moto.com.br
Publicidade:

Off-Road

Copa EFX de Enduro: Adrien Metge vence e luta pelo título

16 de September de 2014
Compartilhe este conteúdo:

A comemoração foi francesa na quinta etapa da Copa EFX Honda de Enduro, neste domingo em Arujá (SP). Na categoria Elite, a vitória foi de Adrien Metge, o que complicou um pouco os planos do português Luis Oliveira, que lutava para conquistar o título antecipado da competição, porém, desta vez, ficou em terceiro. Entre os dois, terminou o mineiro Rômulo Bottrel.

O resultado deixou os dois concorrentes europeus bem próximos na classificação e a decisão foi levada para a última etapa. Enquanto Luis soma 107 pontos, Adrien agora possui 102. Bottrel segue também na cola, com 96 pontos. Por isso, uma grande e interessante disputa já pode ser esperada para a sexta e última prova do ano, no dia 19 de outubro.

Por outro lado, quatro classes foram decididas hoje. Na Enduro 2, Júlio César Elizário foi o campeão, na Feminina, o triunfo foi de Janaína Souza, na Enduro 6 de Rodolfo Ripamonti, e na Enduro 7 de José Alexandre Tommaso.

O vencedor da principal categoria comemorou o fato de ainda seguir na briga pelo título. "A prova foi boa, com uma boa especial. Foi um dia de velocidade bem alta, com muita adrenalina. Uma outra especial foi na grama lisa. Luis cometeu um erro e foi penalizado. Então, o campeonato segue apertado até a última prova", disse Metge.

Já Luis lamentou os erros que cometeu nos controles de horário, entrando atrasado em um e adiantado em outro, que resultaram em penalizações. "A prova de hoje para mim foi um pouco complicada. No primeiro controle de tempo cheguei 30 minutos adiantado e fiquei à espera do meu tempo. O segundo controle, era um estradão onde passavam carros. Eu segui a velocidade que tinha que seguir, de 50 km/h para não haver estresse com a polícia. Fiz o meu trabalho, fui o primeiro a entrar na Extreme, tive que colocar gasolina e esperei cerca de um minuto. Acho que não foi um erro meu, mas tenho que assumi-lo como se fosse. Tentei me concentrar, não é fácil. Creio que fiz o meu melhor e especiais boas. Quando cheguei na Extreme tive um pequeno percalço e cai. Tive que somar alguns minutos (devido aos erros nos CHs). Saio daqui insatisfeito. Não era isso que eu queria, mas vamos ver o que vai dar."

Em compensação, Júlio César Elizário teve uma corrida excelente e conseguiu coroar antecipadamente a disputa de toda a temporada na Enduro 2. "A prova, as especiais e o Extreme foram bastante técnicos. Consegui imprimir um ritmo forte, fiz uma prova, no meu conceito, boa, não excelente, mas consegui a vitória e o campeonato."

Janaína também celebrou o bom desempenho na categoria Feminina. "Foi uma prova maravilhosa, sem problemas, sem queda. A primeira especial era fácil de se cair, mas consegui me manter. A segunda era de alta velocidade. O Extreme estava bem técnico e eu estava cansada, mas consegui andar bem as três voltas. Acho que terminar a prova bem e sem se machucar é o mais importante", resumiu a campeã.

Na Enduro 1, o dia foi de Gabriel Badaró, que teve um sentimento de superação durante o desafio. "Tive um problema pessoal em Belo Horizonte, perdemos um amigo querido em um acidente. Então, para mim hoje foi uma das corridas mais difíceis que tive a oportunidade de participar. Tive que dar uma desligada para seguir na prova. A concorrência era forte e eu sabia que não podia errar. Estava muito calor. Consegui fazer uma prova do jeito que eu queria, pensando no campeonato", avaliou.

Outros vencedores da etapa foram Renan Bueno da Silva, João Vitor Ferreira Lima, Ruan Marra Pires e Guilherme Bueno da Silva, que ganharam as categorias E3, E4, E5 e E8, respectivamente. Na disputa entre equipes o Zanol Team faturou mais uma vitória, assim como a Honda conquistou mais um triunfo entre os Clubes.

Para Fábio Simões, diretor do Adrenatrilha Trail Club, organizador do campeonato, o objetivo mais uma vez foi cumprido. "Foi uma prova excelente. No Extreme Teste tivemos um percurso cheio de obstáculos, bem travado, com baixa velocidade. Isso o torna mais seguro. É mais difícil de ultrapassar, mas é mais seguro. Pelo segundo ano, Arujá foi uma prova que todo mundo gostou. Isso nos motiva cada vez mais a fazer boas etapas para que todos se divirtam."

Resultados

Elite
1. Adrien Metge
2. Rômulo Bottrel
3. Luis Oliveira
4. Rigor Rico
5. Ripo de Oliveira

Enduro 1
1. Gabriel Badaró
2. Ramon Sacilotti
3. Humberto Cadori Filho
4. Darso Loch
5. Henry Horita

Enduro 2
1. Júlio César Elizário
2. Ronaldi Santi
3. Vinícius Lopes da Silva
4. Felipe Lagarrea
5. Evaldo Nespoli

Enduro 3
1. Renan Bueno da Silva Filho
2. Bruno Batista Martins
3. Heitor Mariano
4. Leonardo Frossard
5. Manuel Augusto

Enduro 4
1. João Vitor Ferreira Lima
2. Jhonata Diniz Moraes
3. Felipe Anzoli
4. André Ferreira
5. Vitor Hugo Souza

Enduro 5
1. Ruan Marra Pires
2. Renato Hagio
3. Renato dos Santos
4. Felipe Vanelli
5. Vitor Hugo de Oliveira

Enduro 6
1. Rodolfo Ripamonti
2. Fábio Bizarra
3. Clodoaldo Shoji Uemura
4. Patrick Quentin
5. Maurício Ghiraldelli

Enduro 7
1. José Alexandre Tommaso
2. Washington Caipira
3. Eduardo Basso
4. Manuel de Simas
5. Hudson de Goês Vieira

Enduro 8
1. Guilherme Bueno da Silva
2. Danilo Luiz Ribeiro
3. Gilson Fernandes
4. André Costa Lima
5. Rudney Prado

Feminina
1. Janaina Souza
2. Tainá Aguiar
3. Luciana Timm
4. Marina Caleffi de Souza
5. Lilian Chagas

Equipes
1. Zanol Team
2. P3 Racing
3. Motofield
4. Pindorama Racing
5. KR Internacional

Clubes
1. Honda
2. KR Internacional
3. Aventuras no Vale



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Zanol Team finaliza temporada 2016 com nova vitória

Equatoriano Jetro Salazar é campeão brasileiro de Motocross

Bragança Paulista recebe a final da Copa SP de Motocross

Final do Brasileiro de Motocross acontece no Paraná

Orange BH KTM fará cerimônia de premiação e entrega de duas 200 Duke

Final da Polaris Cup teve grandes disputas Off Road e show aéreo

Arena Cross: Quarta etapa define os campeões da temporada 2016

Orange BH KTM fará cerimônia de premiação e entrega de duas 200 Duke

Yamaha WR 250F 2015 traz tecnologia de MX para o enduro

Bragança Paulista recebe a final da Copa SP de Motocross

Sertões: Pagamento em até 10 vezes na CRF 230

Piloto amputado chega em 19ª lugar no Sertões 2016

Honda CRF 110F chega para completar o segmento off-road

Final do Brasileiro de Motocross acontece no Paraná


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras