moto.com.br
Publicidade:

Mundial SBK

WSBK: Entrevista com o piloto espanhol Toni Elias

13 de June de 2014
Compartilhe este conteúdo:

Com poucas pausas para descanso, o piloto espanhol Toni Elias trata de vestir o macacão para iniciar mais uma jornada de testes e competições nas pistas do Mundial Superbike. Depois de algumas mudanças e reviravoltas nas competições, o campeão de Moto2 do Mundial de Motovelocidade em 2010, agora está se preparando para para encarar mais uma temporada de disputas. O piloto da equipe Red Devils (moto Aprilia RSV4) continua buscando uma evolução na sua pilotagem e em seu equipamento, em um trabalho com sua equipe que teve início logo na primeira corrida da temporada. Sem ter feito uma pré-temporada como desejaria, com mais tempo para acertar o equipamento e o trabalho da equipe, o espanhol vem conseguindo êxito nas principais corridas do ano. Antes de entrar em mais uma sessão de testes para avaliar o comportamento do seu equipamento para o restante das disputas da temporada, agora ocupando a 9ª posição na classificação geral do Mundial Superbike, com 89 pontos, ele fez uma pequena pausa para conversar sobre sua participação na competição.

PERGUNTA: Que avaliação você faz da sua posição no quadro de classificação nas etapas que já foram disputadas na temporada 2014 do Mundial Superbike?

TONI ELIAS: Essa é uma questão pessoal e por isso muito complexa. Apesar de conseguirmos alguns resultados que estão aparecendo nas corridas, não estamos satisfeitos e continuamos trabalhando para perseguir resultados melhores, sempre. Nos últimos tempos fizemos vários acertos e combinações diferentes na moto, com o objetivo de termos uma moto cada vez mais competitiva nas etapas. É sempre bom saber para onde devemos ir e testes são importantes para revelar esses caminhos. Como não fizemos uma pré-temporada, propriamente dita, temos ainda mais trabalho acumulado, pois precisamos chegar ao ponto de trabalho que os outros já fizeram. Se acabamos perdendo um pouco com isso, então vamos experimentar coisas novas e sair em busca de resultados melhores. Agora estamos com uma base reconhecida, e que está funcionando. A minha avaliação em termos gerais é boa, mas ainda não estou satisfeito.

P: Quando você tem algum problema na pista, então como fazer para trabalhar na direção certa?

TONI ELIAS: Evidentemente, quando um piloto se encontra em uma posição confortável isso pode ser notado no mesmo instante. No meu caso, quando me encontro confortável com a moto, eu tento tirar o máximo de proveito da situação. E pouco a pouco vamos encontrando um ponto de melhor acerto com a moto. Ainda que tenha muito trabalho por fazer, vamos seguindo um caminho na direção certa. Estou muito satisfeito com a equipe que tenho e apesar das dificuldades todo mundo tem conseguido se manter unido e isso é uma coisa de se admirar. Todos estão se esforçando muito para que esse projeto possa seguir adiante, todos. E isso acaba virando um algo a mais em termos de motivação geral e garante energia extra, que para mim tem um valor enorme.

P: Qual é a chave para que você possa estar de novo entre os primeiros?

TONI ELIAS: Temos motoviação e energia para estar no pelotão de frente, assim eu creio que o mais importante é poder somar quilômetros com a moto e aí sim poder recuperar os quilômetros que fizeram falta da pré-temporada. Evidentemente, estamos lutando contra equipes oficiais de fábrica e isso não é só uma questão de percorrer mais ou menos quilômetros, mas é importante porque está relacionada a sentir-se confiante com a moto e poder dar o máximo a cada momento.

P: Que conselhos você recebe do seu amigo Carlos Checa?

TONI ELIAS: Carlos Checa (Campeão Mundial Superbike em 2011) é uma grande pessoa e um grande piloto com muita experiência no mundo da motovelocidade, assim, é claro, que todos os conselhos que ele me oferece são como água fresca para mim. Como grande piloto ele sabe perfeitamente o que dizer e consegue enxergar as corridas como ninguém, então, falar com ele, mesmo que por poucos instantes, sempre proporciona algo realmente valioso.

P: Qual a sua estratégia para a disputa das próximas corridas na temporada?

TONI ELIAS: Trabalhamos dia a dia para conseguir extrair o máximo de rendimento com a moto que temos. Como comentei anteriormente, temos que nos esforçar mais e mais para conseguir somar o tanto de quilômetros que as demais equipes têm de vantagem e isso implica em trabalhar o dobro para conseguirmos estar no patamar de eficiência que merecemos. O ambiente favorável que temos em nossa equipe ajuda muito nessa tarefa, portanto conseguir o melhor é somente uma questão de tempo.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

WSBK: Chaz Davies tem vitória dupla no GP do Catar

WSBK: Chaz Davies tem vitória dupla no GP da Espanha

WSBK: GP da Espanha acontece neste final de semana

WSBK: Vitória em dose dupla de Chaz Davies na França

WSBK: GP da França acontece neste final de semana

WSBK: Campeonato ganha categoria de motos 300cc

WSBK: Domínio britânico na disputa do GP da Alemanha

WSBK: Chaz Davies tem vitória dupla no GP do Catar

Veja onde assistir campeonatos de motos na televisão

WSBK: Seleção de lindas gatas no GP de Portugal

WSBK: Campeonato ganha categoria de motos 300cc

FIM divulga calendário provisório do Mundial de SBK

WSBK: Yamaha retorna na temporada 2016

WSBK: GP da Alemanha acontece neste fim de semana


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras