristã, onde foi cobrado R$ 100,00 a pernoite com café da manhã. Fizemos check-in às 19:10hs e então perguntei à Jaq: - Muito cansada? (Já prevendo a resposta) Quando tive minha surpresa: - Estou muito bem, poderia voltar hoje mesmo! Isto prova o tamanho conforto que o Maxsym oferece... No outro dia, domingo, fomos explorar Curitiba pois a Jaq não conhecia a cidade.

Primeiro lugar, fomos ao Parque Jardim Botânico, curtimos bastante, depois fomos ao Centro Histórico, depois fomos à Rodoviária da cidade para justificarmos o voto (era eleição), paramos em um posto de gasolina para abastecermos o scooter e almoçarmos. No posto, como de hábito, fomos postar fotos em redes sociais e quando me veio a alegre surpresa: 4G da vivo batendo 18MB!!!! Subimos mais de 15 fotos em segundos... Saímos então, rumo à Osasco-SP. Era 16:20hs. Voltamos pela BR mesmo, fazendo caminho tradicional, devido à falta de tempo, mas voltaria facilmente pelo mesmo trajeto da ida. Chegamos em nossa cidade às 19:50hs (corremos um pouquinho...rs) onde fomos direto para um barzinho encontrar uns amigos... E o que é melhor, extremamente descansados, mesmo rodando quase 1000 km! Encerro o compartilhamento de nossa experiência dizendo que todo motociclista deve conhecer este lugar! E que venha a próxima viagem que, se Deus nos permitir, será para bem mais longe... 



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Expedição Inca: De Honda CG pela Cordilheira dos Andes

Yamaha realiza expedição de 2.449 km com Crosser 2017

Rodando de Harley-Davidson pela noite de São Paulo

Honda celebra 40 anos da CG com expedição de 6 mil km

Harley realiza Brasil Ride pela primeira vez no fim de semana

Mauritânia: Viajando de moto pela "Terra dos Mouros"

De moto fora do Brasil: Quando e onde tudo começou

Expedição Inca: De Honda CG pela Cordilheira dos Andes

Momento Moto: Aventuras em Bonito (MS) - Parte 1

MV Agusta apresenta programa de turismo Emotion Road

Capacetes: Ruído do vento x surdez do piloto

Viagem: De Curitiba a Florianópolis com moto alugada

Yamaha realiza expedição de 2.449 km com Crosser 2017

Paraíso de moto: Rastro da Serpente x Rio do Rastro


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras