moto.com.br
Publicidade:

Testes

Teste: Primeiras impressões com a Honda CB 500X

15 de May de 2014
Compartilhe este conteúdo:

Paulo Souza

A família CB 500 apresentada durante o último Salão Duas Rodas finalmente está completa no mercado. Após o lançamento da CB 500F e da CBR 500R, a Honda enfim iniciou a venda da CB 500X, a última motocicleta a compor o time das bicilíndricas de entrada nas motos de altas cilindradas da marca.

Esta versão conhecida também como crossover reúne conceitos de motos on road, como performance e a facilidade para o uso diário e também atributos off road, como por exemplo, posição de pilotagem prazerosa e uma pitada de espírito aventureiro.

Segundo o gerente de planejamento comercial, Marcos P. Monteiro, a Honda espera vender 5.700 unidades da CB 500X ainda em 2014, sendo que deste número 51% da versão com ABS e 49% standard. A partir de 2015 esta deverá ser a moto com maior demanda entre as três da família 500.

Para conhecer de perto e sentir o comportamento da CB 500X, fomos convidados pela Honda a participar do lançamento do modelo em São Luiz do Paraitinga, interior de São Paulo. Tivemos a oportunidade de rodar com a moto com direito a um pouco de aventura, como é sua proposta. Confira o que achamos do nosso primeiro contato com a moto!

Design e componentes
Sem dúvidas o primeiro contato entre o motociclista e a moto é o atrativo do seu belo design, que foi inspirado nas versões VFR 1200X e também na NC 700X. A primeira impressão é que a moto não se trata de uma 500cc, mas sim um modelo maior, tanto pelo seu porte e imponência, quanto ao desenho da frente da moto, com carenagens despojadas e dois paralamas.

Apesar de ser uma moto totalmente diferente de suas irmãs, a CB 500X compartilha a mesma estrutura de chassi, motor e outras peças, que juntas somam 55% de itens incomuns com as outras duas versões.

A grande diferença fora o estilo de pilotagem se destaca em três detalhes, o primeiro é seu tanque maior, que comporta 17,2 litros de combustível, 1,5 l a mais do que os outros dois modelos. Em segundo o banco, que deixa de ser bipartido e coloca o piloto em uma posição mais alta. Em terceiro a suspensão dianteira esta mais longa, ganhou 20 mm a mais de curso, indo de 120 mm para 140 mm, deixando a moto um pouco mais alta.

Outro detalhe que diferencia a versão X são os pneus com desenho diferenciado. Ele possui mais cortes para melhor escoamento da água em piso molhado durante alguma possível aventura dentro ou fora da estrada.

Seu motor é o mesmo das outras versões com 471 cm³, bicilíndrico do tipo DOHC com arrefecimento a água. Sua potência máxima é de 50,4 cv a 8.500 rpm e seu torque chega a 4,55 kgm.f a 7.000 rpm.

Diversão
Entre os três modelos que pudemos andar da família CB 500, sem dúvidas a CB 500X foi a mais divertida. Todas as motos possuem características e propostas diferentes, entretanto esta versão te dá maior conforto e te possibilita até encarar pequenos trechos fora de estrada sem perder a esportividade das outras versões. Este segmento trail e crossover está em alta no mercado e por isso a Honda espera ter o maior número de vendas deste modelo entre as três.

Nosso primeiro contato com a moto foi saindo da elegante São Luiz do Paraitinga, cidade histórica que possui muitas ruas de paralelepípedos. Logo de cara deu para perceber que a moto é bastante confortável mesmo em terrenos acidentados.

Partindo para o interior foi a vez de andar com a moto na estrada, que por sorte possuía bastantes curvas e estava em ótimas condições. Foi ai que a CB 500X surpreendeu, pois ela nos deu a mesma esportividade feita em curvas com os demais modelos da família 500, com fácil condução e muito segura.

Então seguimos para a cachoeira da cidade e pegamos cerca de um quilômetro de entrada de terra. Com direito a subidas e descidas entre poeira e terra molhada a moto se saiu bem, claro que sem exagerar, mais um passeio, pois os seus pneus não são de uso misto e quando se pega uma estrada de terra é preciso ficar atento.

Mesmo assim, a moto te permite uma aventura fora da estrada. Seu conjunto de suspensão é suficiente para enfrentar pequenos deslocamentos em terrenos irregulares e deixa a moto com um pouco de vantagem em relação a suas irmãs. O conjunto de freios é o mesmo das outras versões e bastante eficientes com pinças da marca Nissin.

Mercado/Conclusão
A CB 500X chega às concessionárias de todo o Brasil com preço sugerido de R$ 23.500 na versão standard e R$ 25.000 no modelo com ABS nas cores cinza-metálico e vermelho.

E agora a pergunta que não quer calar! A CB 500X irá ou não afetar as vendas da NC 700X? De acordo com Marcos P. Monteiro, gerente de planejamento comercial a resposta é não.

Ambos os modelos possuem uma semelhança muito grande no design e na potência, a CB 500X com 50,4 cv e a NC 700X com 52,5 cv. Porém a vantagem maior da NC é em seu torque, 6,4 kgf.m a 4.750 rpm contra 4,55 kgf.m a 7.000 rpm na CB 500X. E a diferença de preço chega a ultrapassar os cinco mil reais na versão ABS.

Questionado sobre este detalhe Marcos Monteiro explicou sobre as propostas diferentes de cada modelo, e que a NC tem a alusão de moto econômica para um público diversificado, enquanto a CB 500X possui um DNA mais aventureiro e busca atingir o público que está subindo de categoria e também que possuem outras marcas de motos.

No geral a CB 500X chega ao mercado como uma moto bastante competitiva e sem nenhum concorrente direto na categoria, o que pode fazer as vendas da Honda dispararem, ao menos por enquanto.

O primeiro contato com a moto foi positivo, ela é completa e de da muito prazer e diversão durante a pilotagem. De acordo com a proposta da Honda ela se encaixou perfeitamente. Fiquem ligados que no próximo mês faremos um teste completo com esta motocicleta.

O jornalista utilizou no teste capacete LS2, jaqueta, calça, luvas e botas Race Tech.

Ficha técnica
Motor: DOHC, bicilíndrico,4 tempos, arrefecido a líquido;
Tipo de chassi: Diamond Frame
Cilindrada: 471 cc
Comprimento x largura x altura: 2.095 x 830 x 1.260mm
Potência máxima: 50,4 CV a 8.500 rpm
Torque máximo: 4,55kgf.m a 7.000 rpm
Pneu dianteiro: 120/70 – ZR17M/C (58W)
Pneu traseiro: 160/60 – ZR17M/C (69W)
Transmissão: 6 velocidades
Peso seco: 180kg (STD) 182kg (ABS)
Sistema de partida: Elétrico
Cores: Branco e Vermelho-Metálico (STD/ABS)
Combustível: Gasolina
Capacidade do tanque: 17 litros
Preço: R$ 23.500 (STD) R$ 25.000 (ABS)

Fotos: Caio Mattos/Honda



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Teste: Nova Honda CB 650F impressiona de modo racional

Teste: Com injeção e motor flex, nova Factor é 125 completa

Teste: Nova Honda Africa Twin aposta em motor torcudo e chassi leve

Teste: Nova Kawasaki Versys 650 ganha fôlego extra para viajar

Primeiras Impressões: Novas Vespa Primavera 125 e 150

Teste: Fazer 150 UBS ganha freios combinados para ficar na lei

Teste: Triumph acrescenta tecnologia à Tiger Sport

Teste: Nova Honda Africa Twin aposta em motor torcudo e chassi leve

Teste: Nova Kawasaki Versys 650 ganha fôlego extra para viajar

Teste: Pega de Honda Bros 160 e Yamaha Crosser

Teste da Falcon NX4 por um usuário

Yamaha Drag Star 650: Na medida certa

Teste: Nova Africa Twin é bigtrail para ir a todo lado

Teste: Com injeção e motor flex, nova Factor é 125 completa


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras