moto.com.br

Publicidade:

Testes

Suzuki GSR 150i: Evolução eletrônica para rodar na cidade

03 de August de 2011
Compartilhe este conteúdo:

Aladim Lopes Gonçalves

Com sua tradicional peculiaridade, a Suzuki do Brasil anuncia o lançamento da nova GSR 150i, equipada com injeção e eletrônica e câmbio de seis marchas. Desta vez, como estratégia para o mercado de motos, a marca japonesa inovou e resolveu oferecer o modelo antecipadamente pelo Consórcio Nacional Suzuki, antes mesmo da sua chegada às concessionárias.

As vendas da GSR 150i devem iniciar em meados de outubro. O preço sugerido para o novo modelo é de R$ 6.829. Apesar dos rumores de virtual substituta da compacta urbana Yes 125, o novo modelo não veio para decretar o fim da Yes, que permanece sendo oferecida como moto de entrada e a GSR 150i como uma opção mais equipada.

A J. Toledo, que representa a marca Suzuki no país, convidou a reportagem do MOTO.com.br para conhecer e experimentar a nova GSR 150i em um pequeno circuito urbano e rodoviário na cidade de Jundiaí (SP). Com design mais atraente e visual moderno, incluindo aí vários detalhes cromados, como os retrovisores, e o painel de instrumentos com display digital, a nova moto compacta da Suzuki ganha força para encarar as concorrentes Honda CG e Yamaha Factor.

A GSR 150i vem equipada com motor monocilíndrico de 149,5 cm³, OHC, com duas válvulas e arrefecimento a ar, que desenvolve potência de 12 cavalos a 8.000 rpm e torque de 1,08 kgfm a 6.000 rpm. Praticamente as mesmas especificações de potência e torque da conhecida Yes 125.

GSR 150i merece destaque pelo seu pacote de tecnologia e por contar com equipamentos diferenciados, como o câmbio de seis marchas e a suspensão traseira com regulagem manual. São boas soluções para o motociclista, pois o câmbio de seis velocidades deixa a moto mais versátil e a regulagem manual da pré-carga da mola da suspensão traseira permite fazer ajustes na hora de transportar garupa ou carga, deixando a suspensão mais leve ou rígida.

Ciclística
Assim como a grande maioria das motos compactas, a GSR 150i oferece uma posição confortável e leve para a pilotagem. Com suas dimensões compactas e um guidão com bastante giro, a moto urbana compacta da Suzuki roda bem na cidade. A calibragem da suspensão é macia e o motor apresenta um funcionamento linear e silencioso. Tanto que na marcha lenta e nas acelerações suaves lembra até um motorzinho elétrico.

O câmbio de seis marchas é um atrativo a mais para esse modelo, mas na cidade a sexta marcha praticamente perde a sua função. A relação de marchas tem um escalonamento adequado, privilegiando o regime de torque mesmo nas rotações mais baixas, evitando trocas constantes e deixando a pilotagem menos cansativa.

Durante um trecho rodoviário, a GSR 150i mostrou que tem boa disposição até para encarar viagens mais curtas, mas não chega a ser nenhum foguetinho. Diferente do que acontece na cidade, o uso da sexta marcha na estrada mostra seu valor e melhora o consumo e reduz a rotação do motor com um desempenho satisfatório, enquanto outras motos desse porte acabam tendo que rodar apenas na quinta marcha com um giro mais alto.

Mercado
A GSR 150i possui tanque de 14 litros, a mesma capacidade da Yes e apresenta um peso de 132 kg em ordem de marcha, na média dessa categoria de motos urbanas. Segundo a Suzuki a moto vai ser vendida em uma única versão de acabamento, disponível nas cores prata, preto, amarelo e vermelho. Resta aguardar a chegada da motocicleta nas lojas e esperar para ver a agitação do mercado.

Ficha Técnica
Motor
4 tempos, 1 cilindro, 2 válvulas, OHC, refrigeração a ar e sistema de eixo balanceador
Cilindrada 149,5 cm³
Potência Máxima 12 cv a 8.000 rpm
Torque Máximo 1,08 kgfm a 6.000 rpm
Diâmetro x Curso 57,0 X 58,6 mm
Taxa de Compressão 9,1:1
Transmissão 6 velocidades
Alimentação Injeção Eletrônica
Partida Elétrica
Comprimento 2.055 mm
Largura 730 mm
Altura 1.090 mm
Entre-eixos 1.270 mm
Distância do Solo 165 mm
Altura do Assento 730 mm
Peso 132 kg (em ordem de marcha)
Suspensão Dianteira Telescópica de amortecimento hidráulico, mola helicoidal
Suspensão Traseira Balança articulada, com amortecedores hidráulicos pressurizados a gás, molas helicoidais com ajustes de pré-carga das molas
Freio Dianteiro Disco
Freio Traseiro tambor
Pneu Dianteiro 2.75-18 M/C 42P
Pneu Traseiro 90/90-18 M/C 57P
Tanque 14 litros
Cores Prata, Preto, Amarelo e Vermelho
Preço Sugerido R$ 6.829

Fotos: Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Teste Honda CB 500X: A mais divertida da família!

Yamaha traz para o Brasil a MT-09, confira nossa avaliação!

Teste: Menor e agressiva, assim é a MV Agusta Brutale 800

Teste: A evolução do Citycom com freios FH-CBS

Teste Harley-Davidson XL 1200 CA: Estilosa e urbana!

Teste: BMW R 1200 GS Adventure encara Triumph Explorer XC

Avaliamos o sistema de freios CBS da nova Honda CG 150 Titan

Yamaha traz para o Brasil a MT-09, confira nossa avaliação!

Teste: Menor e agressiva, assim é a MV Agusta Brutale 800

Teste: Comparativo Flex Honda CB 300R x Yamaha Fazer 250

Avaliamos o sistema de freios CBS da nova Honda CG 150 Titan

Yamaha lança XTZ 150 Crosser e nós já avaliamos, confira!

Teste Triumph Daytona 675R: Emoção em qualquer lugar!

Teste: Primeiras impressões com a Honda CB 500X


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Últimos Anúncios

Montadoras
Ducati Honda CB 600 F Hornet Motos Usadas Kawasaki Motos Novas Fazer Transalp Fipe Yamaha YZF R1 Suzuki Kasinski Moto Velocidade Srad Sundown Motos CBR Harley Davidson MotoGP BMW XT 660 Tornado 600RR Ofertas Shadow Revista Off Road

Siga-nos

ícone orkut ícone youtube ícone twitter ícone facebook ícone rss