moto.com.br

Publicidade:

Testes

Nova CB 600F Hornet 2012 mudou apenas na aparência

31 de August de 2011
Compartilhe este conteúdo:

Roberto Brandão Filho

No começo do mês apresentamos a nova Honda CB 600F Hornet 2012 e agora colocamos as duas versões, 2011 e 2012, lado a lado para comparar as diferenças e dar nossa primeira impressão sobre a nova Hornet. Lançada no Brasil em 2004, a naked de média-alta cilindrada é atualmente líder de vendas em sua categoria.

Para agradar mais ainda seus consumidores, o preço público sugerido do novo modelo caiu de R$ 33.260 para R$ 30.800 na versão Standard (avaliada por nós) e de R$ 36.680 para R$ 33.800 na versão equipada com freios C-ABS, com base no Estado de São Paulo para pagamento à vista, e não inclui despesas com frete e seguro. Geralmente esse não é o preço praticado pelas concessionárias e dependendo da lei da oferta e da procura o preço final pode ser mais alto que o anunciado.

O que mudou?

O novo design do conjunto óptico frontal ficou mais compacto e teve o farol e o painel, agora totalmente digital, integrados à carenagem, diferente do modelo antigo onde o painel se destacava da carenagem, um ponto de discórdia entre o público. O novo conjunto conta com velocímetro, indicador do nível de combustível, conta-giros, temperatura do líquido de arrefecimento, relógio, leitura do hodômetro total e parcial e ainda carrega novo computador de bordo que marca o consumo instantâneo e médio em km/litro, além do Range, que mostra quantos litros a moto faz a cada 100 km e quando se entra na reserva, quanto você ainda pode rodar, item de grande utilidade que a diferencia das demais da categoria.

Para receber a nova rabeta, o sub-chassi foi alterado, e deixou o design da traseira mais agressivo. O banco também é novo, mais estreito onde se encaixa a perna o que permite maior conforto e ergonomia para o piloto. Para o garupa também uma novidade. A alça de apoio agora é integrada ao design da rabeta. Outra idéia muito boa do pessoal da Honda foi introduzir quatro alças na parte debaixo do banco que permitem colocar amarras com maior facilidade. A traseira ganhou nova lanterna de LED integrada a rabeta, o que deixou o conjunto mais harmonioso e elegante.

Mais do mesmo

As especificações técnicas mantiveram-se as mesmas, mas podemos concordar que sua dirigibilidade e desempenho são um dos pontos fortes dessa moto. O que comprova isso são os diversos prêmios que a CB 600F Hornet conquistou durante esses anos: “Moto do Ano 2008”, “Imprensa Automotiva 2008”, “Moto de Ouro” (2009 e 2010) e “Guidão de Ouro” (2009 e 2010).

O Brasil é o país que mais vende Hornet no mundo, mas acredito que também seja onde há mais roubos do modelo. Isso principalmente porque o próprio proprietário da moto, às vezes por falta ou alto preço, acaba comprando peças no mercado negro. Para tentar minimizar isso, a marca da asa quer colocar mais peças de giro no mercado com um preço mais atrativo para que o consumidor sempre procure uma autorizada. Além disso, a Honda prometeu que a seguradora Honda dará melhores condições para o seguro.

O preço público sugerido também ficou mais atrativo. A média atual de vendas mensais é de 470 unidades, mas para a nova Hornet a Honda projetou uma média de 580 unidades por mês e com o maior volume de vendas, o preço ficou um pouco mais baixo; R$ 30.800,00 para a versão Standard e R$ 33.800,00 para o modelo com ABS (frete não incluso), nas cores Preta e Verde Metálica.

Fotos: Bruno Siciliano

Nesse teste a reportagem do MOTO.com.br usou jaqueta Alpinestars Ransom Waterproof, calça Alpinestars P1 Sport Touring Drystar e luvas Alpinestars Arctic Drystar
 



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Teste: Diavel ganha face-lift e motor mais eficiente

Teste: Yamaha Ténéré 250 encara Honda XRE 300

Teste: Harley-Davidson Street Bob vai bem na estrada

Teste: Pega de Honda Bros 160 e Yamaha Crosser

Teste: KTM 1190 Adventure encara qualquer aventura

Teste: Traxx Fly 250 vem brigar no segmento trail

Teste: Honda NC 750X Razão, espaço e emoção

Teste: Diavel ganha face-lift e motor mais eficiente

Teste: Yamaha Ténéré 250 encara Honda XRE 300

Teste: Harley-Davidson Street Bob vai bem na estrada

Teste: Honda NC 750X Razão, espaço e emoção

Teste: Comparativo Flex Honda CB 300R x Yamaha Fazer 250

Teste: Dafra Cityclass 200i encara Honda PCX 150

Teste da Falcon NX4 por um usuário


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Últimos Anúncios

Montadoras