moto.com.br
Publicidade:

Off-Road

AMA SX: Ken Rockzen vence abertura da competição

Colunista de motocross analisa o desempenho de pilotos e equipes em mais uma etapa do AMA Supercross

06 de January de 2015
Compartilhe este conteúdo:


Claudio Teixeira (Claudio Tex 21), é piloto veterano e detentor de vários títulos no Campeonato Paulista de Motocross. Dono de um respeitável currículo no mundo das competições Off Road, atualmente é distribuidor dos Lubrificantes ELF. Mais informações no e-mail claudio@tayomotor.com.br e no site tayomotor.com.br

 

Caros amigos internautas e amigos do MOTO.com.br,

Antes de mais nada um Feliz Ano Novo e muitas aceleradas neste ano que se inicia, e já como é tradição, as aceleradas começam muito bem com o fantástico AMA SX, que rolou no dia 03 de Janeiro para entrarmos o ano de gás totalmente aberto, pelo menos para os melhores pilotos do mundo já que não fazemos parte deste pequeno universo, o dos cabos total e irrestritamente enrolados !!!!!

A abertura deste ano trouxe algumas novidades anunciadas no ano passado, como a suspensão do piloto James " Bubba " Stewart e da falta de Ryan Vilopotto que irá disputar o Mundial de MX e enfrentará Antonio Cairoli em outro campeonato que promete muito para esta temporada.

A abertura do AMA, que foi totalmente dominado pelo piloto alemão Ken Rockzen, mostrou (e provou) mais uma vez que o MX ou SX é um dos raros esportes a motor do planeta em que o equipamento é o que menos importa e o que vale mesmo é o braço, o arrojo, a dedicação e gana do piloto que o conduz, fazendo valer a idéia de que, neste esporte, o que manda mesmo é o grande astro: o piloto !!!!!

Ken Rockzen, campeão mundial na categoria MX2, campeão do MX1 no AMA em 2014, mudou da KTM para a Suzuki e já é o líder da temporada.

Largou em 2º lugar, tomou a ponta ainda na primeira volta e não tomou conhecimento de mais ninguém. Liderou a prova de ponta a ponta sem ninguém que pudesse incomodá-lo, dando um show à parte de técnica e pilotagem. É bem verdade que ele já foi piloto da marca amarela, mas de fato isso pouco importaria, poderia ser piloto das azuizinhas, vermelhinhas ou verdinhas, ele iria ganhar de qualquer jeito porque o moleque está um degrau acima da maioria dos pilotos.......

Mais uma prova do que relato aqui, em relação à questão de que o "equipamento pouco importa", foi o excelente desempenho de Jason Anderson, segundo colocado e novato na categoria a bordo de uma Husqvarna que há 30 anos não participava de maneira decisiva no campeonato. Todos sabemos que as motos melhoraram muito depois que a marca foi absorvida pela KTM, mas o desempenho de Jason Anderson foi impressionante e mostrou que a campanha do piloto em 2014 deu a ele um gás a mais para este ano. Jason também não foi incomodado a prova inteira e se manteve seguro e tranquilo na segunda colocação desde as primeiras voltas.

Em terceiro lugar chegou Trey Canard, depois de uma largada não muito boa, o piloto vermelhinho a bordo da vermelhinha já mostrou que vem para brigar pelo título. Depois de inúmeros altos e baixos na carreira por conta de inúmeras fraturas e contusões, Trey já provou que garra e gana é o que não lhe falta, além de técnica, dedicação e superação. Este piloto vai dar o que falar ao longo do campeonato.

Dungey fez o de sempre, pilotou com segurança e regularidade, chegou na quarta colocação depois de brigar com Andrew Short que fez uma boa prova, se manteve um bom tempo em 2º lugar e finalizou na 5ª colocação. Algumas expectativas estavam sobre Davi Millsaps, que errou muito e acabou no fim do pacote, assim como Blake Bagget e Eli Tomac.

A SX1 teve uma bela prova e contou com vários nomes de peso que deverão evoluir ao curso do campeonato como Justin Barcia, Chad Reed, Weston Peick, Mike Alessi ( o verdadeiro Holeshot ) que mais uma vez levou o prêmio da melhor largada, entre outros.

Na SX2 tivemos a participação do brasileiro Jean Ramos que estava muito bem mas um tombo ao final da última prova de classificação acabou tirando o piloto da final. A vitória foi para Jessy Nelson, que foi a sua primeira vitória na carreira, ficando com a segunda colocação Zach Osborne que competiu com o dedão da mão esquerda quebrado e andando de Husqvarna, e em terceiro ficou Tyler Bowers, já conhecido campeão das provas de Arena SX nos USA.

Sábado que vem teremos a etapa de Phoenix, assim fiquem ligados que o campeonato, mesmo com as ausências de Bubba e Vilopotto prometem muitas emoções.

Um grande abraço a todos e mais uma vez um super 2015 repleto de saúde e realizações!!!!



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

Brasileiro de Enduro FIM 2017: quinta etapa acontece em Paraopeba (MG)

Fred Kyrillos representa o Brasil na disputa do Nitro World Games

Confira cinco dicas valiosas para corrigir erros no motocross

Arena Cross: segunda etapa acontece em Criciúma (SC) dia 24

Contagem regressiva: 2 meses para a largada do Rally dos Sertões

Hard Enduro acontece nas montanhas de ferro da Áustria

Fred Kyrillos vai representar o Brasil no X-Fighters 2017

Confira cinco dicas valiosas para corrigir erros no motocross

Para iniciantes, Yamaha TT-R-230 custa R$ 13.040

Enduro da Independência 2014 - o preço da aventura

Arena Cross: segunda etapa acontece em Criciúma (SC) dia 24

Fred Kyrillos representa o Brasil na disputa do Nitro World Games

Hard Enduro acontece nas montanhas de ferro da Áustria

Equipe Yamaha Geração testa novas YZ 450 e YZ 250 2014


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras