moto.com.br
Publicidade:

MotoGP

MotoGP: Jorge Lorenzo mostra força na Espanha

04 de May de 2015
Compartilhe este conteúdo:

A realização do GP da Espanha, no último domingo (3/05), na tradicional pista de Jerez de La Frontera, resgatou a força competitiva de Jorge Lorenzo, da equipe Movistar Yamaha Factory Racing, na temporada 2015, com uma bela vitória e demonstração que o piloto espanhol está em evolução com sua máquina.

Isso é o mínimo que se pode dizer depois da demonstração de maestria de Jorge Lorenzo ao longo de todo o final de semana. Após um início de temporada fora do comum, o piloto da Movistar Yamaha não deu qualquer hipótese aos rivais e foi absoluto na conquista da vitória na quarta corrida da temporada.

Mais rápido nas três primeiras sessões de treinos livres, pole postion com recorde da pista, volta mais rápida, liderança desde a largada até a vitória com mais cinco segundos sobre o bicampeão do Mundo, Marc Márquez, foi assim a passagem do piloto da Yamah pelo sul da Espanha, mostrando que está de volta na luta pelo título.

Mas houve mais pilotos brilhantes em Jerez, claro que não com a mesma intensidade. O piloto espanhol da Repsol Honda tinha que se recuperar após o erro na Argentina, mas com uma fratura no dede mindinho esquerdo essa não era uma tarefa fácil, e… não foi!

Marc Marquez conseguiu um resultado extremamente positivo com o segundo lugar, graças ao uso de analgésicos para poder disputar corrida. Sem utilizar os medicamentos, provavelmente ele não apareceria sequer no pódio. Mas a verdade é que o bicampeão do mundo usou e abusou de sua experiência para tentar resolver a corrida da melhor forma possível, começando por acompanhar Jorge Lorenzo e depois ficar sozinho no segundo lugar.

O companheiro de Lorenzo na Yamaha, Valentino Rossi ameaçou uma tentativa de recuperar o terreno perdido perto do final, mas Marquez voltou à carga com as forças que ainda tinha para manter a vantagem e aumentá-la mais um pouco, o que lhe garantiu somar mais 20 pontos na classificação.

Por sua vez, o italiano, que partiu de quinto e só na terceira volta chegou aos três primeiros, fez com que Marquez, não conseguiu na Argentina, depois de tentar o ataque e ver que não tinha como sair vitorioso do mesmo, preferiu se contentar com o terceiro lugar no pódio. Um resultado que serviu apenas para o deixar ainda mais líder, ainda mais com a desastrosa corrida do Ducati Team.

Na verdade, os dois Andreas tiveram uma corrida para esquecer e tudo por falhas. Iannone fez uma péssima largada, vendo-se literalmente engolido pelo pelotão ficando em 11º, logo no início. O italiano até ameçou uma recuperação, mas a desvantagem já era muito grande e assim perdeu a oportunidade de subir na classificação, ficando na sexta posição final.

Enquanto isso, seu colega de equipe, Dovizioso teve um fim‑de‑semana para lamentar. Primeiro na classificação e depois no início da corrida. Vindo de oitavo no grid, por duas vezes o italiano errou sua trajetória na pista antes de cruzar a segunda volta. Talvez uma tentativa desesperada de ganhar terreno, mas o fato é que esse foi o preço que teve de pagar: amargando, no início, a última posição! Apenas na quarta volta Dovizioso iniciou uma recuperação que o levou até a oitavo posição e pondo fim em uma sequência de três pódios consecutivos.

O piloto britânico Cal Crutchlow também foi destaque em Jerez. Depois do pódio da Argentina o piloto da CWM LCR Honda voltou a ser o melhor piloto satélite ao terminar com um solitário quarto lugar e mostrando, uma vez mais, que tem condições de apresentar o que é preciso para terminar no pódio.

Em relação ao campeonato, Rossi continua na frente com 82 pontos enquanto Dovizioso ainda consegue manter a segunda posição (67), mas agora com Lorenzo bem mais perto, com 62 pontos. Marc Marquez recuperou para terceiro, com 56, enquanto Iannone desceu a quarto, com 50, seguido de perto por Crutchlow, com 47.

Na Moto2, a prova teve como vitorioso o alemão Jonas Folger, da AGR Team. Já na Moto3, a vitória foi do britânico Danny Kent, da Leopard Racing.

A próxima etapa da temporada 2015 da MotoGP está programada para acontecer no dia 17 de maio, no circuito Le Mans, na França.

RESULTADOS 

   

Rider

Nation

Team

Time/Gap

1

99

Jorge LORENZO

SPA

Movistar Yamaha MotoGP

44'57.246

2

93

Marc MARQUEZ

SPA

Repsol Honda Team

+5.576

3

46

Valentino ROSSI

ITA

Movistar Yamaha MotoGP

+11.586

4

35

Cal CRUTCHLOW

GBR

CWM LCR Honda

+22.727

5

44

Pol ESPARGARO

SPA

Monster Yamaha Tech 3

+26.620

6

29

Andrea IANNONE

ITA

Ducati Team

+27.021

7

41

Aleix ESPARGARO

SPA

Team SUZUKI ECSTAR

+35.445

8

38

Bradley SMITH

GBR

Monster Yamaha Tech 3

+36.296

9

4

Andrea DOVIZIOSO

ITA

Ducati Team

+41.933

10

68

Yonny HERNANDEZ

COL

Pramac Racing

+51.072

11

25

Maverick VIÑALES

SPA

Team SUZUKI ECSTAR

+51.674

12

9

Danilo PETRUCCI

ITA

Pramac Racing

+52.421

13

45

Scott REDDING

GBR

EG 0,0 Marc VDS

+53.052

14

8

Hector BARBERA

SPA

Avintia Racing

+53.200

15

19

Alvaro BAUTISTA

SPA

Aprilia Racing Team Gresini

+57.344

 



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

MotoGP define o calendário da competição em 2017

MotoGP: Gatas no paddock do GP da Espanha

MotoGP: Viñales da Yamaha lidera treinos da temporada 2017

MotoGP: Vitória de Jorge Lorenzo no GP da Espanha

MotoGP: GP da Espanha acontece neste domingo (13/11)

MotoGP: Gatas exóticas no paddock do GP da Malásia

MotoGP: Vitória de Andrea Dovizioso no GP da Malásia

MotoGP: Gatas exóticas no paddock do GP da Malásia

MotoGP: Viñales da Yamaha lidera treinos da temporada 2017

MotoGP: Gatas no paddock do GP da Espanha

MotoGP: GP da Espanha acontece neste domingo (13/11)

MotoGP: Vitória de Jorge Lorenzo no GP da Espanha

MotoGP define o calendário da competição em 2017

MotoGP: Veja novas regras da competição em 2016


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras