moto.com.br

Publicidade:

Testes

Segundo dia com a Hornet 600cc

31 de October de 2007
Compartilhe este conteúdo:


Bruno Rocco

Ontem, pilotei a moto durante boa parte do dia nas Marginais Pinheiros e Tietê. No decorrer do percurso pude notar que o banco e a posição de pilotagem são bastante confortáveis, não fiquei com dor, nem me senti incomodado, mesmo depois de algumas horas em cima da moto.

A Hornet 600cc da Honda possui dois aspectos negativos que chamaram minha atenção durante o dia: sua suspensão é muito dura, pois qualquer valeta, buraco ou depressão a suspensão não absorve muito o impacto, e o que ocorre é uma batida seca. Qualquer ‘defeito’ do asfalto é sentido no braço, sendo necessário usar, muitas vezes, um pouco mais de força para segurar a moto; e seu painel não possui marcador de gasolina, apenas acende uma luz quando entra na reserva.  
 
Antes de rodar pelas marginais, enchi o tanque, que tem capacidade para 17,3 litros (reserva 3,5 litros), para calcular quantos quilômetros a moto faz com um litro de gasolina na cidade. Na minha mão a moto fez 17.4 quilômetros por litro.

Para verificar se o consumo estava dentro do normal, perguntei para dois outros motociclistas quantos quilômetros que a moto deles faz por litro dentro de São Paulo, ambos disseram entre 17 e 18 quilômetros.

Com intuito de esclarecer outras dúvidas que tinha sobre a moto, liguei para Honda e fiz algumas perguntas para Fábio Bonatto, Relações Institucionais da montadora. Confira abaixo:

1) Qual o grau ou ângulo de esterção do guidão?
R: A Hornet tem esterço de 35° para a esquerda e 35° para a direita, totalizando 70° de batente a batente.

2) Esta esterção possui regulagem?
R: Sem regulagem.

3) As suspensões da Hornet possuem regulagens? Quais?
R: Apenas a suspensão traseira possui regulagem. É possível ajustar em sete diferentes posições a tensão da mola, dependendo do tipo de uso.

4) Existe regulagem para a altura do assento?
R: Sem regulagem específica de altura do assento, porém com ajuste da tensão da mola, a altura do assento sofre alteração de altura em poucos milímetros.

5) Por que a suspensão da Hornet é mais rígida que suas principais concorrentes, como a Bandit, por exemplo?
R: As suspensões da Hornet foram calibradas para oferecer versatilidade na pilotagem, ou seja, para uso urbano elas oferecem agilidade e firmeza e na estrada maior estabilidade para curvas de maior velocidade. Uma suspensão muito macia pode favorecer o conforto, porém limita a pilotagem mais esportiva exigindo mais cautela por parte do piloto.        

Nos encontramos amanhã em mais um Diário de Bordo da Hornet 600cc.

Não deixe de conferir o vídeo.

Testes realizados com o apoio de Nova Suzuki fornecendo jaqueta Joe Rocket e Casa do Capacete com capacetes MHR.

Confira aqui a reportagem passada.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Teste: Honda SH 300i é classe executiva de scooter

Vídeo: Yamaha XJ6 N, uma naked imponente e dócil

Teste: Novo Citycom S cresce e aparece

Vídeo: a nova Harley-Davidson Forty Eight renasceu

Vídeo: Nova Kawasaki Ninja ZX-10R 2017 em Interlagos

Teste: Nova Africa Twin é bigtrail para ir a todo lado

Teste: Nova Yamaha YZF-R1M, nunca foi tão fácil ir tão rápido

Teste: Nova Yamaha YZF-R1M, nunca foi tão fácil ir tão rápido

Teste: Nova Africa Twin é bigtrail para ir a todo lado

Vídeo: Nova Kawasaki Ninja ZX-10R 2017 em Interlagos

Teste: Com novo scooter NMax, Yamaha quer 20% do segmento

Teste: Nova Yamaha MT-03 quer repetir sucesso da R3

Teste: Nova Yamaha Factor 150 é econômica e boa para o dia a dia

Yamaha MT-03: Diferente de tudo


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras