moto.com.br
Publicidade:

Testes

Na lata! Avaliamos a nova BMW F 800 R

23 de July de 2015
Compartilhe este conteúdo:

Estreamos no mês passado um novo formato de teste de motocicletas: o teste “Na lata!”. Mais direto, esse estilo tem sido muito requisitado pelos leitores do MOTO.com.br, então fiquem a vontade para criticar – de forma positiva ou negativa –, afinal buscamos sempre trazer um diferencial para você. Continuaremos com o outro formato de testes, com mais dissertação e história, mas sempre que o título for “Na Lata!” você já sabe que o teste será direto, sem rodeios, uma avaliação dos itens que mais interessam em cada modelo testado.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

André Jordão

Desde que começou a ser comercializada no Brasil, a BMW F 800 R nunca foi única. Com o visual herdado da K 1300 R e o motor bicilíndrico compartilhado da sua irmã 800 GS, essa naked de média capacidade parecia viver na sombra dos modelos de maior destaque da BMW. Talvez essa seja a explicação para os baixos números de venda: a 800 R foi superada pela G 650 GS, a F 800 GS e até pela R 1200 GS nos últimos anos.

De olho nessa conta, a BMW resolveu repaginar sua naked a fim de mudar este cenário. Para tanto, seguiu uma tendência mundial: apostou na segurança. Novos freios com pinças de fixação radial Brembo, controle de tração de série e suspensão invertida, aliados a um novo visual, agora exclusivo no line-up da marca, revigoraram a nova F 800 R, agora credenciada a brigar com as líderes – e até melhor sua posição “dentro de casa”.

Upgrade – Fizeram da F 800 R uma moto completa

A F 800 R recebeu um upgrade de respeito em sua versão 2015. O novo conjunto ciclístico com garfo dianteiro invertido, além de proporcionar um amortecimento melhor, aprimorou a agilidade da F 800 R nas mudanças de direção e também seu comportamento em curvas. Com isso, é possível atingir velocidades altas com estabilidade – graças também ao amortecedor de direção – e conforto.

Os freios, que agora têm pinças de fixação radial Brembo, também merecem destaque. Com o auxilio do ABS são mais que suficientes para frear os 202 quilos da 800 R, apesar de atuar muito cedo na traseira, dificultando uma tocada mais agressiva.

Ainda pensando na segurança, essa BMW recebeu controle de tração de série – pode ser desativado facilmente, até mesmo em movimento –, seguindo uma tendência mundial. É verdade que os mais românticos ainda preferem pilotar sem o auxílio de toda essa eletrônica. No entanto também é fato o quanto esses itens colaboram para a segurança de uma motocicleta, que neste caso deixaram a F 800 R pronta para receber qualquer nível de piloto. Há também um sistema de monitoramento da pressão dos pneus, mas não tive nenhum problema com os calçados.

Um dos “culpados” por essa facilidade de condução é o motor de dois cilindros paralelos de 798 cm³ com arrefecimento líquido, DOHC com oito válvulas. Reajustado para 2015, ganhou mais 3 cv de potência, atingindo agora 90 cv a 8.000 rpm. Embora vigoroso, o propulsor mostrou-se sonolento até os 3.000 giros, corroborando com a ideia de uma moto de fácil condução. O torque máximo de 8,77 kgf.m já a 5.800 giros deixa o piloto munido para rodar na cidade e realizar ultrapassagens na estrada sem problemas. O consumo médio ficou em 17 km/l.

Outra novidade que fecha o pacote de upgrade da nova F 800 R é o novo conjunto óptico. No lugar dos dois faróis assimétricos, um novo conjunto óptico de uma única peça. A pequena carenagem que cobre o painel e o novo farol, além de conferir personalidade própria a F 800 R, contribui para a proteção aerodinâmica. Uma melhoria que reforça o caráter versátil dessa naked, fácil de pilotar em cenário urbano e agora mais confortável para rodar na estrada.

Mercado

Com preço sugerido de R$ 37.900, um aumento de R$ 1.000 em relação ao modelo anterior, a 800 R agora tem identidade própria para encarar a grande concorrência do segmento – Kawasaki Z800 ABS (R$ 40.990), Honda CB 650F ABS (R$32.683), Yamaha XJ6 N ABS (R$ 31.490), Triumph Street Triple ABS (R$ 33,490), Suzuki GSR 750 (R$ 32.900), Ducati Monster 821 (R$ 43.900).

Com certeza as atualizações no modelo 2015 deixaram a F 800 R mais interessante e competitiva. E também fazem dela uma opção a ser considerada por aqueles que buscam uma naked de média capacidade cúbica versátil e que ainda oferece a segurança do controle de tração, freios ABS e sistemas de monitoramento de pneu, detalhes normalmente vistos somente em motos maiores.

Confira todos os detalhes da nova BMW F 800 R no vídeo abaixo:

 

O que mais agradou:

- Versatilidade do modelo

- Segurança

- Novo design

O que menos agradou:

- Ronco pouco empolgante

- ABS atua muito cedo na traseira e não pode ser desligado

- A peça do escapamento destoa do conjunto

Ficha Técnica
BMW F 800R 2015
Motor: dois cilindros paralelos, 8 válvulas, DOHC, com refrigeração líquida
Diâmetro x Curso: 82,0 X 75,6 mm
Taxa de compressão: 12,0:1
Capacidade: 798 cm³
Potência Máxima: 90 cv a 8.000 rpm
Torque Máximo: 8,77 kgf.m a 8.000 rpm
Sistema de Alimentação: Injeção Eletrônica
Partida: Elétrica
Câmbio: 6 velocidades
Embreagem: Multi-disco em banho de óleo com acionamento mecânico
Transmissão final por corrente
Suspensão:
Dianteira Garfo telescópico invertido (upside-down) com 125 mm de curso, sem ajustes
Traseira Balança de alumínio com monoamortecedor, com 125 mm de curso e ajuste da pré-carga e retorno
Freios:
Dianteiro Disco duplo flutuante de 320 mm, com pinça radial o Brembo de quatro pistões e ABS
Traseiro Disco simples de 265 mm com pinça de um pistão Brembo e ABS
Rodas: De liga leve de alumínio - 3.50 x 17’’ (D); 5.50 x 17’’ (T)
Pneus:
Dianteiro 120/70- ZR17
Traseiro 180/55- ZR17
Quadro: Perimetral em liga de alumínio
Altura do Assento: 790 mm
Distância Mínima do Solo: não disponível
Dimensões (C x L x A): 2.145 mm x 860 mm x 1.235 mm


Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Teste: Nova Honda CB 650F impressiona de modo racional

Teste: Com injeção e motor flex, nova Factor é 125 completa

Teste: Nova Honda Africa Twin aposta em motor torcudo e chassi leve

Teste: Nova Kawasaki Versys 650 ganha fôlego extra para viajar

Primeiras Impressões: Novas Vespa Primavera 125 e 150

Teste: Fazer 150 UBS ganha freios combinados para ficar na lei

Teste: Triumph acrescenta tecnologia à Tiger Sport

Teste: Nova Kawasaki Versys 650 ganha fôlego extra para viajar

Teste: Nova Honda Africa Twin aposta em motor torcudo e chassi leve

Primeiras Impressões: Novas Vespa Primavera 125 e 150

Teste da Falcon NX4 por um usuário

Teste: Pega de Honda Bros 160 e Yamaha Crosser

Yamaha Drag Star 650: Na medida certa

Teste: Nova Africa Twin é bigtrail para ir a todo lado


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras