moto.com.br

Publicidade:

Testes

Teste: Primeiras impressões Dafra Horizon 250

20 de June de 2013
Compartilhe este conteúdo:

Paulo Souza

A Dafra apresentou no início do mês a Horizon 250, uma pequena custom que chega ainda este mês nas concessionárias de todo o Brasil com preço sugerido de R$ 13.690. O Moto.com.br esteve presente no lançamento do modelo e tivemos a oportunidade de andar e sentir as primeiras impressões desta moto, confiram!

Desempenho

A Horizon 250 chega com o mesmo propulsor da Roadwin 250R, que também é feita em parceria com a sul-coreana Daelim. Um monocilíndrico de 250,2 cm³, capaz de gerar 23,1 cv a 8.000 rpm e torque de 2,21 kgfm a 7.000 rpm. No entanto, algumas modificações foram feitas no motor para se adaptar ao estilo custom. Ela ganhou mais torque em baixas rotações e perdeu um pouco de potência.

Andando com a moto estas modificações ficaram nítidas. Já na saída você percebe a melhor distribuição do torque do motor, e se forçar a primeira marcha, ela atinge a velocidade perto dos 60 km/h, isso por que não há limitador de giros. A velocidade final chegou aos 140 km/h, (velocidades de painel). Segundo a montadora a velocidade real máxima fica na casa dos 125 km/h.

O conjunto no geral pareceu bom, a moto possui uma boa posição de pilotagem e é bastante confortável. As pedaleiras estão um nível mais elevado e não raspa no chão com facilidade. Por ser monocilíndrica a moto possui vibrações sim, porém, somente é sentida em altos giros, para quem deseja um modelo para passeio, ou mesmo para o dia a dia não terá incomodo algum.

Estilo/Qualidade

O visual da Horizon 250 agrada bastante, seu design possui linhas atuais e também conta com bastantes itens cromados, seguindo a tradição das custons. No modelo testado a moto estava equipada com os três acessórios homologados pela Dafra, o Sissy Bar vendido por R$ 299, a bolha frontal, também por R$ 299 e o protetor de pernas (apoio para os pés) comercializado por R$ 380.

Seu estilo custom recebeu diversos itens atuais, como injeção eletrônica e refrigeração líquida, e também manteve a tradição em alguns aspectos, como por exemplo, painel analógico arredondado. O diferencial para este painel fica por conta do marcador de combustível, indicador de luz de neutro e alerta da reserva, que ficam localizados no tanque da moto.

Assim como a Roadwin 250R, primeira moto da Dafra em parceria com a Daelim, a Horizon 250 possui qualidades para brigar por espaço no mercado brasileiro. No geral é uma boa opção para quem gosta do estilo, reúne todas as características modernas e a primeira impressão foi positiva. Resta discutir se o preço sugerido de R$ 13.690 está valendo a pena!

Mercado

Atualmente o mercado de motocicletas custom de baixa cilindrada está muito pequeno no Brasil, na faixa de 250cc somente a Kasinski possui um modelo disponível. Justamente pensando nestes consumidores, a Dafra aposta na Horizon para ganhar uma parte desses motociclistas.

Visando atender o consumidor que busca um modelo para o dia a dia, mas que também utiliza a moto para lazer aos finais de semana, a Horizon 250 chega para suprir a carência no estilo custom de baixa cilindrada e se torna mais uma opção no mercado.  

Confira o vídeo de apresentação da Horizon 250

Ficha Técnica

Motor    monocilíndrico, 4 tempos, DOHC, refrigerado a água
Cilindrada    250,2 cm³
Disposição do Cilindro    Vertical
Potência Máxima    23,1 cv / 8.000 RPM
Torque máximo    21,7 Nm / 7.000 RPM
Sistema de alimentação    Injeção eletrônica
Diâmetro x curso    73 X 59,8 mm
Taxa de compressão    11,3 : 1
Transmissão    5 velocidades
Altura    1.140 mm
Largura    790 mm
Comprimento    2.245 mm
Distância entre eixos    1.500 mm
Altura mínima do solo    145 mm
Altura do banco    725 mm
Peso seco    163,4 Kg
Peso máximo admissível    150 kg
Chassi    Berço duplo
Suspensão dianteira    Garfo Telescópico
Suspensão traseira    Bi amortecida
Freio dianteiro    Disco duplo
Freio traseiro    Disco
Rodas    Liga leve
Pneu dianteiro    18  M/C 47S
Pneu traseiro    130/90-15 M/C 66S                
Sistema de partida    Elétrica
Capacidade do tanque de combustível    17,5 litros | Reserva: 5,5 litros
Capacidade do óleo do motor (após drenagem)    1,3 litro
Ignição    Transistor (ECU)
Cores    Preta e Preta/Pérola

Fotos: Renato Durães



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Teste Harley-Davidson XL 1200 CA: Estilosa e urbana!

Teste: BMW R 1200 GS Adventure encara Triumph Explorer XC

Avaliamos o sistema de freios CBS da nova Honda CG 150 Titan

Teste: Honda CBR 600RR é uma esportiva dócil

Teste: Harley-Davidson Iron 883 e Triumph Bonneville T100

Teste Yamaha Crosser 150: Uma trail para o dia a dia

Teste BMW S 1000R: Amor à primeira volta!

Teste: Harley-Davidson Iron 883 e Triumph Bonneville T100

Teste: Honda CBR 600RR é uma esportiva dócil

Teste BMW S 1000R: Amor à primeira volta!

Teste: BMW R 1200 GS Adventure encara Triumph Explorer XC

Teste Yamaha Crosser 150: Uma trail para o dia a dia

Teste: Comparativo Flex Honda CB 300R x Yamaha Fazer 250

Yamaha lança XTZ 150 Crosser e nós já avaliamos, confira!


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Últimos Anúncios

Montadoras
Ducati Honda CB 600 F Hornet Motos Usadas Kawasaki Motos Novas Fazer Transalp Fipe Yamaha YZF R1 Suzuki Kasinski Moto Velocidade Srad Sundown Motos CBR Harley Davidson MotoGP BMW XT 660 Tornado 600RR Ofertas Shadow Revista Off Road

Siga-nos

ícone orkut ícone youtube ícone twitter ícone facebook ícone rss