moto.com.br
Publicidade:

Off-Road

Copa EFX: Adrien Megte leva o título em 2015

26 de October de 2015
Compartilhe este conteúdo:

O último domingo (25/10) foi reservado para as emoções finais da Copa EFX Brasil de Enduro, que recebeu mais uma vez grandes pilotos da modalidade para a definição da disputa dos títulos da temporada 2015 em diversas categorias nas trilhas da etapa final, em Biritiba Mirim (SP). O grande destaque, mais uma vez, foi o francês Adrien Metge, campeão geral e também na categoria Elite, voltada aos competidores profissionais. Adrien fechou o campeonato com mais uma vitória, mantendo excelentes performances no campeonato, mesmo com a concorrência acirrada. 

Adrien fechou a prova de hoje com 56min48s04 e se distanciou quase dois minutos do segundo colocado na Elite, Júlio César Elizário, com 58min31s73. Entre os dois terminou Vinícius Lopes da Silva, da categoria Júnior, a mais disputada da competição. No campeonato, o francês somou 136 pontos, 33 a mais que o segundo colocado Rômulo Bottrel que, lesionado, não competiu em Biritiba Mirim.

"No ano passado eu passei perto, mas não consegui por dois pontos. Para mim era tudo novo porque tinha acabado de chegar. Ganhei as três últimas etapas, mas não deu pra ganhar o campeonato. Esse ano deu certo. Foi ruim o Onça (Rômulo Bottrel) ter se machucado porque a briga estava boa", destacou Adrien.

O piloto, que irá representará a Honda na próxima edição do Rally Dakar, ainda não sabe como será seu futuro no Enduro. "Com certeza vou fazer o campeonato Brasileiro de Rally. Não sei ainda se vou seguir no Enduro", disse Adrien. Quanto à última etapa, o campeão se mostrou bastante satisfeito. "A chuva dessa semana deixou a corrida muito boa. Só tinha um ponto em que estava chovendo um pouquinho, então, a especial ficou um pouco lisa, mas tinha boas cavas."

Adrien também foi o grande vencedor do Desafio 1 x 1, uma disputa extra, que não contou pontos para o campeonato, mas agitou o público no fim do dia. Os pilotos largaram na primeira especial do percurso para uma volta, classificando o vencedor para a próxima fase até a definição dos dois finalistas. "Foi legal para que o público pudesse acompanhar, já que normalmente as disputas são todas na mata, longe. Foi legal para brincar com os amigos também", disse Metge, que superou Loandro Anton na grande final.

Júlio César Ferreira conquistou o segundo lugar da categoria Elite na etapa, conseguindo pontos preciosos após um início de campeonato difícil. "Foi um ano complicado. Cheio de baldes de água fria", disse, referindo-se a uma lesão que teve durante a temporada. "Mas, consegui voltar bem e, agora, é treinar mais e partir para o ano que vem. A prova aqui foi bacana, as especiais foram bem montadas, com alguns lugares um pouco perigosos, mas nada a ponto de chegar a cancelar nenhuma especial. A organização está de parabéns", analisou o mineiro, que acabou o campeonato em quarto.

Na Júnior a decisão foi emocionante e extremamente equilibrada, com três pilotos brigando ponto a ponto pelo título. Vinícius Musa faturou a prova e empatou na pontuação com Vinícius Calafati, quarto colocado na etapa. Com a vitória, Musa também levou o título, pois o critério de desempate dá preferência ao piloto que teve melhor desempenho na última etapa.

"Foi algo que ninguém esperava. Todos achavam que já estava praticamente definido. No fim, a decisão ficou para a última etapa, com três pilotos com chance de ser campeão. Nós três andamos muito forte. O Calafati ficou meio em desvantagem porque ele ainda estava machucado. Mas, o Ronald e eu brigamos o tempo todo. As especiais estavam muito boas, algumas rápidas, outras mais travadas, e a garoa deixou tudo ainda mais difícil", avaliou o campeão.

Vinícius Calafati lembrou das dificuldades que enfrentou no final da temporada. "Foi um bom ano. Acho que todos evoluímos muito. Eu tive falta de sorte no final do campeonato. Na prova de Mogi acabei jogando tudo para o alto. Lesionei o ligamento cruzado, o menisco. Tive um mês de muita luta e fisioterapia para tentar correr essa prova, mas infelizmente eu fiquei em quarto, empatamos e o Vinícius levou o título", disse.

Ronald Santi, segundo colocado na prova e terceiro na competição, confessou que teve que acelerar a preparação no final da temporada para seguir na briga pelo título. "No início do ano, eu consegui andar muito bem, mas no meio os outros pilotos me passaram. Voltei aos treinamentos mais fortes para tentar dar tudo no final. No fim, o Vinícius foi campeão, mas foi uma disputa muito bacana. O nível foi muito alto."

O multicampeão Felipe Zanol, do Zanol Team, destacou a qualidade dos jovens pilotos durante a temporada. "Qualquer um poderia ter sido campeão. A diferença foi mínima. Foi disputado até a última especial. Os três conseguiram evoluir. A categoria foi um fenômeno e um sucesso no campeonato. Tomara que venham novos jovens como eles que consigam se destacar."

O Zanol Team Rinaldi ASW garantiu o bicampeonato das Equipes este ano, mesmo com alguns imprevistos. "Conseguimos repetir o bom resultado do ano passado. Ganhamos a categoria a Nacional (E4) e a Júnior, que foi importante para a equipe. Infelizmente, tivemos dois pilotos de frente que sofreram acidentes e ainda não voltaram à velocidade que tinham antes. Vamos trabalhar para no ano que vem estarmos fortes novamente", planejou Zanol.

Na categoria E1 o campeão foi Diego Colett, que terminou o ano com vitória e uma vantagem de 12 pontos sobre o segundo colocado Renan Bueno. "O esforço valeu a pena. Conseguimos fazer uma Copa legal e das seis etapas eu consegui ganhar cinco, uma não participei", comentou Diego.

Na E2, o título ficou com Ruan Marra, mas o vencedor da etapa foi Eduardo Nazari. Na E3, Otávio Carradori faturou o campeonato, enquanto a última etapa teve Rodrigo Rivello na primeira colocação. Na E4, para motos nacionais, Bruno Martins terminou o campeonato invicto. "A prova de hoje foi boa. Para mim foi tudo perfeito. Terminei como campeão dois anos seguidos e isso foi muito bom. No ano que vem quero vir com tudo de novo", garantiu o piloto que planeja mudar de categoria e competir com uma moto de 250cc.

A Over 35 teve a vitória de Rodolfo Ripamonti e o título de Dário Júlio. Na Over 45, Evandro Bozeti ficou com o título, mas José Roberto Polaz carimbou a faixa do campeão. Na E5, Eduardo Shiga ganhou a etapa, mas o campeonato ficou com Thyago Rocha. Thiago Odashima terminou a temporada com título e vitória na E6, assim como Janaína Souza na Feminina. Flavio Yatsugafu venceu a prova na E7, que teve Leonardo Malagutti como campeão. Na E8, o título ficou com Gilson Fernandes e a vitória com Edmilson Júnior.

Entre as Fábricas, a Honda somou 357 pontos e ficou com o título, contra 283 da KTM e 52 da Sherco.

Para a organização da Copa EFX de Enduro, o balanço do campeonato foi bastante positivo. "Desde 2011 não realizávamos uma prova em Biritiba. É um lugar muito bom com trilhas de alta qualidade e uma boa infra-estrutura. Ideal para fazermos a final do campeonato. Continuamos com o novo formato com quatro voltas e duas especiais próximas ao paddock. Foi um jeito bem aceito pelo pessoal e é o que pretendemos seguir para o ano que vem. A premiação dos campeões será no dia 5 de dezembro, junto com o GP 6 Horas no Shopping SerrAzul", revelou Fábio Simões, diretor do Adrenatrilha Trail Club.

Resultados da sexta e última etapa

Elite
1. 1 Adrien Metge, 0:56:48,00
2. 2 Julio César Ferreira Eliziário, 0:58:31,07
3. 3 Loandro Roger Anton, 1:00:23,07

Junior
1. 5 Vinicius Luis Lopes da Silva, 0:58:30,03
2. 6 Ronald Santi, 0:58:45,08
3. 7 Tunico Maciel, 0:59:53,02
4. 4 Vinicius Calafati Ribeiro, 1:00:44,05
5. 8 Renato Hermann dos Santos, 1:03:04,10

Enduro 01
1. 9 Diego Baesso Colett, 1:00:57,01
2. 10 Renan Bueno da Silva Filho, 1:01:02,07
3. 11 Marcelo Pedot, 1:01:49,08

Enduro 02
1. 15 Eduardo Nazari, 0:59:19,04
2. 12 Ruan Marra Pires, 1:04:10,08
3. 14 Claudiney da Silva Couto, 1:06:11,05
4. 13 Valdimir Leite (miro), 1:15:26,06

Enduro 03
1. 16 Rodrigo Rivello, 1:41:14,07
2. 70 Clodoaldo Shoji Uemura, 2:16:15,07

Enduro 04
1. 19 Bruno Batista Martins, 1:00:24,04
2. 20 Vitor Martins Menino, 1:11:36,02
3. 21 Rodolfo Luis Machado, 1:15:53,10

Over 35
1. 23 Rodolfo Ripamonti, 1:04:24,02
2. 22 Dario Julio, 1:05:10,06
3. 24 Fabio Bizarria, 1:09:01,02
4. 25 Andre Ferreira, 1:11:22,00

Over 45
1. 30 José Roberto Polaz, 1:09:20,03
2. 28 Evandro Bozetti, 1:09:26,06
3. 32 Manuel C. Madruga de Simas, 1:11:55,06
4. 31 Jean Pierre Buttazzi Junior, 1:13:18,04
5. 74 Valvissir Aguilar, 5:14:24,06

Enduro 05
1. 44 Eduardo Tadashi Shiga, 1:07:26,05
2. 40 Thyago Silva Correa da Rocha, 1:08:22,03
3. 38 Mitchell Simões, 1:12:45,03
4. 43 Francis Felipe Tonon da Silva, 1:14:48,07
5. 37 Edson Teruhiko Minami, 1:19:21,06

Enduro 06
1. 46 Thiago Ribeiro Odashima, 1:14:51,10
2. 69 Bruno Assalim, 1:48:37,10

Enduro 07
1. 49 Flavio Yatsugafu, 1:11:19,09
2. 48 Leonardo Matuno Malagutti, 1:14:39,08
3. 51 Marcos Kengi Kian, 3:23:05,04

Enduro 08
1. 53 Edmilson Júnior, 1:10:43,08
2. 52 Gilson Fernandes, 1:12:44,03
3. 54 Marcos Adriano Ferreira, 1:13:24,06
4. 55 Murilo Silveira Rodrigues, 1:18:56,02
5. 61 Jean Marcell Faria, 1:20:16,09

Feminina
1. 63 Janaina Souza, 1:13:48,09
2. 64 Tainá Aguiar, 1:24:23,03
3. 65 Lilian Chagas, 4:24:02,01
4. 66 Lucianna Timm Tripaseca, 4:25:20,01
5. 68 Daniele Nabessima Denicoli, 5:03:21,02

Equipes
1. Zanol Team Rinaldi ASW
2:57:26.42 72
Vinicius Luis Lopes da Silva
Julio César Ferreira Eliziário
Bruno Batista Martins

2. Honda 3:01:51.78 67
Adrien Metge
Tunico Maciel
Dario Julio

3. Honda MotoField 3:32:35.72 66
Ronald Santi
Evandro Bozetti
Tainá Aguiar

4. Motofield 6:38:53.65 67
Renan Bueno da Silva Filho
Janaina Souza
Lilian Chagas

5. KR Kavookavala 7:36:35.07 45
Clodoaldo Shoji Uemura
Renato Uemura
Thales Uemura

Classificação final da temporada

Elite
1. Adrien Metge, 136
2. Rômulo Bottrel, 103
3. Ian Blythe, 94
4. Julio César Ferreira Eliziário, 77
5. Michel Cechet, 65

Junior
1. Vinicius Luis Lopes da Silva, 123
2. Vinicius Calafati Ribeiro, 123
3. Ronald Santi, 119
4. Tunico Maciel, 100
5. Bruno Crivilin, 98

Enduro 1
1. Diego Baesso Colett, 135
2. Renan Bueno da Silva Filho, 123
3. Rafael Toaldo, 98
4. Evaldo Tavares Nespoli, 64
5. Felipe Rogerio Carlette, 48

Enduro 2
1. Ruan Marra Pires, 133
2. Valdemir Rodrigues Leite, 102
3. Claudiney da Silva Couto, 86
4. Alexandre B. Pejon, 59
5. Mauricio Rizzon, 51

Enduro 3
1. Otavio Augusto Carradori, 129
2. Rodrigo Rivello, 119
3. Clodoaldo Shoji Uemura, 90
4. Luiz Felipe Braga Bastos, 54
5. Douglas Kawabe, 44

Enduro 4
1. Bruno Batista Martins, 139
2. Vitor Martins Menino, 96
3. Andre Ricardo Costa Lima, 56
4. Victor Camargo Miranda, 48
5. Fabricio Theiss, 44

Over 35
1. Dario Julio, 133
2. Rodolfo Ripamonti, 127
3. Andre Ferreira, 57
4. Eurico Borgonovi, 42
5. Marcio Leandro Spaca de Paolo, 40

Over 45
1. Evandro Bozeti, 118
2. José Roberto Polaz, 107
3. Alencar Krefta, 99
4. Jose Alexandre Tommaso, 92
5. Jean Pierre Buttazzi Junior, 87

Enduro 5
1. Thyago Silva Correa da Rocha, 126
2. Francis Felipe Tonon da Silva, 82
3. Gabriel Mattos, 82
4. Edson Teruhiko Minami, 80
5. Guilherme Ambrosio Medeiros, 78

Enduro 6
1. Thiago Ribeiro Odashima, 83
2. Luiz Fernando Cler Pinheiro, 74
3. José Monteiro, 54
4. Marcio Noel da Costa., 54
5. Fernando Lage Prosperi Araujo, 51

Enduro 7
1. Leonardo Matuno Malagutti, 125
2. Flavio Yatsugafu, 105
3. Alberto Piva Santos, 90
4. Luiz Fernando Cler Pinheiro, 27
5. Victor Hugo Kokol de Oliveira, 27

Enduro 8
1. Gilson Fernandes, 129
2. Edmilson Junior, 116
3. Marcos Adriano Ferreira, 106
4. Thiago Soares da Silva, 79
5. Murilo Silveira Rodrigues, 76

Feminina
1. Janaina Souza, 166
2. Tainá Aguiar, 148
3. Lilian Chagas, 119
4. Lucianna Timm, 113
5. Cristiane Pereira da Silva, 58

Equipes
1. Zanol Team Rinaldi ASW, 122
2. Honda Motofield, 98
3. Honda, 96
4. Sacramento KTM, 73
5. R2 / Pro Tork, 61

Fábricas
1. Honda, 357
2. KTM, 283
3. Sherco, 52
4. Kawasaki, 39
5. Yamaha, 20



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Zanol Team finaliza temporada 2016 com nova vitória

Equatoriano Jetro Salazar é campeão brasileiro de Motocross

Bragança Paulista recebe a final da Copa SP de Motocross

Final do Brasileiro de Motocross acontece no Paraná

Orange BH KTM fará cerimônia de premiação e entrega de duas 200 Duke

Final da Polaris Cup teve grandes disputas Off Road e show aéreo

Arena Cross: Quarta etapa define os campeões da temporada 2016

Orange BH KTM fará cerimônia de premiação e entrega de duas 200 Duke

Yamaha WR 250F 2015 traz tecnologia de MX para o enduro

Final do Brasileiro de Motocross acontece no Paraná

Piloto amputado chega em 19ª lugar no Sertões 2016

Bragança Paulista recebe a final da Copa SP de Motocross

Sertões: Pagamento em até 10 vezes na CRF 230

Honda CRF 110F chega para completar o segmento off-road


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras