moto.com.br
Publicidade:

Motovelocidade

SBK Series: José Luiz Cachorrão vence em Interlagos

03 de June de 2013
Compartilhe este conteúdo:

A SuperBike Pro, principal categoria do SuperBike Series Brasil 2013, levantou os mais de 20 mil torcedores que foram no último domingo (2/06) ao Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP), para as disputas da terceira etapa da competição. Após uma série de ultrapassagens sensacionais, quedas e disputas intensas pelas primeiras colocações, José Luiz Cachorrão (#51), da Equipe Honda Mobil, foi o vencedor, com o italiano Sebastiano Zerbo (#81), do Team SBK Ducati Perfect Motors, na segunda colocação. Maico Teixeira (#36), também da Equipe Honda Mobil, ficou em terceiro. Alan Douglas (#78), da PRT Grid Club Siemaco, foi o quarto, com Ricardo Pelosini (#19), da Wynn’s Racing, na quinta posição.
 
Cachorrão festejou intensamente a vitória, obtida nos últimos metros da pista, quando ele superou Zerbo em uma manobra espetacular. “Estou emocionado. Quanto mais eu treino, mais sorte eu tenho”, afirmou o piloto, que dedicou o troféu ao pai e enalteceu a disputa final com o italiano. “Foi uma batalha intensa, porém leal”, disse. Ele jamais havia subido ao lugar mais alto do pódio no SuperBike Series na pista de Interlagos.
 
A chuva deixou a prova ainda mais emocionante. Alan Douglas assumiu a ponta. Na quinta volta, Zerbo era o primeiro e depois Cachorrão também andou na frente. Na décima passagem, foi a vez de Bruno Corano (#34), da ELF Monster Energy Kawasaki SuperBike Team, liderar, mas ele caiu e deixou a disputa.
 
A briga continuou acirrada. O italiano foi para a ponta, mas sempre perseguido de perto por Cachorrão que, próximo da linha de chegada, deu o bote e cruzou na frente.

Os pilotos do SuperBike Series 2013 voltam ao Autódromo de Interlagos nos dias 28, 29 e 30 de junho para a quarta etapa da competição.
 
Confira os destaques nas demais categorias:
 
SuperBike Pro Amador – O piloto Davi Costa (#12), da Simohara Motorcycles, foi o vencedor da categoria SuperBike Pro Amador. Para conquistar o resultado, ele perseguiu na pista de Interlagos o rival Marcelo Cortes (#144), da SBK Rio, que foi o segundo. “Se não fosse pelo Cortes na minha frente, eu não teria me motivado. Perdi duas corridas para ele e essa eu não ia deixar passar em branco. Consegui andar bem e acelerar forte apesar da chuva”, afirmou. Rodrigo Espinha (#21), da Boi Racing, ficou com o terceiro lugar. Rodrigo Adami Xuxa (#55), da Sapienza Racing, terminou em quarto e João Sobreira (#113), da Andric Motorcycles, completou o pódio.

Superbike Pro Master – Ricardo Sune (#133) foi o primeiro colocado entre os pilotos da categoria SuperBike Pro Master. O venezuelano festejou a conquista. “Agradeço a todos os organizadores do SuperBike Series Brasil. Na última etapa sofri um acidente e não pude correr. Mas desta vez deu tudo certo”, afirmou. Elson Tenebra (#2), da equipe K10, ficou com a segunda colocação e Ricardo Gornati (#99), Racing Gornati, foi o terceiro
 
SuperBike Pro Estreante – Eduardo Rodrigues (#13), Simohara Motorcycles, foi o primeiro colocado entre os pilotos da SuperBike Pro Estreante. Feliz com o resultado, ele destacou a evolução ao longo das três etapas da competição. “Na minha primeira corrida, não consegui largar. Na segunda, cai. Nesta deu tudo certo. Foi uma prova muito difícil, com pista escorregadia, mas peguei confiança e consegui andar bem”, afirmou. Ricardo Matiussi (#130), da Motor e Cia Racing Team, foi o segundo colocado da categoria. Paulinho Kamba (#32), da HPN Racing Team, ficou em terceiro. Pablo Moyses (#777), da BH Racing, em quarto, e Maurício Paludete (#80), da RacinGornati, completou o pódio.
 
SuperBike Light – Rodrigo Sobral (#120), da equipe Rtech, foi o vencedor da SuperBike Light. Ele destacou a competitividade entre os pilotos. “Apesar de ser uma disputa, o clima entre nós é de muito respeito. A corrida tornou-se uma loteria, com muitas quedas, mas todos entraram dispostos a acelerar”, afirmou. James Michael Mike (#137), da Misano Racing Team, terminou a prova na segunda colocação. Marcelo Mellão Skaf (#177), da MotoSchool Racing Team, ficou em terceiro. Daniel Toloni (#3), da Misano Racing Team, o quarto, e Ricardo Negretto (#23), da Sapienza Racing, completou o pódio.
 
SuperBike Light Master – Fernando Firpo (#25), da Amigos Racing/Taylor Insurance/ K10, venceu a SuperBike Light Master e agradeceu aos integrantes de sua equipe pelo bom resultado. “Foi uma prova muito difícil. Parabenizo aos mecânicos, que operaram o milagre de modificar a configuração da moto para que eu pudesse enfrentar a variação do tempo”, declarou. Euclydes Pierin Filho (#77), da Rota 299 Racing Team, ficou com a segunda colocação. José da Cunha (#133), Bordsak, foi o terceiro, seguido por Jun Sakakibara (#71), também da Bordsak.
 
600cc SuperSport Pro – A pista molhada foi mais um adversário superado por Douglas Figueiredo (#777), Bordsak, na corrida válida pela 600cc SuperSport Pro. “O mau tempo atrapalhou bastante. Nunca tinha usado um pneu de chuva, mas consegui andar tranquilo e estou muito feliz. Tive um bom fim de semana”, afirmou. No pódio, ele foi acompanhado por Ives Moraes (#23), da Motom, que ficou em segundo; Dudu Costa Neto (#117), da Mobil Rush Racing Team, o terceiro; André Veríssimo (#9), da Bikes Wash Racing K10 Motos, o quarto, e Marcos Senra (#67), da Racing 360, o quinto.
 
600cc SuperSport Pro Amador – Marcus Trotta (#66), da Motom, foi perseverante e, como recompensa, subiu ao lugar mais alto do pódio da 600cc Supersport Pro Amador. “A corrida foi difícil, porém divertida. Perdi três posições na largada, mas fui à luta e consegui me recuperar rápido”, afirmou o piloto.” Meu objetivo é continuar assim até o fim do campeonato”, completou. Douglas Pecoraro (#19), da Bikes Wash Racing, foi o segundo na categoria. Antonio Carlos Franzen (#10), da Fast Brothers Team, o terceiro. Gustavo Sinzinger (#89), da Racers 43, ocupou a quarta colocação e Fábio Teixeira Neto (#90), da BH Racing, foi o quinto.
 
Copa Honda CBR 600F – Beto Van Cleef (#162), da Team Faster, foi o vencedor da terceira etapa da Copa Honda CBR 600F. Um dos desafios enfrentados pelo piloto foi a pista molhada. “Andar na chuva é diferente. Tomei alguns sustos, como escorregões, mas foi excelente. Gostei  bastante  da  prova. Fiz trabalhos bons nos treinos e larguei na pole. Além disso, quebrei meu recorde pessoal”, contou. Fábio Prandini (#5), da Misano Racing Team, faturou o segundo lugar. Lucas Teodoro (#41), da ST Racing, terminou em terceiro. Lucas Dezeró (#7), da Alemão Pneus, foi o quarto e Bruno Bert (#33), da Team Faster, chegou em quinto.
 
Copa Honda CB 300R Pro – Os pilotos da Copa Honda CB 300R abriram a programação da terceira etapa do SuperBike Series Brasil, em Interlagos. Com chuva, Mauricio Venhoven (#17), o Sagui, da equipe Tuba Racing Team, cruzou a linha de chegada em primeiro, porém foi penalizado por queimar a largada. Com isso, Sagui ficou em segundo na geral e venceu na categoria Pro. “Fiquei feliz com o resultado. Foi a corrida mais longa da minha vida. Pensei em administrar, mas vi o Rubens se aproximando e fui obrigado a acelerar para poder manter a primeira posição”, afirmou Sagui. O segundo lugar ficou para Rubens Pacheco de Oliveira (#200), da Rodas Mil Competições. Anderson dos Santos (#84), da Racers 43, chegou em terceiro. Marcelo Toma (#35), da Rodas Mil Competições, cruzou a linha em quarto e Osvaldo Jorge Filho (#55), da Duende Racing, que caiu na segunda volta, ocupou o quinto lugar do pódio.
 
Copa Honda CB 300R Light – Cícero Lourenço (#2), subiu ao lugar mais alto do pódio na Copa Kawasaki Ninja 300cc Light. A pista molhada dificultou, mas o piloto festejou o resultado. “Não poderia ter sido melhor. Estava desanimado com a chuva. Confesso que tive medo de cair, mas fiquei contente quando vi a bandeira quadriculada e ainda estava em cima da moto”, afirmou. William Rodrigo Ribeiro (#15), da WR Racing Team, ficou com a segunda colocação. Maurício dos Santos (#13) foi o terceiro. Júnior Bezerra (#19), da Team RI, ficou em quarto, com  André Bordokan (#333), da MotoSchool Racing Team, na quinta posição.
 
Copa Kawasaki Ninja 250R Pro – Julio Castroviejo (#24), da Sarachú Racing Team, não esquecerá da terceira etapa do SuperBike Series Brasil. O piloto foi o vencedor da categoria 250R Pro da Copa Kawasaki Ninja. “Correr na chuva é complicado porque escorrega demais. Felizmente deu tudo certo e obtive a minha primeira vitória", festejou. O segundo lugar ficou com Carlos Pássaro (#77), da Duda Racing, Marcelo Augusto Cristal (#9), da Bordsak, terminou a corrida em terceiro lugar. Leandro Bressan (#17), da Bressan Racing, ficou em quarto e Daniel de Oliveira (#25), da Sarachú Racing Team, em quinto.
 
Copa Kawasaki Ninja 250R Light – Dudu Rossini (#60), Procomps, ficou com o primeiro lugar na categoria 250R Light da Copa Kawasaki Ninja. “A corrida foi muito boa. Larguei bem e mantive o ritmo. A pista estava difícil, bastante escorregadia, mas consegui chegar até o fim”, afirmou o vencedor. Cristiano Rafael Aires (#14), Serra Racing, foi o segundo colocado. Claudinei Costa Silva (#44), ocupou o terceiro lugar no pódio. O quarto foi Guilherme Pisani (#16), da Procomps Racing Team. O quinto foi Thiago Carvalho Costa (#81), da Procomps.
 
Copa Kawasaki Ninja 300cc Pro – André Gama (#46), da Procomps, foi o vencedor da categoria 300cc Pro da Copa Kawasaki Ninja. Ele duelou por sete voltas com Marco Antonio Reis (#3), da Conexão Competições, definindo a conquista nos metros finais da pista de Interlagos. “Foi a melhor corrida da temporada. Se fosse com pista seca, teria mais gente na briga. A moto escorregou bastante, mas deu para travar um bom duelo com o Marco, o que só valorizou minha vitória”, afirmou Gama. O terceiro lugar foi conquistado por Sabrina Paiuta (#88), da Mobil Rush Racing Team. José Buchecha Júnior (#404), da Gyn Racing Team, terminou em quarto, com Henrique Serra (#5), da Serra Racing, completando o pódio.
 
Copa Kawasaki Ninja 300cc Light – Cícero Lourenço (#2) subiu ao lugar mais alto do pódio na Copa Kawasaki Ninja 300cc Light. A pista molhada dificultou, mas o piloto festejou o resultado. “Não poderia ter sido melhor. Estava desanimado com a chuva. Confesso que tive medo de cair, mas fiquei contente quando vi a bandeira quadriculada e ainda estava em cima da moto”, afirmou. William Rodrigo Ribeiro (#15), da WR Racing Team, ficou com a segunda colocação. Maurício dos Santos (#13) foi o terceiro. Júnior Bezerra (#19), da Team RI, ficou em quarto, com André Bordokan (#333), da MotoSchool Racing Team, na quinta posição.

Fotos: Donini Produções e Imagem Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

SBK Brasil: Diego Faustino vence a temporada 2016 na SuperBike PRO

SBK Brasil: Interlagos vai definir os campeões em 2016

MotoGP define o calendário da competição em 2017

SBK Brasil: Quatro categorias já têm campeões definidos

ICGP: Guy Bertin é o grande campeão na temporada 2016

SBK Brasil: Última etapa acontece em Interlagos em dezembro

MotoGP: Gatas no paddock do GP da Espanha

SBK Brasil: Interlagos vai definir os campeões em 2016

SBK Brasil: Diego Faustino vence a temporada 2016 na SuperBike PRO

SBK Brasil: Quatro categorias já têm campeões definidos

Copa Red Bull convoca 23 nomes para a temporada 08

Entenda como funciona um Track Day

ICGP: Guy Bertin é o grande campeão na temporada 2016

SBK Brasil: Mudança de calendário e circuitos na temporada 2016


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras