moto.com.br

Publicidade:

Testes

Vídeo Teste Comet GT 250R: Uma pequena com DNA esportivo

29 de October de 2012
Compartilhe este conteúdo:

Paulo Souza

A Kasinski possui em sua linha a pequena esportiva Comet GT 250R desde 2008. De lá para cá o modelo sofreu algumas alterações e continua na briga deste crescente mercado no Brasil. A sua última versão modelo 2012 recebeu apenas novos grafismos e um novo sistema de injeção eletrônico “closed loop”, com respostas mais rápidas.

Com uma aparência de moto bem maior do que realmente é, testamos esta chamativa motocicleta para conferir todos os seus detalhes e apresentar para você que quer entrar no universo das motos esportivas.



O motor da Comet GT 250R é o mesmo que equipa o modelo sem carenagem, um bicilíndrico em V, capaz de gerar 29,4 cavalos de potência a 10.000 rpm e torque máximo de 2,2 kgf.m a 6.750 rpm com arrefecimento a ar e óleo. É um bom motor para uma moto de 250 cilindradas, entretanto, o seu câmbio poderia ser mais macio com trocas de marchas mais precisas.

A motocicleta é um pouco pesada para a sua categoria, com 173 quilos (seco), apesar disso não é difícil de ser pilotada e alcançou uma velocidade final de 170 km/h no painel digital, não ultrapassa este número, pois acima desta velocidade ela corta o motor.

Andando com o modelo na cidade o conforto fica para trás. Sua posição de pilotagem é bastante esportiva deixando o corpo totalmente posicionado para frente, acima do tanque de combustível com as pernas dobradas para trás. O seu ângulo de esterço é bastante limitado e dificulta muito na hora de cruzar pelos corredores.

Já andando pelas rodovias ela se mostrou bastante divertida, com velocidades superiores a outras motos de 250 cilindradas, entretanto, o seu conjunto de suspensões não é firme  o suficiente como pede um modelo esportivo, o que a fez “chimar” quando passamos nas irregularidades do solo em velocidades mais elevadas. Na cidade apesar do desconforto da moto o seu conjunto de suspensões macio se saiu bem, superando as irregularidades do asfalto. O modelo vem equipado com suspensão dianteira invertida de 120 mm de curso e na traseira um monoamortecedor com o curso de 120 mm.

O conjunto de freios conta com duplo disco de 300 mm na dianteira e um único de 230 mm na traseira e foram eficientes. Esperava um pouco mais devido ao disco duplo na dianteira, mas foi suficiente para frear a moto.

O banco apesar de bonito e com duas cores é um pouco duro e desconfortável, principalmente para o garupa, que além de ser menor possui as alças de apoio laterais muito próximas que raspam na perna causando desconforto.

A Comet GT 250R traz alguns diferenciais como lanterna traseira em LED e pisca alerta, além de ser o único modelo da categoria que possui a pedaleira com três posições de regulagem permitindo um melhor encaixe de acordo com o seu tamanho. O seu painel é completo e conta com contagiros analógico e display digital com velocímetro, marcador de combustível, relógio, hodômetro total e parcial.

Seu tanque tem capacidade para 17 litros de combustível, o que a deixa com uma autonomia próxima de 350 quilômetros, já que a média de consumo ficou entre 20 e 21 km/l.

Esta é Comet GT 250R, a pequena esportiva da Kasinski que tem o preço sugerido de R$ 14.900, um pouco acima da média comparando com as concorrentes, que estão com preços promocionais. Uma moto bonita e atraente para os consumidores e que pode se tornar a porta de entrada para o mundo das esportivas.

O jornalista usou nos testes jaqueta, calça e luvas Race Tech e capacete LS2.


Ficha Técnica
Motor: 4 tempos, dois cilindros em “V”, refrigeração a ar, OHC
Cilindrada: 249cc
Diâmetro x Curso: 57,0 x 48,8,8 mm
Potência máxima: 29,2 CV a 10.5000 rpm
Torque máximo: 2,31 Kgfm a 8.000 rpm
Alimentação: injeção eletrônica
Transmissão: 5 velocidades
Embreagem: multidisco banhada a óleo
Suspensão dianteira: Garfo telescópico invertido
Suspensão traseira: balança monochoque com ajuste na pré-carga da mola
Pneu dianteiro: 110/70-17
Pneu traseiro: 150/70-17
Freio dianteiro: Dois discos de 300mm com pinça de pistão duplo
Freio traseiro: Disco de 230mm com pinça de dois pistões
Comprimento: 2.095mm
Largura: 720mm
Altura: 1.135mm
Tanque de combustível: 17 litros
Peso (seco): 173 Kg

Fotos e vídeo: Post Varejos

 

 



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Teste: Harley-Davidson Street Glide CVO é custom completa

Teste: Dafra Maxsym 400i oferece conforto na estrada

Honda anuncia chegada dos modelos CB 650F e CBR 650F

Avaliação da Triumph Tiger Sport

Teste: Triumph Thruxton é café racer customizada de fábrica

Teste: Yamaha VMax é pura força bruta

Duelo caseiro: NC 700X vs. CB 500X

Honda anuncia chegada dos modelos CB 650F e CBR 650F

Teste: Dafra Maxsym 400i oferece conforto na estrada

Teste: Harley-Davidson Street Glide CVO é custom completa

Teste: Comparativo Flex Honda CB 300R x Yamaha Fazer 250

Yamaha lança XTZ 150 Crosser e nós já avaliamos, confira!

Yamaha traz para o Brasil a MT-09, confira nossa avaliação!

Teste: Primeiras impressões do scooter Honda PCX 150


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Últimos Anúncios

Montadoras
Ducati Honda CB 600 F Hornet Motos Usadas Kawasaki Motos Novas Fazer Transalp Fipe Yamaha YZF R1 Suzuki Kasinski Moto Velocidade Srad Sundown Motos CBR Harley Davidson MotoGP BMW XT 660 Tornado 600RR Ofertas Shadow Revista Off Road

Siga-nos

ícone orkut ícone youtube ícone twitter ícone facebook ícone rss