moto.com.br
Publicidade:

Off-Road

Brasileiro de MX: A força do motocross na América Latina

10 de July de 2014
Compartilhe este conteúdo:

O Campeonato Brasileiro de Motocross é sem dúvida a maior competição da modalidade no país, como ressalta a CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo), sendo ainda considerado o mais forte e bem organizado da América Latina e um dos principais do mundo, mesmo que a prática do motociclismo não seja um dos esportes mais difundidos e valorizados pelos poderes públicos no Brasil.

A prova de que o Campeonato Brasileiro é reconhecido na América Latina inteira e por outros países que são considerados mundialmente fortes no Motocross é a quantidade de pilotos estrangeiros que desembarcam em solo brasileiro: Carlos Campano (Espanha), Adam Chatfield (Inglaterra), Julien Bill  (Suíça), Kyle Regal (EUA), Paulo Alberto (Portugal), Jetro Salazar (Equador) e Humberto Martin (Venezuela). Esses são alguns dos nomes presentes apenas na temporada 2014, além dos que já passaram por aqui.

O venezuelano Humberto Martin, o Machito, que disputa a categoria MX1 no Brasileiro de Motocross garante que o Campeonato é um dos melhores que já disputou. “Já tive a oportunidade de correr em vários países da América Latina. Já fui à Costa Rica, Honduras, Porto Rico, Colômbia, Equador, Peru, Chile, Uruguai, Cuba, Brasil e Venezuela. Eu acredito que o Campeonato Brasileiro é um dos melhores se não o melhor da América Latina. É difícil avaliar uma instituição, mas olhando de fora como piloto, acho que o nível técnico e a organização da CBM são bons”, afirma o piloto que está no top 7 da temporada.

Outro piloto estrangeiro que chegou recentemente ao Brasil é o equatoriano, Jetro Salazar. O piloto que está na vice-liderança da MX1 este ano também tem gostado do que está vendo por aqui. “O Campeonato Brasileiro sem dúvidas é o de maior nível técnico e melhor organizado em toda América Latina. Estou muito feliz por estar aqui e de como as coisas estão indo”, ressalta o piloto.

Jetro Salazar já participou da maioria dos Campeonatos Latino-americanos, em países como Venezuela, Chile, Equador, Colômbia, Peru, Panamá e República Dominicana. “Em toda minha carreira participei de provas ao redor da América. Também tive a oportunidade de viver um ano e meio correndo a maioria dos campeonatos amadores nacionais dos Estados Unidos. Acredito que o nível técnico e a organização do Campeonato Brasileiro são muitos bons e sem dúvidas um dos melhores campeonatos do mundo. Embora eu só tenha participado de duas corridas é muito perceptível que a organização é diferente dos outros países em que eu já corri”, garante Jetro Salazar.

O Campeonato Brasileiro de Motocross é dividido em oito etapas. A próxima prova da competição será realizada em Canelinha (SC), nos dias 16 e 17 de agosto. Será a 3ª etapa da Temporada 2014.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Equatoriano Jetro Salazar é campeão brasileiro de Motocross

Bragança Paulista recebe a final da Copa SP de Motocross

Final do Brasileiro de Motocross acontece no Paraná

Orange BH KTM fará cerimônia de premiação e entrega de duas 200 Duke

Final da Polaris Cup teve grandes disputas Off Road e show aéreo

Arena Cross: Quarta etapa define os campeões da temporada 2016

Piocerá: Competição Off Road completa 30 anos em 2017

KTM lança série especial de motos de enduro no Brasil

Maiara Basso é vice-campeã do Latino-Americano de Motocross

Piocerá: Competição Off Road completa 30 anos em 2017

Amador de Motocross tem grande final neste domingo

Yamaha WR 250F 2015 traz tecnologia de MX para o enduro

Amador de Motocross teve grande final na temporada 2016

Honda CRF 110F chega para completar o segmento off-road


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras