moto.com.br

Publicidade:

Testes

Testamos a XM 250 R, modelo off road da X-Motos

17 de April de 2013
Compartilhe este conteúdo:

Paulo Souza

O Brasil infelizmente não possui muitas opções de motos quando tratamos de modelos para prática de off road, são apenas duas montadoras que fabricam motos nacionais com preços acessíveis, as de mais são todas importadas, o que acaba deixando o preço final mais caro para o consumidor.

A partir de 2007 quando iniciaram as vendas dos modelos nacionais o mercado de motos off road cresceu significadamente com estas motos. Inúmeras categorias surgiram em competições estaduais e nacionais em diversas modalidades, enduro, motocross, etc. Vendo o potencial deste crescente mercado brasileiro algumas importadores iniciaram a invasão chinesa com modelos desconhecidos pelos praticantes de off road. Foram inúmeras motos que chegaram, mas nenhum até agora teve o mesmo sucesso das montadoras que produzem os modelos nacionais.

Em novembro do ano passado a X-Motos se renovou e lançou para o mercado brasileiro a XM 250R, sua única moto para prática off road. Importada da China o modelo chega com preço de R$ 15.800 e promete concorrer de igual para igual com os modelos nacionais. Particularmente fui ver o lançamento desta moto no Salão da Motocicleta e achei bem interessante o projeto e sua proposta, a matéria do lançamento desta moto você confere aqui. Agora só restava o veredito, andar na moto e mostrar minhas impressões para os consumidores.

A X-Motos do Brasil nos cedeu o empréstimo da XM 250R para o teste, que aconteceu durante um curso de off-road organizado pelo site motox.com.br, na cidade de Araçariguama, SP. No início para conhecer a moto peguei algumas dicas com o Cale Neto, gerente de provas da Escuderia X-Motos e andei fora da pista na estrada de terra. Logo deu para perceber que a moto era realmente forte, com um ronco agradável.

Impressões

A XM 250 é equipada com motor de 250 cilindradas de 4 tempos refrigerado a água. Sua potência máxima chega a 26 cavalos, com transmissão de cinco marchas. Durante as arrancadas podemos perceber que realmente é mais forte que os modelos nacionais, possui respostas rápidas e marchas mais longas devido ao câmbio de 5 marchas. O que deixou a desejar foi a sua embreagem, um pouco dura, porém, nada de assustador.

O conjunto de suspensões agradou bastante, quando bem acertada da conta do recado em qualquer terreno. Durante as curvas demonstrou estabilidade e nos pequenos saltos durante as voltas na pista se mostraram bem firmes. Na dianteira a suspensão é invertida com opção de 25 cliques de regulagem, a traseira é do tipo pró-link a gás, com compressão e retorno ajustáveis.

Os freios são potentes e mostraram um ótimo desempenho durante o teste. Na dianteira possui disco único de 230 mm e na traseira um disco simples. O que chama a atenção no conjunto é o sistema aeroquip, (revestimento em malha de aço) que evita a fadiga na hora das frenagens.

Equipada com chassi composto de aço carbono e rodas e guidão em alumínio, a XM 250 pesa 115 quilos, um pouco mais que suas concorrentes. A posição de pilotagem é agradável e bem esportiva, seu banco é macio e permite que o piloto se posicione bem em cima do tanque para uma pilotagem mais agressiva.

Conclusão

A XM 250R é uma boa opção para quem esta iniciando no off road, principalmente para aqueles que desejam pegar uma trilha aos fins de semana. Ela possui pedal de descanso, muito útil para as trilhas, além de contar com partida elétrica e também a pedal. A bateria que equipa a moto é de gel produzida pela própria X-Motos, conta com chip eletrônico e  também é usadas para outros modelos. Ideal para quem deixa a moto muito tempo encostada, pois também acompanha um cabo para recarga.

A X- Motos do Brasil garante que possui a pronta entrega todas as peças de reposição da XM 250R, com preço bastante competitivo. É um modelo novo, que atrai pelo belo visual, e também pelo seu bom desempenho. O preço sugerido é de R$ 15.800. Ter uma dessas ou não na garagem de casa agora cabe a você, faça um teste drive e veja se é a moto que esta procurando.

Ficha técnica

Motor: Monocilindrico, 4 tempos refrigeração líquida
Suspensão dianteira invertida com regulagem de 25 clicks
Suspensão traseira: tipo pró-link com compressão e retorno ajustáveis.
Roda Dianteira: 21” em alumínio
Roda Traseira:  18” em alumínio
Freio dianteiro: Disco de 220mm
Freio traseiro: Disco
Chassi : Aço carbono
Câmbio: 5 velocidades
Sistema de partida: Elétrico e a pedal
Peso:  115 kg
Cores: Laranja e vermelho

Fotos: Carolina Arruda/Paulo Souza



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Teste Daytona 675: Nem sempre a mais barata deixa a desejar!

Teste: Triumph Tiger Sport uma viagem de adrenalina

Teste: YamahaTénére 660 fica mais baixa e segura

Teste Triumph Tiger 800: A irmã indicada para o asfalto!

Primeiras impressões Honda NXR Bros 160: Por que não 200 cc?

Teste: Honda CG 150 Titan X Yamaha Fazer YS 150

Teste: Kawasaki Ninja 1000 dá show de turismo esportivo

Teste Daytona 675: Nem sempre a mais barata deixa a desejar!

Teste: Triumph Tiger Sport uma viagem de adrenalina

Primeiras impressões Honda NXR Bros 160: Por que não 200 cc?

Teste: Comparativo Flex Honda CB 300R x Yamaha Fazer 250

Honda anuncia chegada dos modelos CB 650F e CBR 650F

Teste: Primeiras impressões do scooter Honda PCX 150

Teste: YamahaTénére 660 fica mais baixa e segura


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Últimos Anúncios

Montadoras
Ducati Honda CB 600 F Hornet Motos Usadas Kawasaki Motos Novas Fazer Transalp Fipe Yamaha YZF R1 Suzuki Kasinski Moto Velocidade Srad Sundown Motos CBR Harley Davidson MotoGP BMW XT 660 Tornado 600RR Ofertas Shadow Revista Off Road

Siga-nos

ícone orkut ícone youtube ícone twitter ícone facebook ícone rss