moto.com.br
Publicidade:

MotoGP

MotoGP: Jorge Lorenzo sai vitorioso no GP do Catar

21 de March de 2016
Compartilhe este conteúdo:

A abertura da temporada 2016 do Campeonato do Mundial de Motovelocidade no GP do Catar foi marcada pelo espírito competitivo do piloto espanhol Jorge Lorenzo, da equipe Movistar Yamaha MotoGP. O atual campeão da MotoGP superou a disputa com as máquinas de Andrea Dovizioso, da Ducati, e de Marc Marquez, da Honda.

Com os novos pneus Michelin e nova central eletrônica unificada, a etapa noturno no Catar idealizada para começar uma nova era na competição. A experiência serviu como teste e uma prévia do trabalho de desenvolvimento das motos, com muita expectativa do que poderia acontecer quando as luzes se apagassem na primeira corrida da temporada de 2016.

Com as provas classificatórias incrivelmente apertadas, todos os 12 pilotos mais rápidos aparecendo dentro de um segundo e as disputas na primeira fila dividindo o tempo por menos de um décimo de segundo. Todos os sinais apontam para que seja uma corrida impressionante, Jorge Lorenzo na pole position pela 62ª vez em sua carreira.

Logo atrás de Lorenzo no grid aparecia Marc Marquez (Repsol Honda Team), tendo que empurrar com mais força do que nunca para superar vários dos problemas da Honda, adotando um estilo de pilotagem ainda mais agressivo.

Completando a primeira fila, a estrela em ascensão Maverick Viñales (Team Suzuki Ecstar). O jovem espanhol tinha em mente conseguir leva a equipe japonesa ao pódio, algo que não acontece desde 2008. Enquanto isso, o multicampeão Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP) aparecia na quinta posição, depois da discusão com Lorenzo na coletiva de imprensa após um incidente na disputa do FP4. O cenário estava preparado para um início explosivo de temporada.

Quando as luzes se apagaram, foi Lorenzo quem rugiu na primeira curva à frente de Andrea Iannone (Ducati Team) e Dani Pedrosa (Repsol Honda Team). Foi um começo ruim para Marquez, que ficou para trás e fora dos cinco primeiros. Após as disputas iniciais  de abertura, Lorenzo liderou com Iannone e Andrea Dovizioso (Ducati Team) atrás, a Desmosedici GP andou bem na pista de Losail. Rossi se contentava com o quarto lugar.

A velocidade final superior da máquina da Ducati n a reta principal provou ser uma força a ser considerada com tanto como Iannone e Dovizioso deixando para trás o atual campeão logo na primeira volta. No segundo pelotão, Rossi aparecia na frente Marquez.

Foi Andrea Iannone, que liderava o grid, com a companhia de Dovizioso abrindo nessa altura uma pequena vantagem sobre a dupla da Yamaha. Enquanto isso, Dani Pedrosa e Viñales, sexto e sétimo, travavam seu próprio combate. Na Curva 6, na terceira volta, Marquez deslizou até o interior de Rossi para agarrar a quarta posição, Rossi ficou para trás após a passagem, 0,3s de Márquez.

Volta mais rápida após volta mais rápida na disputa dos cinco primeiros, os pneus Michelin melhoravam a cada volta. Na sexta volta "Desmo Dovi" tentou assumir a liderança, mas foi rapidamente repelido por um movimento agressivo de seu companheiro de equipe, fazendo jus à fama de "The Maniac", mas Dovizioso não se intimidou e atacou novamente na próxima volta.

Em um ritmo cada vez mais acelerado, Iannone sofreu uma queda na curva 13 quando ele tentou impedir o avança de seu companheiro de equipe. Embora tenha saído ileso do tombo, não conseguiu retornar à pista. Sua queda foi logo seguido por Cal Crutchlow (LCR Honda) que também ficou de fora corrida na Curva 4.

Com a saída de Iannone, Lorenzo assumiu o desafio de encarar a disputa com Dovizioso pela liderança. Dovizioso seguia regularmente, pelo menos, 5 km/h mais rápido que Lorenzo na reta principal, mas na nona volta o espartano investiu forte e entrou na frente do italiano. Mesmo com uma pequena diferença, Lorenzo conseguia manter sua liderança.

Em meio a uma série de voltas mais rápidas, tanto de Lorenzo e Dovizioso, que se alternavam como os mais velozes. Na metade da corrida Lorenzo tinha uma vantagem de mais de 0.3s, se esforçando muito para permanecer na frente. Nem Marquez nem Rossi foram capazes de fazer pressão sobre o duo da frente, Rossi parecia estar ficando para trás, mas, em seguida, produziu uma 1'55.281 na 14ª volta da corrida. Com o passar o tempo os pneus Michelin estavam permitindo que os pilotos pudessem quebrar seus recordes pessoais e fazer voltas cada vez mais rápidas.

Com a corrida entrando em suas últimas cinco voltas, Marquez partiu para uma investida em Dovizioso pela segunda posição, já que Lorenzo se mantinha na frente e administrava uma vantagem. Com quatro voltas para o fim Marquez finalmente conseguiu superar Dovizioso para ficar com segundo lugar. A "Formiga Atômica" até se aproximou de Lorenzo, mas trouxe também a companhia de Dovizioso e Rossi, formando uma bloco de grande disputa. Mais uma vez na reta principal, Dovizioso mostrou a força da sua Ducati e passou Marquez no final da curva 1.

Indiferente ao que acontecia logo atrás, Lorenzo acabou cruzando a linha de chegada com 2.019s à frente do segundo lugar, Dovizioso e do terceiro, Marquez, que ainda tentou fazer a ultrapassagem na última curva. Valentino Rossi veio apenas 0.1s atrás em quarto. Dani Pedrosa completou os cinco primeiros, mas aparecendo 13 segundo depois do vencedor da corrida.

Viñales, Pol Espargaro (Monster Yamaha Tech 3), Bradley Smith (Monster Yamaha Tech 3), Hector Barbera (Avintia Racing) e Scott Redding (Octo Pramac Yakhnich) completaram o top ten.

A volta mais rápida da corrida e também recorde da pista na competição foi para Lorenzo que estabeleceu um 1'54.927 na 20ª volta. Houve as quedas de Loris Baz (Avintia Racing) e Stefan Bradl (Aprilia Racing Team Gresini), mas ambos saíram ilesos. Lorenzo deixa a corrida de abertura na liderança do campeonato com 25 pontos.

Na categoria Moto2 a vitória ficou com o piloto suíço Thomas Luthi, enquanto na Moto3 quem recebeu a bandeirada final foi o italiano Niccolo Antonelli.

O próximo compromisso do Campeonato do Mundo de MotoGP é no dia 3 de abril com o GP da Argentina, na pista de Termas de Rio Hondo.

RESULTADOS
1 25 99 Jorge LORENZO SPA Movistar Yamaha MotoGP
2 20 4 Andrea DOVIZIOSO ITA Ducati Team
3 16 93 Marc MARQUEZ SPA Repsol Honda Team
4 13 46 Valentino ROSSI ITA Movistar Yamaha MotoGP
5 11 26 Dani PEDROSA SPA Repsol Honda Team
6 10 25 Maverick VIÑALES SPA Team SUZUKI ECSTAR
7 9 44 Pol ESPARGARO SPA Monster Yamaha Tech 3
8 8 38 Bradley SMITH GBR Monster Yamaha Tech 3
9 7 8 Hector BARBERA SPA Avintia Racing
10 6 45 Scott REDDING GBR OCTO Pramac Yakhnich
11 5 41 Aleix ESPARGARO SPA Team SUZUKI ECSTAR
12 4 50 Eugene LAVERTY IRL Aspar Team MotoGP
13 3 19 Alvaro BAUTISTA SPA Aprilia Racing Team Gresini
14 2 43 Jack MILLER AUS Estrella Galicia 0,0 Marc VDS
15 1 53 Tito RABAT SPA Estrella Galicia 0,0 Marc VDS


Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

MotoGP define o calendário da competição em 2017

MotoGP: Gatas no paddock do GP da Espanha

MotoGP: Viñales da Yamaha lidera treinos da temporada 2017

MotoGP: Vitória de Jorge Lorenzo no GP da Espanha

MotoGP: GP da Espanha acontece neste domingo (13/11)

MotoGP: Gatas exóticas no paddock do GP da Malásia

MotoGP: Vitória de Andrea Dovizioso no GP da Malásia

MotoGP define o calendário da competição em 2017

MotoGP: Viñales da Yamaha lidera treinos da temporada 2017

MotoGP: Gatas no paddock do GP da Espanha

MotoGP: Gatas exóticas no paddock do GP da Malásia

MotoGP: Peugeot pode entrar na disputa de Moto3

Valentino Rossi mostra capacete novo para MotoGP

Yamaha Aerox 125 é scooter da marca no MotoGP


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras