moto.com.br
Publicidade:

Fique por dentro de tudo que acontece no Rally Dakar, considerado o rally mais difícil do mundo! Muita adrenalina, drama e superação.

Rally Dakar - O Rally mais difícil do mundo

Rally Dakar: Pablo Quintanilla leva a melhor na 8ª etapa

Piloto chileno mostra a força dos pilotos sul-americanos nas motos em um dia turbulento para os competidores

13 de January de 2015

A segunda metade do Rally Dakar 2015 para as motos, que teve início nesta segunda-feira (12), com a disputa da parte final da etapa maratona, na qual os pilotos não podem ter assistência das equipes na manutenção dos veículos, causou uma reviravolta na classificação geral da categoria. A especial que passou pelo Salar de Uyuni, considerado o maior deserto de sal do mundo, e que foi dividida em duas partes, em 378 km e 38 km, além de um neutro de 368 km, deu ao espanhol Marc Coma (KTM) a liderança no acumulado após seu compatriota Joan Barreda (Honda) perder mais de 1h30min no primeiro trecho da rota. O cronometrado entre Uyuni (BOL) e Iquique (CHL) também coroou o ótimo desempenho do chileno Pablo Quintanilla (KTM), que saiu com a inédita vitória com o tempo total de 2h56min19s.

Ditando o ritmo da competição até a sétima etapa, quando teve o guidão quebrado e precisou completar os últimos 120 km de percurso em condições bastante adversas, Barreda teve mais um dia desesperador. O espanhol, que em um jogo de equipe recebeu nesta manhã o guidão do argentino Demián Guiral para se manter no primeiro posto, sofreu durante o trecho, sendo rebocado pelo companheiro de equipe Jeremías Israel (CHL), e viu a primeira posição cair no colo de Coma. E pior, ainda sem ter terminado o trajeto até o fechamento da matéria, ele deu adeus às chances de título.

O novo líder, tetracampeão da prova, também teve dificuldades para finalizar a especial. Porém, o nono melhor tempo no dia foi suficiente para Coma assumir a liderança e ainda abrir uma vantagem considerável para o português Paulo Gonçalves, da Honda. O luso, outro que se enrolou no trajeto e que completou apenas em 15º, está nove minutos atrás do ponteiro. “Foi um dia extremo. Foi muito difícil no Salar de Uyuni, havia a altitude, o frio, tudo misturado. O importante é que é o nosso último dia aqui”, comenta Coma.

A oitava etapa também marcou a boa performance de Juan Pedrero Garcia, da Yamaha. Ao terminar o percurso em segundo lugar, ele colocou pela primeira vez o time azul no pelotão de elite da atual edição do Dakar. A terceira posição ficou com o eslovaco Stefan Svitko (KTM), seguido do australiano Toby Price, também da equipe austríaca.

Quem não teve vida fácil foi o brasileiro Jean Azevedo. Apesar das inúmeras dificuldades em razão da etapa maratona e do próprio clima, o piloto da equipe Honda South America Rally Team conseguiu concluir o trajeto e terminar em 51º. Ele está em 26º no acumulado.

Abandonos
A instabilidade do clima, fato que fez a organização adiar por alguns instantes a largada e quase alterar parte do percurso do dia, causou vários e importantes abandonos. O chileno Daniel Gouet (Honda), por exemplo, foi obrigado a deixar a competição com hipotermia. Outros, como o espanhol Jordi Viladoms (KTM), o italiano Alessandro Botturi (Yamaha) e o francês Michael Metge (Yamaha), se retiraram da prova após problemas mecânicos.
 
Mulher conquista feito inédito
Não só Quintanilla e Coma têm algo a comemorar após a rápida e dura passagem do Dakar pela Bolívia. A piloto espanhola Laia Sanz, da equipe Team HRC (Honda), conquistou um resultado inédito ao terminar a especial na quinta colocação, apenas 2min36s atrás do vencedor. Na classificação geral, ela está na nona posição. (Confira aqui reportagem com o perfil da piloto Laia Sanz no Dakar 2014)
 
Novos desafios pelo caminho
Os participantes das motos do Rally Dakar continuam a saga da 37ª edição da prova nesta terça-feira (13) com a nona etapa. A disputa no Chile, entre as cidades de Iquique e Calama, terá um trecho cronometrado de 450 quilômetros.
 
Resultados (extraoficiais) – 8ª etapa do Dakar – Motos
1º Pablo Quintanilla (CHL) #31 (KTM) 2h56min19s
2º Juan Pedrero Garcia (ESP) #10 (Yamaha) +11s
3º Stefan Svitko (SVK) #18 (KTM) +12s
4º Toby Price (AUS) #26 (KTM) +41s
5º Laia Sanz (ESP) #29 (Honda) +2min36s
51º Jean Azevedo (BRA) #24 (Honda) +1h34min36s
 
Resultados (extraoficiais) - Classificação geral do Dakar após oito etapas – Motos
1º Marc Coma (ESP) #1 (KTM) 28h51min12s
2º Paulo Gonçalves (POR) #7 (Honda) +9min11s
3º Pablo Quintanilla (CHL) #31 (KTM) +11min11s
4º Toby Price (AUS) #26 (KTM) +15min56s
5º Stefan Svitko (SVK) #18 (KTM) +26min30s
26º Jean Azevedo (BRA) #24 (Honda) +4h47min41s
 
Foto: Frederic Le Floch/DPPI


Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Entrevista: Leandro Torres, campeão de UTV no Rally Dakar 2017

Dakar: Brasil é campeão no topo do pódio na categoria UTV

Rally Dakar: Classificação Final - 2017

Dakar: Confira o vídeo TVPA da chegada das motos de 2017

Dakar: Confira o vídeo da 12ª etapa de 2017

Dakar: Confira o vídeo TVPA da 11ª etapa de 2017

Dakar: Confira o vídeo da 11ª etapa de 2017

Conheça as motos na disputa do Rally Dakar 2016

Rally Dakar 2017: todas as equipes contra a KTM

Dakar: Confira o vídeo da 11ª etapa de 2017

Entrevista: Leandro Torres, campeão de UTV no Rally Dakar 2017

Conheça o percurso do Rally Dakar 2017

Dakar: Argentina, Bolívia e Paraguai no roteiro 2017

ROTAS RALLY DAKAR

Comentários

Galeria de Fotos

Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender