moto.com.br

Publicidade:

Testes

Dafra Next 250: Naked sob medida para o Brasil

05 de April de 2012
Compartilhe este conteúdo:

Aladim Lopes Gonçalves

Para dar continuidade ao seu projeto de se consolidar como terceira força no mercado nacional de motocicletas, a Dafra anuncia o lançamento da naked Next 250, modelo apresentado no último Salão Duas Rodas, em 2011, e que chamou a atenção do público especialmente pelo seu conjunto visual e por sua proposta urbana. De acordo com a marca brasileira, as vendas da moto iniciam no dia 15 de abril com o preço sugerido de R$ 10.190.

A Next 250 foi desenvolvida pela SYM (Sanyang Industry), parceira taiwanesa da Dafra, e exigiu um investimento de cerca de U$ 10 milhões para sair do papel. Após seu recente lançamento no mercado asiático, a moto passa a ser montada na fábrica da marca brasileira, em Manaus (AM). Considerada a mais barata no seu segmento, a nova moto da Dafra vai ser oferecida no país nas cores pérola (branco), vermelho e preto.

A expectativa de vendas para o novo modelo urbano da marca é de 10 mil unidades no primeiro ano da operação no mercado nacional. “Queremos oferecer ao consumidor brasileiro uma naked com o conforto de uma street”, ressalta Creso Franco, presidente da Dafra.

Para a SYM, o Brasil tem grande potencial no segmento das duas rodas e será o maior mercado para a Next 250 no mundo. “O mercado brasileiro é jovem e oferece grandes possibilidades de crescimento em relação a outros mercados que estão mais consolidados no setor das duas rodas”, destaca Wen-Chieh (Andy) Huang, vice-diretor de marketing da SYM.

- Confira o vídeo de apresentação da Dafra Next 250

Como parte da estratégia de lançamento da Next 250 no Brasil, a Dafra e a SYM convidaram um grupo de jornalistas especializados no mercado de duas rodas para conhecer e testar a moto em primeira mão, na pista Penbay International Circuit, na cidade de Ping-Tong, que fica no sul de Taiwan. A reportagem do site e da revista MOTO.com.br é claro que não ficou de fora e apresenta o resultado da primeira avaliação do novo modelo urbano da Dafra.

O primeiro contato com a Next 250 na pista agrada, graças ao seu visual, com linhas fortes e bem delineadas, no melhor estilo naked. Logo de frente dá para perceber que essa moto tem um olhar desafiador com a lente do farol em formato piramidal. De lado chamam a atenção o spoiler de proteção sob o motor, o escapamento com acabamento em aço inox e o banco bipartido. Na traseira, os pontos fortes são a lanterna em LED e as alças que seguem a cor da moto.

O painel de instrumentos segue o mesmo estilo de modernidade da moto, combinando elementos retrôs com algumas novidades, como iluminação em LED em tom azul e revestimento da moldura no estilo fibra de carbono. Na parte de instrumentação, o protuberante conta-giros analógico é maior destaque. O velocímetro e os indicadores de marcha, de combustível, temperatura do motor e o hodômetro são digitais.

Já acelerando na pista com a Next 250, a sensação é que o motor monocilíndrico de 249,4 cm³ sustenta bem a moto, apresentando um funcionamento suave, com baixa vibração e boa disposição nas retomadas de velocidade, especialmente nas saídas de curvas. No final de reta foi possível atingir com facilidade a velocidade máxima anunciada, na faixa dos 130 km/h.

As especificações para o motor da Next 250 são de 25 cavalos de potência a 7.500 rpm com torque de 2,75 kgfm a 6.000 rpm. Segundo a engenharia da Dafra, essas especificações podem fazer a moto atingir uma velocidade de 100 km/h em 11,92 segundos, uma qualidade importante em termos de desempenho e segurança para um modelo dessa categoria.

O câmbio de seis marchas possui uma relação mais longa, visando reduzir o consumo de combustível, mas com boas “esticadas” no acelerador a pilotagem fica bem esperta e mais divertida, sobretudo quando estamos pilotando na pista. A suspensão conta com uma calibragem bem dimensionada e pensada para o uso urbano, proporcionando ao mesmo tempo boa estabilidade e um deslocamento macio, permitindo ao motociclista rodar por várias horas sem se cansar.

Pensando na pilotagem diária, já que a vocação da Next 250 é para o uso urbano, a moto aparenta ter ângulo de esterço limitado, condição que pode tirar um pouco sua versatilidade na hora de encarar o trânsito nas grandes cidades. O sistema de freios, com discos na dianteira e na traseira, mostrou grande eficiência na hora de parar a motocicleta, mas em algumas situações as rodas chegaram a travar, desgarrando um pouco a traseira.

Para atender as preferências do motociclista brasileiro, a Dafra precisou fazer algumas modificações no conjunto da Next 250, como novas calibragens para a suspensão e o motor. Algumas mudanças também precisaram ser feitas na posição da pedaleira e um guidão modificado melhoram as condições de pilotagem para o motociclista brasileiro. No total foram feitas mais 40 alterações. “Todas as modificações para o mercado brasileiro foram desenvolvidas em associação com a SYM”, revela o engenheiro de desenvolvimento da Dafra, Gustavo Poletti.

Com um design moderno, motor com refrigeração líquida, câmbio de seis marchas e preço acessível, a Next 250 chega como uma alternativa diferente no segmento naked e pronta para encarar a concorrência de Honda CB 300R, Yamaha Fazer 250 e por que não a Kasinski Comet GT 250 (com motor dois cilindros). Uma disputa saudável para um nicho que respondeu pela venda de cerca de 120 mil motos em 2011.

Viagem feita a convite da Dafra e da SYM

O jornalista usou no teste capacete MT Joker (www.capacetesmt.com.br) e jaqueta, calça, luvas Joe Rocket e botas TCX, que podem ser encontrados nas lojas Nacar Motorcycles e no site www.nacar.com.br

Ficha Técnica
Motor 4 tempos, Monocilíndrico, SOHC, 4 válvulas, inclinado 15 graus, refrigeração líquida
Taxa de Compressão 10.5:1
Cilindrada 249,4 cc
Diâmetro x curso 71x63 mm
Potência 25 cv a 7500 rpm
Torque 2,75 kgf.m a 6500 rpm
Velocidade Máxima 128 Km/h
0-100 km/h 11,92 s
Consumo  28,8 km/l
Transmissão 6 marchas
Alimentação Injeção eletronica (Keihin)
Peso 155,8 kg (seco) e 170,6 kg (ordem de marcha)
Chassi Diamond
Freio Dianteiro Disco 260 mm duplo pistão
Freio Traseiro Disco 220 mm mono Pistão
Dimensões Comprimento 2005 mm, Largura total 790 mm, Altura 1050 mm, altura do assento 790, altura da empunhadura 1000 mm, Entre-eixos 1320 mm, Distância do Solo 170 mm
Pneus/Rodas 110/70 17 54S RIM 3,00 na dianteira e 130/70 17 62S RIM 3,00 na traseira
Suspensão Dianteira Garfo Telescopico Curso 110mm e Traseira Monoshock  curso 129mm e Trail 125mm
Embreagem Banhada a oleo multidisco
Câmbio 6 marchas
Partida Elétrica
Tanque 14 litros (reserva 1,3 l)
Cores Pérola (branco), Vermelho e Preto
Preço R$ 10.190

Fotos: Aladim Lopes Gonçalves e Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Teste: Harley-Davidson Street Glide CVO é custom completa

Teste: Dafra Maxsym 400i oferece conforto na estrada

Honda anuncia chegada dos modelos CB 650F e CBR 650F

Avaliação da Triumph Tiger Sport

Teste: Triumph Thruxton é café racer customizada de fábrica

Teste: Yamaha VMax é pura força bruta

Duelo caseiro: NC 700X vs. CB 500X

Honda anuncia chegada dos modelos CB 650F e CBR 650F

Teste: Dafra Maxsym 400i oferece conforto na estrada

Teste: Harley-Davidson Street Glide CVO é custom completa

Teste: Comparativo Flex Honda CB 300R x Yamaha Fazer 250

Yamaha lança XTZ 150 Crosser e nós já avaliamos, confira!

Yamaha traz para o Brasil a MT-09, confira nossa avaliação!

Teste: Primeiras impressões do scooter Honda PCX 150


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Últimos Anúncios

Montadoras
Ducati Honda CB 600 F Hornet Motos Usadas Kawasaki Motos Novas Fazer Transalp Fipe Yamaha YZF R1 Suzuki Kasinski Moto Velocidade Srad Sundown Motos CBR Harley Davidson MotoGP BMW XT 660 Tornado 600RR Ofertas Shadow Revista Off Road

Siga-nos

ícone orkut ícone youtube ícone twitter ícone facebook ícone rss