moto.com.br
Publicidade:

Off-Road

Yamaha WR 250F 2015 traz tecnologia de MX para o enduro

31 de December de 2014
Compartilhe este conteúdo:

Roberto Brandão Filho

A Yamaha está focada em elevar o nível de seus veículos off-road e alcançar KTM e Honda na disputa pelos títulos das modalidades do fora de estrada. Pensando nessa evolução e no crescente mercado de enduro em todo o mundo, a companhia nipônica lançou a versão 2015 da WR 250F. Totalmente nova, foi inspirada na YZ 250F 2014, sua irmã das pistas de motocross que ganhou inúmeras competições neste ano, como o campeonato Australiano de Motocross com o piloto Luke Clout, o AMA Motocross 250 com Jeremy Martin e o título do Mundial de Motocross Feminino com a piloto Kiara Fontanesi. Sendo assim, todo o seu projeto foi desenvolvido ao redor do motor “invertido” e das inovações recebidas pelo modelo de motocross.

Além das especificações técnicas muito parecidas com as de sua irmã de motocross, a WR 250F feita para o Enduro traz design derivado das pistas. Em relação à versão anterior, traz a mesma pintura do modelo anterior com o inconfundível azul da Yamaha. Os gráficos, entretanto, mudaram e o tom branco que predominava nas aletas laterais que protegem o radiador perdeu espaço. Segundo a Yamaha, a WR é uma YZ com farol, luz de freios, partida elétrica e caixa de câmbio de seis velocidades.

Motor revolucionário
O propulsor que equipa a nova WR 250F é virtualmente idêntico ao da vitoriosa YZ 250F. Um motor monociclíndrico de 249 cm³ com o sentido de admissão/escape invertido que foi reconfigurado para uma tocada de enduro (menos agressiva) e para conseguir ser aceita nas rígidas legislações de emissão de poluentes e ruídos da Europa e América do Norte. Além disso, o cilindro do motor é levemente inclinado para trás, seguindo o mesmo conceito que vem sendo utilizado na YZ 450F desde 2010. Segundo a fabricante, o motivo é para uma melhor centralização de massa e uma resposta do motor mais “viva” em médios e altos regimes. A WR, para atender as necessidades dos pilotos de enduro, trilhas e cross country, conta com caixa de câmbio de seis marchas e partida elétrica.

O novo posicionamento do propulsor também permitiu que os engenheiros mudassem o tanque de combustível de 7,5 litros de capacidade lugar, passando para debaixo do banco. Dessa forma, o filtro de ar ocupa agora o antigo lugar do reservatório. Isso, além de facilitar a manutenção do filtro de ar e melhorar a distribuição de peso, permite que ele trabalhe mais limpo, aumentando sua vida útil. Derivado da YZ, o motor compartilha mesmo diâmetro e curso de sua irmã de motocross. Divide, também, pistão forjado em alumínio com dois anéis, mais leve e com menos atrito.

Chassi
Seu quadro de dupla viga de alumínio, composto por dez diferentes partes, também é o mesmo da versão de motocross, assim como o conjunto de suspensão e a balança traseira em alumínio. Na dianteira, a WR 250F conta com garfos invertidos KYB SSS, com tubos de 48 mm de diâmetro e curso de 310 mm. Diferente da YZ, a configuração de fábrica foi programada para uma pilotagem de enduro. Os garfos dianteiros permitem um ajuste de 11 “cliques” na compressão e 10 “cliques” no retorno. O sistema “SSS” (Speed Sensitive System) separa as funções de ar e óleo, impedindo assim a passagem do óleo para a câmara de amortecimento, o que reduziria sua capacidade de funcionamento. Além disso, a suspensão dianteira recebeu o sistema TCV (Transfer Control Valve), que permite um controle da suspensão (tanto retorno, quanto compressão) muito mais preciso durante todo o curso do garfo.

Na parte traseira, a nova máquina de enduro da Yamaha traz monoamortecedor a gás KYB, totalmente ajustável, de 315 mm de curso. Ele conta com ajustes separados para compressão do amortecedor em alta e em baixa velocidade. Ou seja, o piloto pode ajustar o comportamento da suspensão para qualquer tipo de terreno, “travado” ou mais “aberto”.

Para reduzir peso e melhorar o resfriamento dos discos de freio, tanto atrás como na frente, são construídos no estilo “wave”, em formato ondulado. Com 250 mm de diâmetro na dianteira e 245 mm na traseira, o disco é mordido por pinça Nissin de dois pistões de alumínio na frente e pinça Nissin simples atrás. Mais que suficiente para frear os 118 kg em ordem de marcha da WR 250F.

Mercado
A WR 250F está entre os modelos importados ao País pela Yamaha. Por enquanto, a marca não tem uma data estabelecida de quando o modelo 2015 irá desembarcar por aqui oficialmente. No mercado norte-americano ela está disponível por U$ 7.990 (cerca de R$ 21.000).  



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Arena Cross: Organização divulga calendário de 2017

Marc Marquez domina edição 2016 do Dirt Track Barcelona

Falta um mês para o fim das inscrições no Rally Piocerá

Campeões do Cerapió vão disputar o Rally Piocerá 2017

Definidos os campeões 2016 da Copa SP de Motocross

Superprestigio DTX promete agitar pilotos na Espanha

Zanol Team finaliza temporada 2016 com nova vitória

Categoria UTV segue crescente no Brasil

Rally Baja Jalapão 500 está com inscrições abertas

Marc Marquez domina edição 2016 do Dirt Track Barcelona

Arena Cross: Londrina tem motocross noturno nesse sábado

Kawasaki KLX 140L desembarca no Brasil

Honda Pop 100 na Serra da Canastra

10 dicas para pilotar sua big-trail na terra


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras