moto.com.br
Publicidade:

Off-Road

Yamaha WR 250F 2015 traz tecnologia de MX para o enduro

31 de December de 2014
Compartilhe este conteúdo:

Roberto Brandão Filho

A Yamaha está focada em elevar o nível de seus veículos off-road e alcançar KTM e Honda na disputa pelos títulos das modalidades do fora de estrada. Pensando nessa evolução e no crescente mercado de enduro em todo o mundo, a companhia nipônica lançou a versão 2015 da WR 250F. Totalmente nova, foi inspirada na YZ 250F 2014, sua irmã das pistas de motocross que ganhou inúmeras competições neste ano, como o campeonato Australiano de Motocross com o piloto Luke Clout, o AMA Motocross 250 com Jeremy Martin e o título do Mundial de Motocross Feminino com a piloto Kiara Fontanesi. Sendo assim, todo o seu projeto foi desenvolvido ao redor do motor “invertido” e das inovações recebidas pelo modelo de motocross.

Além das especificações técnicas muito parecidas com as de sua irmã de motocross, a WR 250F feita para o Enduro traz design derivado das pistas. Em relação à versão anterior, traz a mesma pintura do modelo anterior com o inconfundível azul da Yamaha. Os gráficos, entretanto, mudaram e o tom branco que predominava nas aletas laterais que protegem o radiador perdeu espaço. Segundo a Yamaha, a WR é uma YZ com farol, luz de freios, partida elétrica e caixa de câmbio de seis velocidades.

Motor revolucionário
O propulsor que equipa a nova WR 250F é virtualmente idêntico ao da vitoriosa YZ 250F. Um motor monociclíndrico de 249 cm³ com o sentido de admissão/escape invertido que foi reconfigurado para uma tocada de enduro (menos agressiva) e para conseguir ser aceita nas rígidas legislações de emissão de poluentes e ruídos da Europa e América do Norte. Além disso, o cilindro do motor é levemente inclinado para trás, seguindo o mesmo conceito que vem sendo utilizado na YZ 450F desde 2010. Segundo a fabricante, o motivo é para uma melhor centralização de massa e uma resposta do motor mais “viva” em médios e altos regimes. A WR, para atender as necessidades dos pilotos de enduro, trilhas e cross country, conta com caixa de câmbio de seis marchas e partida elétrica.

O novo posicionamento do propulsor também permitiu que os engenheiros mudassem o tanque de combustível de 7,5 litros de capacidade lugar, passando para debaixo do banco. Dessa forma, o filtro de ar ocupa agora o antigo lugar do reservatório. Isso, além de facilitar a manutenção do filtro de ar e melhorar a distribuição de peso, permite que ele trabalhe mais limpo, aumentando sua vida útil. Derivado da YZ, o motor compartilha mesmo diâmetro e curso de sua irmã de motocross. Divide, também, pistão forjado em alumínio com dois anéis, mais leve e com menos atrito.

Chassi
Seu quadro de dupla viga de alumínio, composto por dez diferentes partes, também é o mesmo da versão de motocross, assim como o conjunto de suspensão e a balança traseira em alumínio. Na dianteira, a WR 250F conta com garfos invertidos KYB SSS, com tubos de 48 mm de diâmetro e curso de 310 mm. Diferente da YZ, a configuração de fábrica foi programada para uma pilotagem de enduro. Os garfos dianteiros permitem um ajuste de 11 “cliques” na compressão e 10 “cliques” no retorno. O sistema “SSS” (Speed Sensitive System) separa as funções de ar e óleo, impedindo assim a passagem do óleo para a câmara de amortecimento, o que reduziria sua capacidade de funcionamento. Além disso, a suspensão dianteira recebeu o sistema TCV (Transfer Control Valve), que permite um controle da suspensão (tanto retorno, quanto compressão) muito mais preciso durante todo o curso do garfo.

Na parte traseira, a nova máquina de enduro da Yamaha traz monoamortecedor a gás KYB, totalmente ajustável, de 315 mm de curso. Ele conta com ajustes separados para compressão do amortecedor em alta e em baixa velocidade. Ou seja, o piloto pode ajustar o comportamento da suspensão para qualquer tipo de terreno, “travado” ou mais “aberto”.

Para reduzir peso e melhorar o resfriamento dos discos de freio, tanto atrás como na frente, são construídos no estilo “wave”, em formato ondulado. Com 250 mm de diâmetro na dianteira e 245 mm na traseira, o disco é mordido por pinça Nissin de dois pistões de alumínio na frente e pinça Nissin simples atrás. Mais que suficiente para frear os 118 kg em ordem de marcha da WR 250F.

Mercado
A WR 250F está entre os modelos importados ao País pela Yamaha. Por enquanto, a marca não tem uma data estabelecida de quando o modelo 2015 irá desembarcar por aqui oficialmente. No mercado norte-americano ela está disponível por U$ 7.990 (cerca de R$ 21.000).  



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Final do Brasileiro de Motocross acontece no Paraná

Orange BH KTM fará cerimônia de premiação e entrega de duas 200 Duke

Final da Polaris Cup teve grandes disputas Off Road e show aéreo

Arena Cross: Quarta etapa define os campeões da temporada 2016

Piocerá: Competição Off Road completa 30 anos em 2017

Sertões: Inscrições com desconto até 30 de novembro

Amador de Motocross teve grande final na temporada 2016

KTM lança série especial de motos de enduro no Brasil

Maiara Basso é vice-campeã do Latino-Americano de Motocross

Amador de Motocross tem grande final neste domingo

Ilhabela recebe grande final da temporada 2016 do Arena Cross

Piocerá: Competição Off Road completa 30 anos em 2017

Latino-Americano de Motocross: Maiara Basso é representante do Brasil

Yamaha WR 250F 2015 traz tecnologia de MX para o enduro


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras