moto.com.br
Publicidade:

Testes

Teste: Honda SH 300i é uma máquina e tanto

29 de October de 2015
Compartilhe este conteúdo:

Aladim Lopes Gonçalves

Dentre os lançamentos da Honda no Salão Duas Rodas, o anúncio da chegada para 2016 do maxi scooter SH 300i demonstra que o fabricante japonês está observando com atenção as necessidades e preferências dos motociclistas por esse estilo de motocicleta, que vem ganhando a cada ano novos adeptos no mercado brasileiro pelo seu estilo diferenciado, praticidade no trânsito e pilotagem facilitada, por conta, dentre outros aspectos, da comodidade da transmissão automática CVT (relações de marchas variáveis). Os scooters no Brasil já são um fenômeno de vendas e o modelo SH 300i é reconhecido como um verdadeiro best seller da Honda na Europa, com mais uma milhão de unidades vendidas no continente. 

Com um conjunto que mescla tecnologia e estilo clássico, o maxi scooter SH 300i chega com a missão de marcar a estreia da Honda no segmento de scooters de média cilindrada no Brasil. Inicialmente, o modelo vai ser oferecido em versão única com sistema de freios ABS (antitravamento), com produção local na fábrica da marca japonesa, em Manaus (AM).  

O SH 300i traz em sua frente um conjunto óptico com o farol com lâmpadas em LED fixado em uma semicarenagem junto ao guidão. Logo abaixo está a luz diurna de posição e as setas também em LED, embutidas à carenagem frontal e que trazem elementos visuais em seu design que valorizam sua proposta despojada e robusta. 

Uma novidade no segmento de scooters no mercado brasileiro e que está presente na SH 300i é a tecnologia Smart Key, que ativa a ignição e a abertura do banco quando o motociclista se encontra a dois metros de distância do scooter, além de possibilitar o acionamento do motor apenas com a proximidade da chave. 

A ciclística do SH 300i é caracterizada por unir um chassi (tipo underbone) de piso plano e rodas de liga leve aro 16, que proporcionam mais é o conforto e a agilidade em seus deslocamentos. O assento é dividido em dois níveis, para delimitar os espaços do piloto e do garupa e oferece na sua parte interna um compartimento que serve para guardar um capacete ou pequenos pertences. Em contraste, a traseira é moderna, com as lanternas traseiras em LED. 

VOLTA RÁPIDA
Já que o maxi scooter SH 300i estava disponível para teste ride no estacionamento da Honda no Salão Duas Rodas, aproveitamos para dar uma volta rápida para conhecer um pouco mais do modelo, que veio especialmente da Itália para ser apresentado no evento. Olhando bem de perto, o primeiro maxi scooter da Honda no Brasil ostenta um visual mais para linhas do passado, como Vespa e Lambreta, com assoalho bem baixo e um generoso para-brisa. Ah, a bolha vai ser item de série, mas pode ser removida. O sistema Smart Key é uma boa facilidade e o funcionamento do motor é linear e bastante silencioso, como se espera de um scooter. 

Segundo as especificações europeias, o SH 300i conta com motor monocilíndrico de 279,1 cm³ SOHC, arrefecimento líquido, com potência de 25 cavalos e torque de 2,55 kgfm. No pequeno circuito de teste, o SH 300i apresentou boa vitalidade nas partidas e os freios ABS se mostraram eficientes. Como o traçado era bem estreito e sinuoso, andamos com aceleração forte, para manter uma variação da rotação do motor, e fizemos algumas mudanças bruscas de direção para verificar como seriam suas respostas no trânsito, por exemplo. 

O resultado agradou bastante, sobretudo pelo projeto com entre-eixos reduzido. A estabilidade nas curvas e o comportamento dinâmico na pilotagem foram precisos e muito seguros. O conjunto com rodas aro 16 proporcionaram boas respostas e o trabalho da suspensão foi surpreendente, sem extrapolar o curso de amortecimento, mesmo sendo forçado para isso. 

Com produção nacional e as vendas programadas para começar em 2016, a Honda anuncia projeções bastante modestas para o maxi scooter SH 300i, estimando comercializar cerca de 1.500 unidades por ano, visando atender um diferenciado no segmento de maxi scooters, por meio da rede de concessionárias Honda Dream. 

Com esse lançamento importante, a Honda acelera o passo no segmento de maxi scooters no Brasil. O próximo modelo nesse segmento na lista estratégica da marca japonesa para o país pode ser o diferenciado maxi scooter Integra, equipado com poderoso motor dois cilindros de 750cc e o avançado câmbio DCT (Dual Clutch Transmission) de seis velocidades, com três modos de pilotagem (D, S e Manual). Agora vamos esperar e ficar na torcida. 

FICHA TÉCNICA
MOTOR Monocilíndrico arrefecido por água, 4 tempos, SOHC
DIÂMETRO X CURSO (mm) 72 x 68,5
ALIMENTAÇÃO Injeção eletrônica PGM-FI
TAXA DE COMPRESSÃO 10,5 : 1
CILINDRADA 279,1 cm³
POTÊNCIA 25 CV (18,5 kW)/7.500 rpm
TORQUE 25,5 Nm (2,55 kgfm)/5.000 rpm
PARTIDA Elétrica
EMBREAGEM Automática, centrífuga
EMBREAGEM - FUNCIONAMENTO V-Matic
TRANSMISSÃO FINAL Correia em V
DIMENSÕES (mm) 2.131 x 728 x 1.193 mm
ENTRE EIXOS 1.438 mm
ALTURA DO ASSENTO 805 mm
QUADRO Berço com tubos de aço
FREIOS DIANTEIROS Disco perfurado de 256 x 4,5 mm, com pinça de dois êmbolos
FREIOS TRASEIROS Disco de 256 x 5 mm, com pinça de um êmbolo
SUSPENSÃO DIANTEIRA Amortecedores telescópicos de 35 mm
SUSPENSÃO TRASEIRA Braço oscilante com duplo amortecedor
RODA - DIANTEIRA 16 x MT2.75
PNEU - FRENTE 110/70 16
RODA - TRASEIRA 16 x MT3.50
PNEU - TRASEIRO 130/70 16
TANQUE DE COMBUSTÍVEL 9 litros
PESO EM ORDEM DE MARCHA 169 kg


Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Teste: BMW F 700 GS é uma máquina surpreendente

Teste: Nova Honda CB 650F impressiona de modo racional

Teste: Com injeção e motor flex, nova Factor é 125 completa

Teste: Nova Honda Africa Twin aposta em motor torcudo e chassi leve

Teste: Nova Kawasaki Versys 650 ganha fôlego extra para viajar

Primeiras Impressões: Novas Vespa Primavera 125 e 150

Teste: Fazer 150 UBS ganha freios combinados para ficar na lei

Teste: BMW F 700 GS é uma máquina surpreendente

Teste: Nova Honda CB 650F impressiona de modo racional

Longa Duração: Honda Pop 110i supera os 1.000 km rodados

Teste: CG 125i Fan, R$ 6.790, é motocicleta mais barata da Honda

Teste: Com injeção e motor flex, nova Factor é 125 completa

Teste: Pega de Honda Bros 160 e Yamaha Crosser

Teste da Falcon NX4 por um usuário


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras