moto.com.br
Publicidade:

Off-Road

Arena Cross: Carlos Campano é o campeão da temporada

29 de September de 2014
Compartilhe este conteúdo:

A temporada do Arena Cross 2014 chegou ao fim, neste sábado (27), com corridas e disputas inesquecíveis na cidade de Itapema (SC), sede pela primeira vez na história do evento nacional. Nem a chuva que atingiu a cidade catarinense nos últimos dias foi capaz de atrapalhar o espetáculo proporcionado pelos pilotos, dentro da pista, e pelo público, nas arquibancadas e camarotes, que compareceu em massa e vibrou com os pegas válidos pela quinta etapa da 16ª edição do campeonato.

A pista estava pesada, havia muita lama e os obstáculos eram duríssimos. Superação foi a palavra da noite. E quem conseguiu se destacar e atingir o objetivo final de ser campeão foram os seguintes competidores: O espanhol Carlos Campano, na Pró; Enzo Lopes, na Júnior; Carlos Eduardo Dadalzinho, na 65cc; e Diogo Nascimento, na 50cc. A exceção foi o português Paulo Alberto, que já havia garantido a taça da MX2 de forma antecipada, na prova passada.

1ª bateria Pró: Carlos Campano largou na frente, mas logo foi ultrapassado pelo equatoriano Jetro Salazar. A primeira posição durou pouco com o piloto do Equador, que caiu e perdeu diversas posições. O espanhol voltou ao primeiro lugar, porém viu o inglês Adam Chatfield e o brasileiro Jean Ramos encostarem.

Com direito a toques entre as motos e troca de posições em algumas oportunidades, Campano superou o embate diante dos dois concorrentes e levou a vitória. Jean finalizou em segundo, seguido do goiano Wellington Garcia, que melhorou seu desempenho na metade da prova e alcançou a terceira posição.

2ª bateria Pró: Mais uma vez, Carlos Campano tomou a dianteira após a largada. Mas a primeira posição não ficou muito tempo com o espanhol. Em melhor ritmo, Jean ultrapassou o rival e caminhou livre para vitória. Apesar do primeiro lugar, o brasileiro precisava que o estrangeiro chegasse em sexto para conquistar o título.

Tranquilo na bateria, Campano procurou não se envolver em qualquer perigo. Adam Chatfield e Wellington Garcia o ultrapassaram sem dificuldades. Com o regulamento “debaixo do braço”, ele completou em quinto e garantiu o primeiro título do Arena Cross. Na classificação geral, terminou dois pontos a frente do paranaense. “Era o título que faltava aqui no Brasil. Comecei o campeonato muito bem, mas me machuquei. Perdi uma etapa e o Jean encostou. Procurei andar forte na primeira bateria e consegui vencer. Na segunda, administrei. Não precisava arriscar”, conta o campeão.

MX2: De ponta a ponta, Hector Assunção venceu a última corrida do ano. Com a ausência do português Paulo Alberto, que levou o título antecipado em Jundiaí e que está na Letônia no Motocross das Nações, coube ao paulista a missão de vencer. E ele correspondeu. Abriu grande vantagem para Fábio Santos, piloto que se destacou na bateria ao terminar em segundo, e mesmo depois de cair nas últimas voltas, Hector manteve a posição e ficou com a vitória. O norte-americano Blake Wharton, que fez sua estreia no campeonato, sofreu uma queda na largada. Mas ele mostrou todo seu repertório de manobras, técnica e ultrapassagens e, após recuperação incrível, acabou no pódio, em terceiro. “O traçado estava pesado, a bateria exigiu muita concentração. Mas consegui vencer e ganhar confiança para o restante do ano”, afirma Hector.

Júnior: O líder do campeonato era Djalminha Brito, mas o favorito a vencer a corrida e conquistar o campeonato era Enzo Lopes. Ausente na etapa anterior por estar disputar na mesma data uma prova internacional, o gaúcho mostrou porque é a principal promessa do motocross brasileiro. Ele fez o holeshot e, sem qualquer dificuldade, venceu pela quarta vez na temporada, alcançando o bicampeonato da categoria.

65cc: O jovem catarinense Olívio Alves surpreendeu os favoritos e, de ponta a ponta, venceu a bateria. Foi a primeira vitória do garoto na competição. Mas a disputa pelo título ficou entre o mineiro Carlos Eduardo Daldazinho e o goiano Keven Ikeda, que antes da corrida estavam separados por diferença de um ponto. Dadalzinho terminou a prova em segundo e alcançou o seu segundo título no Arena (foi campeão em 2013, na 50cc). Já Keven ficou com o vice-campeonato ao terminar a final apenas em quinto.

50cc: O piloto da casa Rafael Becker desbancou os postulantes ao título na largada e conseguiu o holeshot. Porém, na primeira volta, ele foi ultrapassado pelo goiano Luis Souza. O ponteiro tentou abrir vantagem, mas recebeu ataques do conterrâneo Marcello Leodorico, que no final venceu o embate e ficou com a vitória. Luis terminou em segundo, seguido de Diogo Nascimento. O terceiro lugar foi suficiente para o paulista levar o título nacional. “Treinei bastante para ser campeão. Sabia que seria uma prova com muita lama e procurei me preparar”, afirma Diogo.

Campeões do Arena Cross 2014:
Pró
1º Carlos Campano #115 - 150 pontos
2º Jean Ramos #18 - 148 pontos
3º Wellington Garcia #21 - 125 pontos

MX2
1º Paulo Alberto #1 - 80 pontos
2º Anderson Cidade #20 - 67 pontos
3º Eduardo Lima #2 - 61 pontos

Júnior
1º Enzo Lopes #16 - 80 pontos
2º Djalma Brito #102 - 79 pontos
3º Vinícius Abreu #143 - 62 pontos

65cc
1º Carlos Eduardo Dadalzinho #77 - 83 pontos
2º Keven Ikeda #170 - 76 pontos
3º Joaquim Neto #11 - 60 pontos

50cc
1º Diogo Nascimento #2 - 92 pontos
2º Marcello Leodorico #44 - 84 pontos
3º Luis Souza #171 - 67 pontos

Resultados - 5ª etapa:
Pró (somatório baterias)
1º Jean Ramos #18 - 37 pontos
2º Carlos Campano #115 - 33 pontos
3º Adam Chatfield #407 - 30 pontos

1ª bateria Pró
1º Carlos Campano #115
2º Jean Ramos #18
3º Wellington Garcia #21

2ª bateria Pró
1º Jean Ramos #18
2º Adam Chatfield #407
3º Wellington Garcia #21

MX2
1º Hector Assunção #30
2º Fábio Santos #987
3º Blake Wharton #731

Júnior
1º Enzo Lopes #16
2º Djalma Brito #102
3º Vinícius Abreu #143

65cc
1º Olívio Alves #101
2º Carlos Eduardo Dadalzinho #77
3º Gabriel Andrigo #10

50cc
1º Marcello Leodorico #44
2º Luis Souza #171
3º Diogo Nascimento #2



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Equatoriano Jetro Salazar é campeão brasileiro de Motocross

Bragança Paulista recebe a final da Copa SP de Motocross

Final do Brasileiro de Motocross acontece no Paraná

Orange BH KTM fará cerimônia de premiação e entrega de duas 200 Duke

Final da Polaris Cup teve grandes disputas Off Road e show aéreo

Arena Cross: Quarta etapa define os campeões da temporada 2016

Piocerá: Competição Off Road completa 30 anos em 2017

Orange BH KTM fará cerimônia de premiação e entrega de duas 200 Duke

Yamaha WR 250F 2015 traz tecnologia de MX para o enduro

Final do Brasileiro de Motocross acontece no Paraná

Final da Polaris Cup teve grandes disputas Off Road e show aéreo

Arena Cross: Quarta etapa define os campeões da temporada 2016

Piloto amputado chega em 19ª lugar no Sertões 2016

Bragança Paulista recebe a final da Copa SP de Motocross


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras