moto.com.br
Publicidade:

Off-Road

Arena Cross: Domínio de pilotos estrangeiros em Goiânia

09 de June de 2014
Compartilhe este conteúdo:

Se de um lado três pilotos ampliaram neste sábado (7/06) o domínio no Arena Cross 2014, outros três, esses pratas da casa, foram ovacionados pela torcida local. Foi assim a disputa da terceira etapa da competição, realizada em Goiânia (GO), que contou com disputas empolgantes na pista de 420 metros de extensão montada na área externa de eventos do Flamboyant Shopping Center.

O espanhol Carlos Campano venceu as duas baterias da Pró e aumentou sua vantagem na classificação geral do campeonato. Além dele, o destaque da categoria foi o goiano Wellington Garcia, que subiu ao pódio e foi ovacionado pelos conterrâneos. Já na MX2, o português Paulo Alberto segue quebrando recordes. Ele chegou a oitava vitória consecutiva na competição. Além dele, Enzo Lopes, na Júnior, venceu a terceira no ano e continua imbatível.

Além de Wellington Garcia, os torcedores vibraram com Keven Willian, na 65cc, e Luis “Bolinha”, na 50cc. A dupla da casa conquistou vitória inédita e foi bastante aplaudida pelos presentes.

O Arena Cross dá sequência no dia 19 de julho com a disputa da quarta e penúltima etapa, que será disputada pela primeira vez na cidade catarinense de Joaçaba.

1ª bateria Pró – Holeshot de Julien Bill. O suíço comandava o pelotão seguido por Jetro Salazar (EQU), Carlos Campano (ESP) e pelo goiano Wellington Garcia. Ainda na largada, Jean Ramos caiu e ficou pelo caminho. Com o suíço na ponta, coube a Campano tentar pressioná-lo. Em ultrapassagem sensacional, o espanhol superou o concorrente na curva de acesso à sequência de saltos de encaixe, com ondulações, e pulou para primeiro. E assim foi até o final.

Já a disputa pelo segundo lugar reservou fortes emoções. Na primeira tentativa, Wellington caiu e não conseguiu ultrapassar Bill. Sem se dar por vencido, o goiano foi mais uma vez em busca do companheiro de equipe e alcançou o segundo lugar nos últimos minutos de prova. Já Salazar aproveitou o embalo do brasileiro e também venceu Bill, terminando em terceiro.

2ª bateria Pró – Carlos Campano e Jetro Salazar cruzaram a primeira curva praticamente juntos. O equatoriano até ocupou o primeiro posto, mas foi rapidamente ultrapassado pelo espanhol, que sem ninguém pela frente, fez mais uma corrida consistente e saiu com a vitória. Foi a quinta consecutiva do campeão mundial de motocross MX3, em 2010. “Havia muita canaleta na pista e isso estava dificultando um pouco. Consegui fazer duas boas largadas e andar na frente. Sei que o campeonato é curto e qualquer erro em uma bateria pode custar caro”, afirma Campano.

Ainda no início da bateria, Rafael Faria ocupava a terceira posição. Já Pipo Castro procurava conter o avanço de Wellington Garcia, que buscava o quarto lugar. Após se livrar do catarinense, o goiano tentou pressionar o paranaense, porém o rival manteve distância razoável. Foi então que Faria errou e, para alegria do público, Wellington o ultrapassou e ficou em terceiro, garantindo assim a mesma posição no pódio. Salazar foi o segundo na bateria e no geral. “Foi uma emoção muito grande correr em casa. Tinha que dar alegria a esse povo, pois no ano passado não consegui fazer isso. Obrigado a todos que vieram aqui e os que ficaram em casa mandando boas energias”, destaca Wellington.

No campeonato, Campano lidera com 117 pontos, 31 de vantagem sobre Bill. Jean Ramos, que teve uma noite difícil, com enrosco nas duas largadas, é o melhor brasileiro, em quarto, com 71 pontos. Wellington Garcia vem em quinto, com 69 pontos.

MX2 – O português Paulo Alberto pulou para primeiro após a queda do gate. Enquanto isso, Thales Vilardi foi ao chão e levou consigo Hector Assunção. Como tem sido de costume, ele venceu todas as provas do Arena Cross que disputou até agora. Com o primeiro lugar, Paulo levou a oitava vitória consecutiva na competição e segue em busca do bicampeonato. Ele lidera com 60 pontos, 18 a mais que Anderson Cidade, segundo lugar na tabela e também na corrida.

O catarinense chegou a acompanhar o ritmo do gringo no início da bateria, porém aos poucos foi perdendo terreno. “Sinto-me em casa correndo no Brasil. Consegui me adaptar rapidamente ao país e às pistas do Arena Cross. É sempre muito legal poder correr aqui”, coloca o português. Na disputa pelo terceiro lugar, Eduardo Lima levou a melhor sobre Fábio dos Santos e alcançou seu primeiro pódio em 2014.

Júnior – Ótima largada de Vinicius Abreu, porém quem assumiu a liderança ainda na volta inicial foi Leonardo Almeida. Léo era seguido por Vinicius, que caiu e perdeu posições. O segundo colocado passou a ser Renato Muguinho, que tentava conter os avanços do líder do campeonato Enzo Lopes. Com Léo fora da disputa após uma queda, o gaúcho Enzo partiu com tudo para cima de Muguinho e venceu a disputa. Com o caminho livre, venceu a terceira na temporada e atingiu 60 pontos no comando da tabela. Muguinho acabou em segundo, seguido de Djalminha Brito, que agora é o segundo colocado no campeonato com 45 pontos.

65cc – Holeshot de Carlos Baltazar, mas a briga pela primeira posição ficou entre o mineiro Joaquim Neto e o goiano Keven Willian. Empurrado pela torcida, Keven buscou o posto durante toda a corrida. Em um final eletrizante, definido na diferença de roda e em 0.061 segundo, Keven conquistou a primeira vitória na competição e levou o público ao delírio. “Ainda não caiu a ficha. Dei o meu máximo”, resume o tímido goiano. No campeonato, Dadalzinho, que terminou em quarto, lidera com 53 pontos. Keven é o terceiro com 45 pontos.

50cc – Durante os treinos, o paulista Diogo Nascimento e o goiano Marcellinho Leodorico foram os destaques. Mas a bateria mostrou o potencial de outro piloto, o goiano Luis “Bolinha” de Souza. Ele venceu pela primeira vez na carreira e foi ovacionado pelo público na arena montada no Flamboyant Shopping Center.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Zanol Team finaliza temporada 2016 com nova vitória

Equatoriano Jetro Salazar é campeão brasileiro de Motocross

Bragança Paulista recebe a final da Copa SP de Motocross

Final do Brasileiro de Motocross acontece no Paraná

Orange BH KTM fará cerimônia de premiação e entrega de duas 200 Duke

Final da Polaris Cup teve grandes disputas Off Road e show aéreo

Arena Cross: Quarta etapa define os campeões da temporada 2016

Orange BH KTM fará cerimônia de premiação e entrega de duas 200 Duke

Yamaha WR 250F 2015 traz tecnologia de MX para o enduro

Bragança Paulista recebe a final da Copa SP de Motocross

Sertões: Pagamento em até 10 vezes na CRF 230

Piloto amputado chega em 19ª lugar no Sertões 2016

Honda CRF 110F chega para completar o segmento off-road

Final do Brasileiro de Motocross acontece no Paraná


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras