moto.com.br
Publicidade:

Viagens

Rodando de Harley-Davidson pela noite de São Paulo

Levamos a Harley-Davidson Iron 883 para um passeio noturno pelas ruas da capital paulista e recomendamos alguns lugares que são parada obrigatória na terra da

28 de October de 2016
Compartilhe este conteúdo:

A ideia de um roteiro de moto por São Paulo (SP) pode até parecer intimidadora de início, mas conhecer a capital paulista em duas rodas vai certamente facilitar sua vida e colocá-lo (a) em contato direto com esse caos urbano que forma uma das maiores metrópoles do Hemisfério Sul. Mas, para não disputar espaço com carros, ônibus e motofretistas apressados durante o dia sugerimos um passeio noturno por Sampa e suas muitas atrações.

Para nos acompanhar nessa aventura, escolhemos a Harley-Davidson Iron 883. Representante da linha dark custom da marca norte-americana, o visual de moto customizada da Iron 883 tem tudo a ver com a dura poesia concreta das esquinas da metrópole, cantada por Caetano e muitos outros.



De norte a sul
Nosso roteiro começa pela Avenida 23 de Maio que, em conjunto com outras grandes avenidas, compõe o corredor Norte-Sul. Bem movimentado durante o dia, a via fica mais tranquila depois das 20h e rende um bom rolê de moto para ver a cidade iluminada. Partindo do centro, fique atento aos radares de fiscalização de velocidade e respeite o limite, que varia entre 50 e 60 km/h dependendo do trecho. Aproveite para curtir os muros com grafites de mais de 450 artistas, que enfeitam as paredes da avenida desde 2015. Ao ver as placas para o Parque do Ibirapuera e Avenida Brasil, fique à direita e preste atenção ao mural em preto e branco do artista Eduardo Kobra que retrata cenas da São Paulo antiga.

Aproveite e faça uma parada no Parque do Ibirapuera. Lotado aos finais de semana, o “Ibira” para os íntimos é uma das mais importantes áreas verdes, de cultura e lazer da cidade. Mesmo à noite, vale a pena entrar, estacionar – há vagas gratuitas para motos – e curtir uma das muitas atrações. O Pavilhão da Bienal, o MAM (Museu de Arte Moderna), a Oca, o Auditório, o Museu Afro-Brasil têm sempre programação vasta com diversas exposições o ano todo. Se não estiver a fim de um programa cultural, já vale caminhar pelo parque como fazem milhares de paulistanos. 

Na saída, não deixe de conhecer o Monumento às Bandeiras, a enorme escultura em granito do artista Victor Brecheret. Com mais de 40 metros de comprimento, a obra é mais conhecida como “empurra-empurra”, em função de suas 37 figuras que representam as diversas etnias que formaram o povo paulista e parecem “empurrar” um bote dos Bandeirantes, quando na verdade o estão puxando. Curiosidades de São Paulo.



Agito noturno
No Monumento às Bandeiras começa a Avenida Brasil, que segue em direção à zona oeste da cidade e aos bairros de Pinheiros e Vila Madalena. Reduto boêmio da cidade, a Vila “Madá” reúne bares lanchonetes, restaurantes e baladas dos mais variados estilos. Além de diversos ateliês de artistas, centros culturais e lojas que revelam tendências da cidade.

Contudo, se a ideia for ir às compras, reserve uma tarde para circular pelas ruas estreitas da Vila, com destaque para o quadrilátero formado pelas ruas Mourato Coelho, Wisard, Harmonia e Aspicuelta. Não perca também a pequena e escondida Mateus Grou. Em seus três quarteirões, é possível passar um bom tempo zanzando pelas diversas lojas de arte, roupas e decoração, e fazer uma bela refeição por ali. 

A Vila Madalena ainda abriga a Galeria Choque Cultural, referência em arte urbana e contemporânea. Funciona até às 18h, mas a visita pelo entorno vale, mesmo à noite, para conhecer o famoso “Beco do Batman”, que reúne diversos grafites. 



“Turistando” em Sampa
Se a fome bater durante o passeio, uma opção é seguir ao bairro de Perdizes, onde estão a famosa PUC, a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, e seu teatro TUCA. Mas o destino mesmo é o “Zé do Hamburguer”. Só pela decoração e pela disputada mesa dentro de um Ford 51, o “diner” em Perdizes já valeria a visita, mas o local ainda oferece bons lanches e entradas no melhor estilo norte-americano. 

De Perdizes, basta uma esticada para chegar ao Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o lendário Pacaembu. Embora os principais times de futebol da capital paulista hoje tenham seus próprios estádios, a bela construção em estilo Art-Déco na Praça Charles Miller chama a atenção e abriga o interessante Museu do Futebol. Outra atração para voltar de dia.

Dali, o destino mais óbvio é a Avenida Paulista, símbolo e coração da cidade. Lá ficam o MASP, o Conjunto Nacional, o Parque Trianon, a Casa das Rosas, cinemas e teatros. No entorno, para o lado dos Jardins muitos restaurantes e bares sofisticados. Descendo em direção ao centro, muitas baladas descoladas e de estilo underground na região do Baixo Augusta. Uma dica importante é procurar um estacionamento que aceite motos e caminhar pela avenida. Aos domingos, até às 16h, a Paulista está fechada e virou um destino certo nas tardes ensolaradas.

Para finalizar o passeio, uma volta no antes belo, mas hoje um pouco degradado centro velho de São Paulo. Siga o conselho de todo bom paulistano ou morador da cidade: deixe a moto no hotel e pegue um metrô em direção ao centro, descendo nas estações São Bento ou Anhangabaú. 

Afinal, o centro reserva muitas atrações como o Mosteiro São Bento, o Theatro Municipal, o Páteo do Colégio, o Centro Cultural Banco do Brasil, entre outros, que podem ser visitados a pé. Com ruas estreitas e poucos locais para estacionar, é melhor explorar o berço da cidade sob a luz do sol ou até com uma garoa típica da cidade, mas durante o dia.



Guia 
Atrações 
- Parque do Ibirapuera – recheado de atrações como o Pavilhão da Bienal, a Oca, entre outros, o “Ibira” é destino de milhares de paulistanos nos finais de semana. A entrada principal fica na Avenida Pedro Álvares Cabral e o parque funciona das 5h à 0h, exceto aos sábados quando fica aberto 24h. Mais informações sobre atrações e a agenda do parque no site (não oficial): www.parquedoibirapuera.com

- Museu do Futebol – Dedicado à paixão dos brasileiros, o Museu fica na Praça Charles Miller, onde está o Estádio do Pacaembu, e funciona de terça a domingo, mas tem horários diferenciados em dias de jogos. Visite o site www.museudofutebol.org.br para saber mais sobre as exposições e a agenda do museu.

- MASP – Localizado na Avenida Paulista, O Museu de Arte de São Paulo – Assis Chateaubriand tem um acervo que, por si só, já vale a visita, assim como o belo prédio que o abriga, um projeto de Lina Bo Bardi. Também sempre acontecem exposições interessantes. Mais informações visite o site: www.masp.art.br.

- Pateo do Collegio – O complexo histórico-cultural-religioso Pateo do Collegio (a grafia arcaica é proposital) pertence aos jesuítas e marca o local onde 13 padres da ordem, entre eles José de Anchieta e o padre Manoel da Nóbrega, ergueram uma cabana de pau a pique empenhados em catequizar os nativos. É um bom ponto de partida para conhecer o Centro de SP. www.pateodocollegio.com.br

- Centro Cultural Banco do BrasilLocalizado em um belo prédio de 1901 na Rua Álvares Penteado, 112, o CCBB tem diversas exposições itinerantes que costumam lotar, principalmente aos finais de semana. O local é a quinta instituição cultural mais visitada no Brasil, portanto informe-se antes sobre as mostras e ingressos. Informações no site: www.culturabancodobrasil.com.br/portal/sao-paulo/

- Mosteiro de São Bento: com mais de 400 anos de história o Mosteiro tem missas com cantos gregorianos diariamente, mas a mais concorrida acontece aos domingos. Há ainda uma padaria com excelentes pães produzidos pelos monges. Mais informações no site www.mosteiro.org.br

- Site Oficial de Turismo (www.cidadedesaopaulo.com): o site da prefeitura traz muitas informações sobre todas as atrações da cidade, além de sugerir roteiros temáticos e a pé. Vale navegar antes de planejar sua visita à Sampa. Os jornais Folha de S.Paulo e o Estado de S.Paulo publicam guias culturais às sextas-feiras com shows de música, espetáculos, peças teatrais e filmes em cartaz na cidade.

Onde ficar 
Opte por um hotel nos bairros mais centrais da cidade, mas evite o centro velho que é um pouco perigoso para caminhar à noite. A região da Avenida Paulista concentra diversas redes famosas e é uma boa escolha. Bairros, como Moema, Paraíso, Jardins, Jardim Paulista, Itaim e Vila Olímpia também são boas opções. Há desde hotéis caros e luxuosos como o Fasano e Unique até redes econômicas como Formula 1 e Ibis. Em SP, vale pagar um pouco mais por uma boa localização. O site oficial de turismo traz dicas do tripadvisor sobre os principais hotéis da cidade.

Onde comer
- Zé do Hamburguer – Tradicional em Perdizes, a lanchonete tem decoração retrô e bons lanches. Fica na Rua Itapicuru, 419. Cardápio, horários e informações no site www.zedohamburger.com.br. O hambúrguer do Zé é apenas uma dica nossa, mas se você é fã do sanduíche com pão e carne, São Paulo oferece hamburguerias para todos os gostos. Em Pinheiros e na Vila Madalena, destaque para os mais decolados Meats e Z Deli Sandwich Shop, além dos tradicionais Oregon e Hamburguinho.

- Ovo e Uva – Localizado na descolada Mateus Grou, o local é uma espécie de loja de vinhos, produtos gourmet e cervejas artesanais. Mas também serve refeições em um ambiente descontraído. Ideal para uma refeição diferente. Rua Mateus Grou, 286 – Pinheiros. Site: www.ovoeuva.com.br 

- Cão Véio – Casa que tem entre os sócios o chef e apresentador Henrique Fogaça, o Cão Véio é um gastropub com trilha sonora rock’n’roll. Serve petiscos, lanches e cervejas importadas, mas tem almoço executivo. Fica na Rua João Moura, 871. Mais informações, acesse: www.caoveio.com.br

Como chegar 
As principais estradas do Brasil – BR-116, BR-381, SP-280 – passam por São Paulo. Porém, mais importante do que como, é quando chegar à capital paulista. Programe sua viagem de modo a evitar os horários de rush, ou seja, entre 7h e 10h e 17h e 20h. Ao menos que você pretenda curtir um trânsito pesado...


Harley-Davidson Iron 883
Renovada para 2016, a Iron 883 ganhou um visual ainda mais minimalista e dark com quase todas as peças pintadas de preto. Com cara de moto customizada, a boa novidade é que a Harley-Davidson adotou suspensões melhores e um banco mais confortável no modelo. O novo garfo telescópico dianteiro e os dois amortecedores traseiros com regulagem na pré-carga da mola agora absorvem melhor as imperfeições das malcuidadas ruas e avenidas de São Paulo. O sistema ABS de série ajuda e muito em caso de alguma frenagem de emergência.

Equipada com o confiável motor Evolution, um V2 de 883 cc e muito torque, a Iron 883 roda com desenvoltura nos corredores caso você enfrente trânsito. E de quebra, seu peso moderado (251 kg) e o assento baixo a 735 mm do solo facilitam sua vida na hora de manobrar e estacionar. O Smart Key, que dispensa o uso da chave para dar partida, é outro item super prático na hora de rodar por uma cidade como São Paulo (SP). O preço sugerido é de R$ 42.900



Texto: Arthur Caldeira/Agência Infomoto
FOTOS: Renato Durães / Agência INFOMOTO



Fonte:
Agência Infomoto
Compartilhe este conteúdo:

Paranapiacaba (SP): Da Neblina ao Sol

De Cunha a Cruz de Ferro com a BMW F 800 GS

National HOG Rally 2017 vai acontecer em Foz de Iguaçu

BMW Rider Experience realiza cursos de pilotagem e expedições

Bike Fest esquentou o clima na histórica cidade de Tiradentes

BikeFest Tiradentes comemora 25 anos

Expedição Continente Americano termina após 18 países e 90 mil km

Paranapiacaba (SP): Da Neblina ao Sol

Honda CRF 1000L Africa Twin enfrenta aventura de 6.000 km

Viagem pela Serra do Rio do Rastro de Yamaha Midnight Star

Viagem pelo Pantanal de Yamaha XVS 950 Midnight Star

BikeFest Tiradentes comemora 25 anos

Yamaha realiza expedição de 2.449 km com Crosser 2017

Capacetes: Ruído do vento x surdez do piloto


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras