moto.com.br

Publicidade:

Testes

Teste Suzuki Gladius 650: E não é que ela surpreendeu!

18 de November de 2013
Compartilhe este conteúdo:

Paulo Souza

Após avaliarmos a GSR 750A, chegou a vez de conferir de perto a Gladius 650, outra novidade que a Suzuki apresentou recentemente. Esta naked vai contra a tendência atual com linhas arredondadas, diferentemente de outras motos com design mais agressivo. Ela chega para competir com fortes concorrentes e mostrou que tem potencial para isto.

Este modelo nos surpreendeu logo que a observamos de perto, possui um visual diferenciado que chama a atenção, além de nos empolgar com um comportamento excelente dentro e fora da cidade. Confira todos os detalhes desta nova naked e veja se ela preenche os requisitos para ser sua próxima moto em mais um teste do Moto.com.br!

Diferenciada
A Gladius oferece uma condução diferente, sua posição de pilotagem é bastante prazerosa, principalmente para andar dentro da cidade. Seu quadro em aço multitubular em conjunto com suas suspensões deixou a moto bastante acertada, seja nas entradas de curvas ou mesmo em retas, sua ciclística é incrível.

Isso se deve em partes ao conjunto de suspensões, que trabalha bem mesmo sem muitas opções de regulagens mantendo a moto estável.  É possível apenas o ajuste na pré-carga da mola da suspensão traseira, que possui 130 mm de curso. Quem deseja uma tocada mais esportiva é necessário realizar este ajuste, pois ela vem configurada para o conforto do dia a dia. Já na dianteira ela utiliza um garfo telescópico de 124 mm de curso.

O ângulo de esterço do guidão é um pouco limitado, isso no meio do trânsito pesado pode atrapalhar um pouco na hora de passar entre um carro e outro. Porém, sua facilidade de condução é incrível, você consegue mudar rápido de direção com tranquilidade.

Propulsor
O motor que equipa a Gladius é um bicilíndrico de 645cc, abertos a 90° com refrigeração líquida, que rende 72 cv de potência máxima e torque de 6,52 kgf.m. Na Europa ele já é bastante conhecido, pois é o mesmo do modelo que equipava a extinta SV 650, não comercializado por aqui. Só um detalhe que poderia ser diferente, seu filtro de óleo, que fica bastante exposto e pode ser avariado com algum obstáculo, já que não existe proteção.

Este propulsor rende um ótimo resultado, com bastante força desde as baixas rotações e sem as vibrações características de um bicilíndrico. A partir de 2.500 rpm a força do motor aparece e facilita bastante nas ultrapassagens e obstáculos do dia a dia.

Em primeira marcha esticando até ela cortar o giro a Gladius 650 atinge a velocidade de 82 km/h no painel, de segunda a velocidade sobe para 112 km/h e se forçar a terceira ela chega aos 144 km/h. Sua velocidade final ultrapassa os 200 km/h, porém, não conseguimos chegar a seu limite, pois o ambiente fechado onde andamos era pequeno.

É uma moto ideal pra quem deseja um modelo mais potente para utilizar no dia a dia e poder curtir um fim de semana em alguma viagem ou até mesmo andar na pista em um Track-Day. Andando na estrada a 120 km/h ela mantêm fôlego de sobra para qualquer viagem tendo bastante força ainda para realizar uma ultrapassagem, por exemplo.

O consumo médio dentro da cidade foi de 16,7 km/l e na estrada aumentou para 19,5 km/l. O que poderia ser maior é o seu tanque de combustível, que possui apenas 14,5 litros, rodou uma média de 170 km e acendeu a luz de reserva, já que o modelo também não possui marcador de combustível no painel.

Detalhes
A Gladius 650 possui bastante força e chega a uma boa velocidade final, por isso, frear a moto na dosagem certa é essencial para segurança do piloto. No entanto, este modelo não possui sistema de freios ABS, que poderia ser ao menos opcional. Ela vem equipada com disco duplo ventilado flutuante de 290 mm na dianteira e disco simples de 240 mm na traseira mordidos por pinça Tokiko. Este conjunto apesar de compatível com a moto poderia ser mais eficiente, mesmo assim é suficiente para frear a moto.

Partindo para o conforto, a Gladius 650 oferece aos pilotos um assento baixo, de apenas 782 mm de distância do solo facilitando a vida dos mais baixos. Mas, para isso, a espuma do assento é bem fina, o que gera desconforto para viagens mais longas tanto para quem pilota quanto para o garupa.

Outro detalhe que envolve o garupa é a posição das pedaleiras, apesar de ser ideal para o piloto, os apoios do passageiro ficam um pouco próximas fazendo com que o condutor tenha que colocar os pés um pouco mais a frente quando estiver acompanhado.

Desfecho
Com uma proposta para atender pilotos com menos experiência que procuram dar um “upgrade” de cilindrada, a Gladius 650 se mostrou uma motocicleta versátil com respostas rápidas e ao mesmo tempo muito fácil de pilotar. O destaque fica por conta de seu motor trabalhado pela Suzuki para deixar o seu funcionamento muito suave e sem vibrações.

O design diferenciado também chama a atenção, e pelo preço de R$ 26.990 esta naked pode ser a sua próxima motocicleta! Ela está disponível nas cores preta, azul e cinza.

O jornalista utilizou no teste capacete LS2, jaqueta, calça e luvas Race Tech e botas Dainese.

Cotação de Seguro (*)
À vista: R$ 4.908,54
Franquia: R$ 3.500,14

Seguro somente contra Roubo e Furto
A vista R$ 1.867,32

(*) Perfil médio: Homem, 25 a 35 anos, casado, sem filhos, com garagem em casa e no trabalho, morador de São Paulo e com residência em região razoável (bairro da zona sul ou zona oeste, por exemplo).

Agradecimento
Cycle Assessoria e Corretora de Seguros
(11) 3159-0733

Ficha Técnica
Motor dois cilindros V-Twin 90° com 8 válvulas, DOHC, arrefecimento líquido
Capacidade cúbica 645 cm³
Potência máxima (declarada) 72 cv a 8.400 rpm
Torque máximo (declarado) 6,52 kgf.m a 6.400 rpm
Câmbio Seis marchas
Transmissão final corrente
Alimentação Injeção eletrônica
Partida Elétrica
Quadro Treliça em aço
Suspensão dianteira Garfos telescópicos com 124 mm de curso
Suspensão traseira Amortecedor com 129 mm de curso
Freio dianteiro Disco duplo de 290 mm de diâmetro
Freio traseiro Disco simples de 240 mm de diâmetro
Pneus 120/70-17 (diant.)/ 160/60-17 (tras.) Dunlop Qualifier
Comprimento 2.130 mm
Largura 760 mm
Altura 1.090 mm
Distância entre-eixos 1.445 mm
Distância do solo 135 mm
Altura do assento 782 mm
Peso em ordem de marcha 202 kg
Peso a seco Não Disponível
Tanque de combustível 14,5 litros
Cores Branco, Cinza, Preto
Preço sugerido R$ 26.990,00

Fotos: Paulo Michel - Pixel Maker



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Teste Triumph Tiger 800: A irmã indicada para o asfalto!

Primeiras impressões Honda NXR Bros 160: Por que não 200 cc?

Teste: Honda CG 150 Titan X Yamaha Fazer YS 150

Teste: Kawasaki Ninja 1000 dá show de turismo esportivo

Teste BMW R NineT: Inúmeras possibilidades no estilo clássico

Teste: Harley-Davidson Street Glide CVO é custom completa

Teste: Dafra Maxsym 400i oferece conforto na estrada

Primeiras impressões Honda NXR Bros 160: Por que não 200 cc?

Teste: Honda CG 150 Titan X Yamaha Fazer YS 150

Honda anuncia chegada dos modelos CB 650F e CBR 650F

Teste: Comparativo Flex Honda CB 300R x Yamaha Fazer 250

Teste Triumph Tiger 800: A irmã indicada para o asfalto!

Yamaha traz para o Brasil a MT-09, confira nossa avaliação!

Yamaha lança XTZ 150 Crosser e nós já avaliamos, confira!


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Últimos Anúncios

Montadoras
Ducati Honda CB 600 F Hornet Motos Usadas Kawasaki Motos Novas Fazer Transalp Fipe Yamaha YZF R1 Suzuki Kasinski Moto Velocidade Srad Sundown Motos CBR Harley Davidson MotoGP BMW XT 660 Tornado 600RR Ofertas Shadow Revista Off Road

Siga-nos

ícone orkut ícone youtube ícone twitter ícone facebook ícone rss