moto.com.br
Publicidade:

Off-Road

Campano é novo líder do Campeonato Brasileiro de Motocross PRÓ

Na principal categoria da competição, a MX1, o espanhol Carlos Campano venceu a etapa na soma das baterias

06 de September de 2016
Compartilhe este conteúdo:

Aconteceu no último final de semana, dias 3 e 4 de setembro, na cidade de Morrinhos, a 120 quilômetros de Goiânia (GO), 4ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross PRÓ. Na principal categoria da competição, a MX1, o espanhol Carlos Campano venceu a etapa na soma das baterias com a primeira colocação na 1ª bateria e uma segunda colocação na última prova do dia. Com o resultado, Campano assumiu a liderança do Campeonato na classificação geral.

“Foi uma prova muita dura. Quase sofri quedas durante as provas, mas consegui sair com a vitória. Esse é um momento importante de assumir a liderança, mas ainda temos duas etapas e será disputado até o fim”, afirma o espanhol.

O equatoriano Jetro Salazar que chegou como líder, não teve um bom fim de semana. O piloto ficou em sexto lugar na 1ª bateria e 12º na segunda prova do dia, após sair na última colocação. Jean Ramos ficou na terceira posição nas duas provas e está na vice-liderança, seis pontos atrás de Campano. O português Paulo Alberto venceu a segunda bateria e entrou para a briga do Campeonato. O piloto está na terceira colocação da classificação geral, a oito pontos do líder.

As duas baterias da categoria MX2 podem ser resumidas em poucas palavras: disputas emocionantes. Tanto na primeira quanto na segunda bateria tiveram boas trocas de posições e reviravoltas até na primeira posição. O piloto paulista Gustavo Pessoa ficou em segundo lugar na primeira bateria e venceu a segunda. Com o resultado subiu no lugar mais alto do pódio durante a 4ª Etapa do Brasileiro de Motocross PRÓ, em Morrinhos-GO, neste domingo (4).

"O Fábio acabou errando na segunda bateria, sofrendo uma queda e eu aproveitei para assumir a ponta. Agora é focar nas outras etapas e seguir com bom resultado", ressaltou Gustavo Pessoa. Fábio dos Santos ficou em segundo lugar na somatória das baterias, mas segue na liderança do Campeonato, com 14 pontos de vantagem para o segundo colocado, que é Gustavo Pessoa.

Na categoria Junior mudanças de posições também marcaram a prova. Léo Cassarotti que administrou a prova do começo ao fim venceu a categoria Junior abriu seis pontos de vantagem, em cima de Thales Nathan, na classificação do Campeonato. “Agora é focar nas duas últimas etapas da competição para não cometer erro e levar o título”, destacou o campeão.

No sábado, 3, ainda ocorreu a disputa da MX3. O esloveno Roman Jelen cruzou o arco de chegada com boa folga dos demais e abriu 15 pontos na classificação do Campeonato. “Estou feliz com o resultado. Foi uma prova dura, com muito calor, mas me diverti e consegui a vitória”, declara o esloveno.

Já no domingo (4) foram realizadas as finais do Campeonato Brasileiro de Motocross para as categorias MX4, MXF, 50cc e 65cc. As disputas aconteceram durante o Brasileiro de Motocross PRÓ em Morrinhos (GO). Na MX4, Milton Becker, o Chumbinho precisava apenas da 5ª colocação para ficar com o 24º título nacional na carreira. Mas Chumbinho conquistou a vitória e sagrou-se campeão. “Estou muito feliz com a vitória. Todo título tem um gostinho especial e com esse não seria diferente”, declarou Chumbinho. O vice-campeonato ficou com Walter Tardin, que chegou a assumir a liderança da prova, mas não suportou a pressão de Milton Becker e acabou a prova na segunda colocação.

Na MXF, a meninas mostraram muita pilotagem. Maiara Basso liderou de ponta a ponta e ficou com o segundo título dela na classe. O primeiro foi em 2012. Mas não foi uma disputa fácil. As irmãs, Lays e Marcely Cazadini deram trabalho. As pilotos pressionaram Maiara Basso em boa parte da prova. “Meu foco era o título do Campeonato, mas queria encerrar com um bom resultado. Toda vez que passava pela arquibancada e ouvia o público incentivando me dava mais forças para buscar a vitória. Estou muito feliz com o título”, conta Maiara Basso.

Nas categorias destinadas aos pequenos pilotos brasileiros, o público também presenciou um grande show. Rafael Becker ficou com o título da categoria 50cc. O piloto saiu em quinto lugar, mas fez grande prova de recuperação e terminou na primeira colocação. “Eu treinei bastante e consegui meu segundo título na 50cc. Agora no próximo ano vou para 65cc”, ressaltou Rafael.

Na 65cc o piloto José Antônio Pedro Filho chegou a final com vantagem de dois pontos em cima de Henrique Henicka, mas foi Henrique que levou a melhor na prova. O piloto largou na ponta. Durante a disputa tiveram trocas de posições, mas ele acelerou e cruzou em primeiro no arco de chegada. “Foi uma prova difícil hoje, mas fiquei muito feliz com o resultado, trabalhamos muito para conseguir a vitória”, destacou Henrique.

Fotos: Divulgação/Tiago Lopes/CBM



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Tom Pages busca quinta vitória no X-Fighters na Espanha

Copa de Velocross em ritmo intenso na primeira etapa

Copa EFX Brasil promete boas novidades na segunda etapa

Arena Cross: entenda o sistema das disputas da temporada 2017

Copa Interestadual de Velocross começa no fim de semana em Caçapava

Primeira etapa do Arena Cross 2017 acontece no litoral de SP

Copa São Paulo de VX teve disputas intensas em Atibaia

Para iniciantes, Yamaha TT-R-230 custa R$ 13.040

Enduro da Independência 2014 - o preço da aventura

Equipe Yamaha Geração testa novas YZ 450 e YZ 250 2014

Copa EFX Brasil promete boas novidades na segunda etapa

Arena Cross: entenda o sistema das disputas da temporada 2017

Yamaha WR 250F 2015 traz tecnologia de MX para o enduro

Copa Interestadual de Motocross agitou Itajubá (MG)


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras