moto.com.br
Publicidade:

Testes

Teste: Nova Yamaha Factor 150 é econômica e boa para o dia a dia

06 de April de 2016
Compartilhe este conteúdo:

A nova Yamaha Factor 150, versão ED, chegou para ser testada pela equipe do MOTO.com.br com apenas 126 km rodados, ou seja, praticamente uma motocicleta 0 km. Como costuma acontecer, as fabricantes emprestam seus modelos por um curto período de tempo, geralmente de três a sete dias, para que os jornalistas possam avaliar a motocicleta e transmitir as impressões aos leitores.

Logo de cara, a renovada street da Yamaha chama atenção pelo design repaginado e moderno. Mas uma moto não vive apenas de aparência. Rodando com a Factor 150 por São Paulo, foi possível constatar diversos pontos positivos e, obviamente, pontos que precisam ser melhorados. Por se tratar de uma motocicleta de entrada, a Yamaha ganha pontos com a presença do lanpejador de farol alto e do painel, bem iluminado, com presença de indicador de marchas. Ficou faltando, porém, o botão corta-corrente.

A posição de pilotagem para a cidade, assim como o banco, agradou bastante durante a semana de testes. A equipe do MOTO.com.br rodou 200 km com a motocicleta, que conta com um motor monocilíndrico, 149,31 cm³, OHC, duas válvulas, refrigerado a ar, que se mostrou satisfatório para o trânsito urbano, mas um tanto quanto fraco para retomadas, entregando 12,2 cv a 7.500 rpm de potência com gasolina (12,4 cv com etanol) e 1,285 kgfm a 5.500 rpm quando abastecida com gasolina e 1,295 kgfm com etanol.

No geral, a nova Yamaha Factor 150 é uma motocicleta bastante fácil de pilotar, apresentando boa dirigibilidade por conta da altura em relação ao solo e também pelo seu baixo peso (126 kg, a seco), se mostrando muito boa de curvas. Seu freio dianteiro, disco de 245 mm de diâmetro, é bastante eficiente, destoando um pouco com o traseiro, o atrasado tambor com 130 mm de diâmetro, que juntamente com o pneu traseiro muito fino (90/90 - 18), prejudicam a motocicleta, transmitindo instabilidade e insegurança, principalmente por causa dá má qualidade do asfalto em muitos casos, com buracos e fendas.

Um dos destaques da Factor 150 está no consumo. Com um tanque de combustível com capacidade para 15,7 litros, a motocicleta da Yamaha apresentou um consumo médio urbano de 46 km/l, entregando uma impressionante autonomia de 722 km. Para os motociclistas mais preocupados com a economia de combustível, o modelo conta com indicador de pilotagem ECO no painel.

FICHA TÉCNICA
YAMAHA FACTOR 150 ED
Motor:         Monocilíndrico, 149,31 cm³, OHC, duas válvulas, refrigerado a ar
Diâmetro x curso:                 57,3 x 57,9 mm
Taxa de compressão: 9.58: 1
Potência máxima:        12,2 cv a 7.500 rpm (gasolina) / 12,4 cv a 7.500 rpm (etanol)
Torque máximo: 1,285 kgf.m a 5.500 rpm (gasolina) / 1,295 kgf.m a 5.500 rpm
Câmbio:     Cinco marchas
Transmissão final:       por corrente
Alimentação:       Injeção eletrônica.
Quadro:      Tipo Diamante em aço
Suspensão:        dianteira Garfo telescópico com 120 mm de curso
Suspensão traseira:    Balança com dois amortecedores e 120 mm de curso
Freio dianteiro;    Disco de 245 mm de diâmetro
Freio traseiro:      Tambor com 130 mm de diâmetro
Pneus: 2.75 / 18 (diant.) 90/90 -18 (tras.)
Comprimento: 2.015 mm
Largura: 735 mm
Altura: 1.085 mm
Entre Eixos: 1.325 mm
Altura Mínima do Solo: 175 mm
Altura do assento: 785 mm
Tanque:     15,7 litros
Peso a seco:       126 kg
Preço/ cores:      Versão ED R$ 8.688,29  (branca, laranja, preta e vermelha) - versão E R$ 8.088,29 (branca, preta e vermelha) 

 

Texto e Fotos: Alexandre Ciszewski



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Teste: BMW F 700 GS é uma máquina surpreendente

Teste: Nova Honda CB 650F impressiona de modo racional

Teste: Com injeção e motor flex, nova Factor é 125 completa

Teste: Nova Honda Africa Twin aposta em motor torcudo e chassi leve

Teste: Nova Kawasaki Versys 650 ganha fôlego extra para viajar

Primeiras Impressões: Novas Vespa Primavera 125 e 150

Teste: Fazer 150 UBS ganha freios combinados para ficar na lei

Teste: BMW F 700 GS é uma máquina surpreendente

Teste: Nova Honda CB 650F impressiona de modo racional

Longa Duração: Honda Pop 110i supera os 1.000 km rodados

Teste: CG 125i Fan, R$ 6.790, é motocicleta mais barata da Honda

Teste: Pega de Honda Bros 160 e Yamaha Crosser

Teste: Com injeção e motor flex, nova Factor é 125 completa

Teste da Falcon NX4 por um usuário


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras