moto.com.br
Publicidade:

Motovelocidade

SBK Brasil: Vitória de Diego Faustino em Interlagos

23 de August de 2016
Compartilhe este conteúdo:

A 5ª etapa do SuperBike Brasil, o maior campeonato de motovelocidade das Américas, aconteceu no último domingo, dia 21 de agosto, no Autódromo de Interlagos (São Paulo), com boas disputas na pista em provas emocionantes que ficaram marcadas pelo tempo fechado e pegas de tirar o fôlego.

Sem imprevistos, Faustino vence a 5ª etapa da SuperBike em Interlagos
Diego Faustino (#68), da equipe Honda, fez uma corrida impecável e venceu com folga a 5ª etapa da SuperBike, realizada no início da tarde deste domingo (21) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. E nem a chuva e a pista molhada foram capazes de atrapalhar os objetivos do piloto de Londrina (PR). Faustino entrou confiante para disputa desta rodada. Nas sessões classificatórias, fechou a melhor volta do ano, 1m36s808, e faturou a pole position. Consideravelmente mais rápido que os adversários, nem mesmo seu principal oponente desta temporada, Danilo Lewis (#17), da Tecfil Racing Team, foi capaz de combatê-lo.

O único susto sentido foi nos momentos iniciais da prova, logo após as luzes vermelhas se apagarem. Lewis largou melhor e conseguiu tomar a ponta ainda na primeira perna do ‘S’ do Senna. Entretanto, rapidamente o piloto da Honda retomou a liderança e em seguida começou a impor seu ritmo tradicionalmente intenso. Na abertura da terceira volta já tinha aberto mais de sete segundos de vantagem sobre os adversários. Sempre constante e sem cometer erros, Faustino liderou a prova até receber a bandeira quadriculada e comemorar mais uma vitória na carreira.

As duas posições seguintes ficaram com a equipe Honda. José Luiz Cachorrão (#51), que largou em quinto, fez uma excelente prova e mostrou que é bom de pilotagem em pista molhada. Primeiro ultrapassou Danilo Lewis e depois partiu para cima do italiano Sebastiano Zerbo (#81), da BMW Motorrad Alex Barros Racing, que falhou em se defender das constantes investidas de Cachorrão.

Já o terceiro lugar foi para Maico Teixeira (#36), da Honda. Ainda se recuperando de uma lesão na perna, devido a um acidente sofrido na etapa passada, o piloto conseguiu manter o ritmo dos ponteiros e sustentar mais um pódio este ano. Enquanto isso, Wesley Gutierrez (#134), da equipe Kawasaki Racing Team, terminou a prova na quarta colocação logo à frente de Zerbo em quinto.

Pela categoria SuperBike Pro Amador, o vencedor foi Fabricio de Castro (#75), da equipe BH Racing. Jeferson Marchesin Friche (#6), da HG Motos Racing, ficou com a segunda posição, seguido por Daniel Toloni (#3), da Misano Racing Team, em terceiro, Thomas C. da Silva (#123), da Cerciari Racing School, em quarto, e Alex Borges (#44), da Pitico Race Team, em quinto.

Na disputa da SuperBike Pro Estreante, a primeira posição foi para Davi Lara Costa (#12), da equipe JC Racing Team, que fez uma excelente corrida e terminou a prova em oitavo no geral. Já Luciano Pokemon (#77), da Pkm Racing, ficou com a vice-liderança da categoria.

E completando as disputas, o vencedor na SuperBike Pro Master – com pilotos acima de 45 anos – foi Jirios Semaan Abboud (#100), da BH Racing, com Elson Tenebra Otero (#2), da Suzuki/Econs/Best Riders, em segundo.

Edson Luiz supera favoritos e vence 5ª etapa da SuperBike Light
Edson Luiz (#99), da equipe Pitico Race Team, voou baixo e venceu a 5ª etapa da SuperBike Light, prova realizada na tarde chuvosa deste domingo (21) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. O piloto fez uma brilhante corrida de recuperação, largando da 9ª posição para alcançar os ponteiros somente nas voltas finais.

Ninguém esperava a vitória de Edson Luiz. Enquanto os dois líderes, Rodrigo Calmon Dazzi (#146), da Giro Moto, e Leandro Lopes (#58), da equipe No Limite R12, protagonizavam uma belíssima disputa pela ponta, o piloto da Pitico cerrou o punho e cravou contínuas voltas rápidas. E a distância de mais de 10 segundos para os dois não abateu o piloto. Visivelmente mais veloz, Edson quebrou o recorde da prova diversas vezes, alcançando a marca de 1m59s593, enquanto os dois líderes vinham numa pegada de 2m03s. E assim não deu outra. Na nona volta, Edson passou voando pelos adversários e já começou a abrir vantagem. Ninguém foi capaz de alcançá-lo. Edson Luiz cruzou a linha de chegada em primeiro para vencer a prova. Leandro Lopes sofreu uma queda nos momentos finais e a segunda posição ficou para Rodrigo Dazzi.

Outro piloto que obteve um ótimo desempenho foi Marcos Ramalho (#9), da equipe Pitico Race Team, que compete pela categoria Master. Ele largou em quinto, ganhou uma posição e sustentou o quarto lugar por praticamente toda a prova. Nos momentos finais, beneficiou-se de abandono de Leandro e ficou com a terceira posição no geral e a vitória na Master.

De volta ao resultado final de categoria Pro, Guto Figueiredo (#18), da equipe KT5/A2/Passaredo, faturou a terceira posição – 4º no geral. O piloto, que alinhou apenas na 13ª marca do grid, ganhou inúmeras posições e conseguiu faturar um importante lugar no pódio. Felipe Comerlatto (#186), da equipe Pro Racing Team, encerrou a prova em quarto, logo à frente de Alexandre Fernandes (#111), da Pitico Race Team, em quinto.

Pela categoria Master, o vencedor foi Marcos Ramalho, o terceiro no geral. Antonio Telvio (#5), da equipe Qatar Racing Team Brasil, faturou a vice-liderança e encerrou a prova logo à frente de Sergio H. Hidani (#135), da Misano Racing, em terceiro. Nelson de Oliveira (#145), da equipe Os impossíveis, foi o quarto a receber a bandeirada e Michel Abboud (#8), da BH Racing, completou o pódio na quinta posição.

Eric Granado vence com tranquilidade a 5ª etapa da SuperSport
Eric Granado (#51), da equipe Granado Sport Team, não deu bola para a pista molhada e nem para o tempo chuvoso da tarde deste domingo (21) em São Paulo. A fera do motociclismo nacional acelerou forte a sua Honda CBR 600R para vencer com facilidade a 5ª etapa da categoria SuperSport, realizada no Autódromo de Interlagos.

Visivelmente mais rápido que os adversários, Eric Granado fechou volta após volta com tempos dignos de sessões classificatórias e encerrou a corrida com incríveis 44 segundos de vantagem, ou seja, quase quatro segundos por volta, em média, mais veloz que o então vice-líder. Sem imprevistos durante toda a prova, a única ameaça à vitória de Granado ocorreu logo na largada. Maximiliano Gerardo (#41), da equipe Motonil Motors, começou melhor e tomou a ponta, porém, temporariamente. Já na Reta Oposta, o piloto da Granado Sport Team retomou a posição para não mais deixá-la.

Sem conseguir alcançar o ponteiro, o piloto uruguaio também fez uma corrida solitária. A vice-liderança de Gerardo não foi ameaçada em nenhum momento e ele recebeu a bandeirada em segundo. Enquanto isso, a principal disputa da prova ocorreu nas posições seguintes. Um pelotão formado por cinco competidores protagonizou uma série de belas ultrapassagens. Lucas Torres (#77), da Pitico Race Team, acabou levando a melhor.

O piloto não começou muito bem a prova e acabou perdendo posições logo após a largada. Porém, apertou o ritmo e conseguiu recuperar o tempo perdido. Lucas ultrapassou o atual campeão Matheus de Oliveira Dias (#70), da Motom, e o então líder do Campeonato Paulista, Alex Schultz (#22), da Dynel's Racing Team, e pulou para a terceira posição. Já nas voltas finais, brigou intensamente com seu xará Lucas Bittencourt (#202), da Paulinho SuperBikes, que para sua sorte acabou sofrendo uma queda e abandonando a prova. Resultado: caminho aberto para Lucas Torres receber a bandeirada em terceiro. Na sequência, Schultz foi o quarto a cruzar a linha de chegada e Pedro Sampaio (#28), da Tecfil Racing Team, o quinto.

Pela categoria SuperSport Pro Amador, o vencedor da 5ª etapa foi Diego Viveiros (#231), da equipe Tecfil Racing Team. Cristiano Aquino Nogueira (#26), da equipe MCW Racing Team, ficou com a segunda posição na prova, seguido por Rafael Dadario (#86), da Viana Racing, em terceiro. Leandro Ramos Esposito (#32), da Pitico Race Team, chegou logo atrás, em quarto, e Luis Ferraz (#13), da Tecfil Racing Team, completou o pódio em quinto.

Em disputa emocionante, Renzo vence a 5ª etapa da Honda CBR 500R
Renzo Ferreira (#13), da equipe Team Rabid Transit, venceu a 5ª etapa da Copa Honda CBR 500R, realizada no final da manhã deste domingo (21) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Com o tempo bastante fechado e a pista molhada, a briga pelas primeiras posições foi intensa e a vitória definida somente na última volta. Renzo começou bem a corrida e já na abertura da segunda conseguiu ocupar a ponta. Porém, o piloto enfrentou adversários de alto gabarito como Leonardo Tamburro (#53), da equipe Honda MotoSchool de Talentos, e Arthur Costa (#99), da Alemão Pneus, e liderança acabou pulando de mãos em mãos.

Estes três pilotos seguiram na ponta e as maiores emoções ficaram resguardadas para os momentos finais. Praticamente lado a lado, Renzo e Arthur protagonizaram uma bela série de ultrapassagens na abertura da última volta, quando Renzo tomou a ponta na Reta dos Boxes e Arthur deu o troco na curva ‘S’ do Senna. Em seguida, a presença de um retardatário apimentou ainda mais a disputa. Porém, Arthur acabou errando, ao forçar uma ultrapassagem, e passou reto numa curva – conseguindo voltar para a pista, mas dando adeus à vitória.

Com isso, Renzo e Tamburro entraram na reta final completamente sozinhos. Renzo recebeu a bandeirada em primeiro e o adversário da equipe Honda MotoSchool de Talentos, logo atrás, em segundo. Já Arthur Costa conseguiu se recuperar do erro cometido e finalizar a prova na terceira posição.

Seguindo a ordem dos primeiros colocados, Davi Gomide (#31), da equipe MotoSchool Racing Team, ficou com a quarta colocação, logo à frente de José Duarte (#97), da Team Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, que encerrou a corrida em quinto.

Pela Copa Honda CBR 500R Light, o vencedor foi Rafael Rigueiro (#52), da equipe MotoSchool Racing Team. A vice-liderança ficou com Alexandre Dal' Olio Franca (#82), da Fullmann SuperBike, seguido por Maria Fernanda Rocha (#22), da Fullmann SuperBike, em terceiro.

Na categoria Teen, Renzo somou mais uma vitória, com Davi Gomide em segundo e Rafael Rigueiro em terceiro. Guilherme Brito (#19), da equipe Team Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, foi o quarto colocado e Maria Fernanda Rocha fechou o pódio na quinta posição.

Meikon Kawakami vence com facilidade a 5ª etapa da SuperStreet
Meikon Kawakami (#83), da equipe Playstation Yamaha, fez uma corrida consistente e venceu a 5ª etapa da categoria SuperStreet, realizada na manhã chuvosa deste domingo (21) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Já pela Yamaha R3 Cup – que participou do mesmo grid – a primeira colocação foi para Rafael Gomes Traldi (#128), da equipe Motonil Motors.

Com poucas surpresas na decorrer das 10 voltas da corrida, Meikon fez uma prova bastante segura e regular. O piloto, que largou na ponta, chegou a ser ultrapassado por Sandro Paganelli (#64), da Paganelli Racing, logo após a largada, mas rapidamente retomou a posição. Na terceira volta já havia começado a abrir vantagem sobre os adversários. Meikon seguiu na ponta e o maior risco que sofreu não veio de nenhum competidor e sim do céu: o recomeço da chuva já nos momentos finais de prova. Porém, a vitória estava em suas mãos e o piloto recebeu a bandeirada com uma vantagem tranquila de 12 segundos.

Já o seu irmão, Eliton Kawakami (#27), da equipe Playstation Yamaha, ficou com a segunda posição na prova. Logo nas primeiras voltas, o garoto assumiu a vice-liderança e chegou a tentar a aproximação do ponteiro. Porém, com a pista molhada e o risco de uma possível queda, Eliton diminuiu a pegada e ficou logo atrás.

O terceiro lugar no geral foi para Rafael Gomes Traldi (#128), da equipe Motonil Motors. O piloto enfrentou um verdadeiro duelo com Niko Ramos (#822), da Tecfil Racing Team, pela posição que representava a liderança na Yamaha R3 Cup. Os dois revezaram a ponta na categoria e entravam sempre na Reta dos Boxes com uma distância mínima entre eles. A definição saiu apenas na volta final, quando Niko acabou cometendo um erro e abandonando a disputa. Com isso, Traldi foi o terceiro a cruzar a linha de chegada e o vencedor da Yamaha R3 Cup. O deslize de Niko custou caro. Ficou com a vice-liderança entre as Yamahas, porém, caiu para quinto no geral.

Na sequência, Sandro Paganelli, que chegou a vislumbrar a liderança logo após a largada, não conseguiu manter o ritmo forte e acabou perdendo posições. O piloto encerrou a prova em quarto no geral e terceiro na SuperStreet. Seguindo a ordem dos mais bem colocados na categoria de 300 cm³ multimarcas, Gilmar Ferreira Barbosa (#45), da Paulinho SuperBikes, ficou com a quarta posição no pódio, encerrando a prova à frente de Diogo Moreira (#20), da Estrela Gallicia 0,0 by Alex Barros, em quinto.

Pela Yamaha R3 Cup, a terceira posição foi para Humberto Turquinho Jr (#12), da equipe Estrela Gallicia 0,0 by Alex Barros, seguido por Flávio Brito de Souza (#76), da Playstation Yamaha, em quarto, e por Ricardo Matiussi (#1), da Tocha Racing Team, em quinto fechando o pódio.

Paganelli recupera liderança nos metros finais para vencer a 5ª etapa da Ninja 300
Emoção do início ao fim. A disputa da 5ª etapa da Copa Kawasaki Ninja 300 teve tudo o que os espectadores mais gostam numa corrida de motovelocidade: dezenas de ultrapassagens, pegas de tirar o fôlego e recuperações incríveis. Com um clima bastante instável no início da tarde deste domingo (21) e a pista do Autódromo de Interlagos molhada, Sandro Paganelli (#64), da equipe Paganelli Racing, mostrou toda sua habilidade e controle da moto em condições pouco favoráveis e, principalmente, a calma para tomar a ponta no momento certo.

Paganelli largou na frente, porém, em nenhum momento teve vida fácil. Isso porque já nas primeiras voltas passou a ser perseguido de perto por Jeferson Souza (#707), da equipe Tecfil Racing Team, e por Fernando Santos (#234), da Tecfil Racing Team. Por sinal, Fernando fez um início de prova sensacional: pulou da 10º posição na largada para brigar pela ponta.

Estes três pilotos impuseram um ritmo intenso e disparam na frente. Na segunda metade da corrida, Sandro e Fernando protagonizaram os momentos mais emocionantes da prova. Os dois revezaram a liderança e chegaram a quase se tocar na sétima volta. Nos últimos momentos, Fernando conseguiu tomar a liderança e abrir a volta final na frente. O pelotão dos ponteiros com os três pilotos seguiu para completar a corrida e o resultado ainda estava completamente indefinido. Fernando entrou na reta dos boxes em primeiro com Sandro, praticamente ao seu lado. O piloto da Paganelli Racing conseguiu pegar o vácuo, fazer a ultrapassagem e cruzar a linha de chegada à frente, com uma vantagem mínima de três centésimos. Fernando Santos acabou ficando com a segunda posição e Jefferson Souza - vencedor da categoria Light – em terceiro no geral.

Na sequência, dois pilotos da Copa Kawasaki Ninja 300 Light receberam a bandeirada: Bruno Ribeiro (#169), da equipe Rota Baus, cruzou em quarto (2º na Light) e Gilmar Ferreira Barbosa (#45), da Paulinho SuperBikes, em quinto (3º na Light). De volta à categoria Pro, a terceira posição ficou com Bruno Cesar Borges (#51), da Gilberto Motos, seguido por Fábio Jandaia (#10), da Motocar Racing, em quarto, e por Kioman Munoz (#9), da Team Castrol, em quinto.

E completando o pódio da categoria Light, Kleber Santos (#213), da Girão Racing, faturou a quarta posição e Saulo Carillo (#621), da Atalla Escapes, o quinto lugar.

Bruno Gonzalez se dá bem com pista molhada e vence 4ª etapa Junior Cup
Bruno Gonzalez (#98) venceu a disputa da 4ª etapa da categoria-escola Honda Junior Cup, realizada na manhã deste domingo (21) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Com o céu bastante encoberto e com períodos de chuva, o jovem piloto teve um grande desempenho com sua moto Honda CG Titan 160 acelerando em pista molhada.

Bruno largou em primeiro e logo nas voltas inicias disparou na frente, mantendo a liderança segura e sem a ameaça dos adversários em momento algum. Com o controle total da corrida, o piloto chegou a abrir uma vantagem de 11 segundos para o então vice-líder. Sem sustos – exceto ao subir na zebra durante ultrapassagem em um retardatário – Bruno Gonzalez completou as oitos voltas da prova e comemorou sua primeira vitória no campeonato logo após receber a bandeirada.

A segunda posição ficou com Léo Marin (#46). O jovem piloto aproveitou a queda de Lincoln Lima Melo (#29) – que abandonou a etapa ainda na primeira volta – e em seguida passou a disputar a vice-liderança da corrida com Felipe Macan (#2). Marin venceu essa briga, e ao entrar na quinta volta já ocupava a posição que sustentou até cruzar a linha de chegada. Com o resultado, Léo Marin ultrapassou Lincoln na tabela classificatória e agora é o novo líder do campeonato.

Alexandre Gonzalez (#89) ficou com o terceiro lugar no pódio. O piloto fez uma excelente prova. Largou da oitava colocação e aos poucos foi ultrapassando os adversários e ganhando posições. Felipe Macan (#2), que largou em quinto, encerrou a prova na quarta posição. Já Leopoldo Manella (#53) completou o pódio da categoria com o quinto lugar.

Vale a pena lembrar que os ingressos para arquibancada do SuperBike Brasil são gratuitos. Mais informações Adicionais no telefone 11 5524-5684 ou pelo sitesuperbike.com.br.

Calendário SuperBike Brasil 2016
6° SuperBike Brasil: 11 de Setembro - Curitiba (PR)
7° SuperBike Brasil: 23 de Outubro - Santa Cruz (RS) ou Londrina (PR)
8° SuperBike Brasil: 13 de Novembro - Goiânia (GO)
9° SuperBike Brasil: 04 de dezembro - Curitiba (PR)


Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

SBK Brasil: Diego Faustino vence a temporada 2016 na SuperBike PRO

SBK Brasil: Interlagos vai definir os campeões em 2016

MotoGP define o calendário da competição em 2017

SBK Brasil: Quatro categorias já têm campeões definidos

ICGP: Guy Bertin é o grande campeão na temporada 2016

SBK Brasil: Última etapa acontece em Interlagos em dezembro

MotoGP: Gatas no paddock do GP da Espanha

Final do Brasileiro de Supermoto acontece neste final de semana

SBK Brasil: Última etapa acontece em Interlagos em dezembro

ICGP: Guy Bertin é o grande campeão na temporada 2016

Entenda como funciona um Track Day

Pé Na Tábua teve show de motos clássicas em Barra Bonita (SP)

SBK Brasil: Pierluigi e Solorza vencem 8ª etapa, que teve rodada dupla

SBK Brasil: Quatro categorias já têm campeões definidos


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras