moto.com.br
Publicidade:

Testes

BMW K 1600 GTL: O Luxo sobre duas rodas

14 de March de 2013
Compartilhe este conteúdo:

Leandro Lodo

Se você pudesse escolher qualquer uma das motocicletas já produzidas no mundo para fazer uma longa viagem, qual você escolheria? Se a sua resposta foi diferente da motocicleta do título, você não sabe o que está perdendo!

Com preço público sugerido de R$ 108.500, a BMW K 1600 GTL é considerada a moto mais cara do Brasil e, sem dúvida, uma das motos mais luxuosas já produzidas em série. Entre seus diferenciais como ajuste de suspensão eletrônico e farol adaptativo, esta motocicleta ainda traz um compacto motor de 6 cilindros, itens de extremo requinte.

- Confira o vídeo teste da BMW K 1600 GTL produzido em parceria com a produtora Cine Photo

 Ciclística

Pelo seu porte, é possível perceber facilmente que esta motocicleta foi desenvolvida para o turismo. Seu banco é extremamente confortável e nele, tanto o piloto quanto o garupa podem passar horas e horas viajando, principalmente porque seu tanque de 26,5 litros permite uma autonomia de aproximadamente 350 quilômetros.

Engana-se quem acha que essa motocicleta é para “tiozinho”! Essa moto é equipada com um compacto motor de 6 cilindros de 1649 cilindradas que gera 160 cavalos de potência máxima e um impressionante torque de 17,8 kgf.m, ou seja, potência e força de sobra para qualquer aventura. Mas, isso tudo vem acompanhado de itens de segurança como o controle de tração, que evita que a roda perca contato com o solo.

Se isso já não fosse o suficiente, ainda é possível escolher um dos três mapas de injeção disponível (Dynamic, Sport e Rain). O modo Sport entrega toda a força dos 160 cavalos, assim como modo Dynamic, porém com uma curva de torque diferente que favorece a pilotagem esportiva, como o próprio nome diz. Já o modo Rain entrega 30% a menos da potência, mas de uma forma muito mais suave.

Seu peso de 348 kg em ordem de marcha e seu grande porte dificultam muito a sua passagem em meio aos carros, principalmente por causa dos compartimentos laterais, embora estes possam ser removidos apenas com a própria chave da moto. Apesar disso, basta ganharmos velocidade para notarmos que BMW K 1600 GTL é uma motocicleta ágil, dócil e com uma posição de pilotagem agradável devido ao seu guidão avançado.

Ao viajar, o motociclista se depara com diversas situações: hora está sozinho, hora com garupa e outra hora com garupa e bagagem. Pensando nisso, a K 1600 GTL tem disponível um ajuste eletrônico da suspensão, que se adapta de acordo com cada uma dessas situações com e preferência do piloto, algo excepcional e extremamente prático.

Tecnologia

Uma motocicleta de turismo não basta ser grande e ter um potente motor, precisa ter tecnologia e quanto a isso, a BMW K 1600 GTL dá um banho. Dotada do sistema ABS, no punho direito podemos escolher um dos três módulos de pilotagem e acionarmos o fechamento dos compartimentos de bagagem e dos porta-luvas.

No punho esquerdo, temos todos os outros comandos e informações como ajuste do para-brisa, piloto automático, consumo, autonomia, velocidade média, cronômetro, tempo de viagem, temperatura, data, nível do óleo, pressão dos pneus, suspensão eletrônica, aquecedor de manopla, aquecedor de banco e controle do rádio.

Por “falar” em rádio, não tem nada melhor que curtir a estrada ouvindo as suas músicas preferidas, caso não queira ficar trocando de estação. Para os engenheiros da BMW, CD virou coisa do passado e, para isso, você pode usar um pen-drive ou mesmo o próprio celular. Mas, apesar do som ser potente, o garupa pode ter dificuldades em ouvir a música quando a velocidade estiver alta devido a ausência de autofalantes  traseiros.

Outro grande diferencial disponível na BMW K 1600 GTL é o farol adaptativo. Disponível pela primeira vez em uma motocicleta de série, o farol adaptativo acompanha a trajetória da curva, proporcionar uma ótima visibilidade e ainda mais segurança naqueles trajetos com baixa ou sem iluminação.

Conclusão

Com a BMW K 1600 GTL, rodamos quase 2.000 km entre ida e volta de São Paulo (SP) a Caldas Novas (GO), pelos mais variados tipos de estradas e conseguimos constatar todos os atributos dessa motocicleta de turismo, olha que não são poucos. Seus principais diferenciais ficam por conta do farol adaptativo, ajuste de suspensão eletrônico e motor de seis cilindros, mas tudo que tem nessa verdadeira nave é acompanhado de muita tecnologia.

Difícil mesmo é encontrar um ponto negativo, até chegarmos ao seu preço público sugerido de R$ 108.500 que faz dela a motocicleta mais cara do Brasil. Infelizmente, esse brinquedo de duas rodas é para poucos, mas sem sombra de dúvidas, a BMW K 1600 GTL é uma das motos mais luxuosas já produzidas em série.

O jornalista utilizou no teste Capacete Shoei, Jaqueta Race Tech, Calça HLX e Bota Dainese.

Serviço
 
Cotação de Seguro (*)
 
A vista: R$ 5.667,46
 
Franquia: R$ 11.510,76
 
(*) Perfil médio: Homem, 25 a 35 anos, casado, sem filhos, com garagem em casa e no trabalho, morador de São Paulo e com residência em região razoável (bairro da zona sul ou zona oeste, por exemplo).
 
Agradecimentos
 
Cycle Assessoria e Corretora de Seguros
 
(11) 3159-0733
 
www.cycleseguros.com.br

Ficha Técnica

Motor: Seis cilindros em linha, 1.649 cm³, quatro válvulas por cilindro e refrigeração líquida.
Potência máxima: 160 cv a 7.750 rpm.
Torque máximo: 17,85 kgfm a 5.250 rpm.
Diâmetro e curso: 72 mm x 67,5 mm.
Taxa de compressão: 12,2:1.
Câmbio: Seis marchas com transmissão final por eixo-cardã.
Alimentação: Injeção eletrônica BMS-X, partida elétrica.
Quadro: Tipo ponte construído em liga-leve.
Suspensão: Dianteira Duolever com dois braços longitudinais e um conjunto mola-amortecedor com 115 mm de curso eletronicamente ajustável; traseira Paralever com monobraço traseiro e mola-amortecedor central com 135 mm de curso eletronicamente ajustável.
Freios: Dianteiro a disco duplo de 320 mm de diâmetro com pinça de fixação radial de quatro pistões com sistema ABS; traseiro a disco simples de 320 mm de diâmetro com pinça de dois pistões fixos e sistema ABS.
Pneus: Metzeler Roadtec Z8 120/70-ZR 17 (dianteiro)/ 190/55- ZR17 (traseiro).
Dimensões: 2.489 mm (Comprimento), 1.000 mm (largura), 1.618 mm (entre-eixos), 750 mm (altura do assento ao solo).
Peso: 348 kg, em ordem de marcha.
Tanque: 26,5 litros.

Vídeo/Fotos: Cine Photo



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Teste: Nova Honda CB 650F impressiona de modo racional

Teste: Com injeção e motor flex, nova Factor é 125 completa

Teste: Nova Honda Africa Twin aposta em motor torcudo e chassi leve

Teste: Nova Kawasaki Versys 650 ganha fôlego extra para viajar

Primeiras Impressões: Novas Vespa Primavera 125 e 150

Teste: Fazer 150 UBS ganha freios combinados para ficar na lei

Teste: Triumph acrescenta tecnologia à Tiger Sport

Teste: Nova Honda Africa Twin aposta em motor torcudo e chassi leve

Teste: Nova Kawasaki Versys 650 ganha fôlego extra para viajar

Primeiras Impressões: Novas Vespa Primavera 125 e 150

Teste da Falcon NX4 por um usuário

Teste: Pega de Honda Bros 160 e Yamaha Crosser

Yamaha Drag Star 650: Na medida certa

Teste: Nova Africa Twin é bigtrail para ir a todo lado


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras