moto.com.br
Publicidade:

Motovelocidade

SBK Brasil: Grandes pegas na 1ª etapa em Goiânia

29 de April de 2015
Compartilhe este conteúdo:
A temporada 2015 da SuperBike Brasil, a maior competição de motovelocidade da Américas, teve inicio oficialmente na manhã do último domingo (26/4), no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia. Após dois dias de treinos livres e classificatórios, os pilotos de todas as categorias voltaram à pista para disputar os primeiros pontos e tentar sair na frente no quadro geral do campeonato.
 
Um domingo recheado de disputas emocionantes e ultrapassagens arrojadas marcaram os duelos na pista. Para dar mais uma pitada de suspense, o autódromo amanheceu coberto por um forte nevoeiro, que rapidamente foi dissipado e não atrapalhou em nada a performance inicial dos competidores. 
 
O ronco dos motores soaram quando os pilotos iniciaram o reconhecimento da pista e fizeram as primeiras voltas durante o warm-up. A programação do dia seguiu com a disputa da Honda Junior Cup, com previsão inicial para às 9h45. Na sequência, entraram no asfalto os competidores da Copa Kawasaki Ninja 300 e Copa Kawasaki Ninja 600, SuperSport, SuperBike, SuperBike Light, Honda CBR 500R e Master.  
 
Maico Teixeira faz a volta mais rápida do final de semana no warm-up
Apesar de ser normalmente utilizado para o reconhecimento da pista e aquecimento dos pneus, Maico Teixeira (#36), da equipe Honda Mobil, entrou para o warm-up disposto a quebrar os recordes dos primeiros dias de treino.  
 
Alcançando apenas a 10ª posição no grid de largada, devido a problemas mecânicos com a moto na última sessão da superpole, o atual campeão baixou o seu melhor tempo dos treinos e também o da pole. Maico cravou a marca de 1m24s886, pouco menos de dois décimos que o tempo que conferiu a primeira posição na largada a Diego Faustino (#68), companheiro de Honda Mobil.
 
Kaywan tem vitória fácil na Honda Junior Cup 
Kaywan Costa (#36) manteve o favoritismo de todos os treinos e venceu a prova da Honda Junior Cup. O piloto largou na pole e logo nas primeiras curvas foi ultrapassado por Rafael Fernandes (#50), que saiu logo atrás. O adversário bem que tentou manter a posição, mas foi fortemente pressionado e, no final da primeira volta a liderança foi novamente retomada por Kaywan. Nas voltas seguintes, o piloto abriu vantagem e fechou a prova com praticamente 18 segundos de diferença para Rafael, que ficou com a segunda colocação. 
 
Outro duelo que marcou a corrida foi a disputa entre Maria Fernanda Rocha (#22) e Rafael Rizzi (#52) pela terceira posição. Maria largou em terceiro, e por algumas voltas viu o adversário pelo 'espelho' colado atrás. A perseguição encerrou após Rizzi sofrer uma queda. Com isso, Maria Rocha garantiu o terceiro lugar.  
 
Na sequência, Lucas Cabaco (#47) ganhou uma posição do grid de largada e terminou a prova em quarto e Kevin Santos (#26) fechou a lista dos cinco mais bem colocados.  
 
Em corrida eletrizante, Niko Ramos se sai melhor e vence a Copa Ninja 300
A corrida da Copa Kawasaki Ninja 300 pode ser resumida em uma única palavra: emocionante. Niko Ramos (#822), da equipe Duda Racing, que largou na pole, perdeu muitas posições logo na arrancada e teve que fazer uma prova de recuperação para voltar à liderança nas últimas voltas e terminar em primeiro lugar. 
 
Mas o que mais impressionou foi a paridade dos competidores. Na maior parte da prova, um grupo de sete pilotos se revezava puxando o pelotão. O piloto Pedro Henrique Ramos e Silva (#113), da R1, terminou a prova em segundo, seguido por Indiana Muñoz Gomes (#199), da Cerciari Racing School, em terceiro, e Josué Araujo 'Bochecha' (#404), da Duda Racing, em quarto. Abimael Silva de Souza (#78), da equipe ABM foi o quinto colocado.
 
Momento marcante da corrida ocorreu ainda na primeira volta. Bruno Cesar Borges (#51), da Gilberto Motos, ocupava a liderança quando foi ultrapassado por Rafael Rodrigues (#45). As motos se tocaram e Bruno acabou caindo. Já Rafael seguiu correndo até a quarta volta, quando sua moto teve problemas mecânicos e teve que abandonar. 
 
Na categoria Copa Kawasaki Ninja 300 Light, Fernando Santos (#234), da Tecfil Racing Team, foi o vencedor. Em segundo, chegou Victor Hugo Ribeiro Yano (#70), da mesma equipe , seguido por Raphael Arcari Brito (96#), da Duende e Senra Racing. Em quarto, Ricardo de Barros (#89), da Duda Racing e, em seguida, Felipe Diniz 'Bolinha' (#121), também da mesma equipe, completando a lista dos cinco primeiros. 
 
Diego Viveiros vence com facilidade aCopa Ninja Kawasaki 600
Diego Viveiros (#23), da Tecfil Racing Team, não teve grandes surpresas para ganhar a corrida na Copa Ninja Kawasaki 600. O piloto, que saiu na pole, largou bem e conseguiu abrir larga vantagem para os demais adversários, o que lhe deu tranquilidade para vencer a prova. Em segundo lugar, e quase sete segundos depois, recebeu a bandeirada Flávio Pavanelli (#78).
 
Luis Ferraz (#13), da Tecfil Racing Team, teve um ótimo desempenho na prova. O piloto, que largou em oitavo no grid, conquistou posições volta a volta, e terminou a corrida em terceiro. Jefferson Ramos Valcézia (#99), da Tecfil Racing Team, já não foi tão feliz. Ele largou mal e perdeu duas colocações logo na arrancada, ficando com a quarta posição. Diego Botelho (#93), Motonil Motors, completou a lista com os cinco primeiros. 
Enquanto isso, na categoria Copa Kawasaki Ninja 600 Master, Edvaldo José Martinati (113), da Duende e Senra Racing, foi o vencedor e Hovanes Abgarian Emin (#2), da Motoschool Racing Team, ficou em segundo lugar. 
 
Luiz Cerciari ganha corrida da SuperSport nos últimos metros
O vencedor da categoria SuperSport saiu nos metros finais da corrida. Os pilotos Matheus de Oliveira Dias (#70), da Tecfil Racing Team, e Luiz Cerciari (#3), da Cerciari Racing School, correram praticamente lado a lado durante as últimas duas voltas, protagonizando ultrapassagens espetaculares. A decisão ficou somente para o último segundo. Matheus entrou na reta dos boxes para receber a bandeirada com uma mínima vantagem, mas acabou sendo ultrapassado por Cerciari, que cruzou a linha de chegada seis centésimos à frente. 
 
Alex Schultz (#22), da Dynel’s Racing Team, foi o terceiro a receber a bandeirada. O piloto se manteve logo atrás dos dois adversários, sendo que algumas vezes chegou a ocupar a segunda colocação. Christian Cerciari (#83), da Cerciari Racing School, liderou o segundo pelotão e ficou com a quarta colocação e Dudu Costa Neto (#117) completou o pódio dos cinco primeiros. 
 
Na categoria SuperSport Pró-estreante, o vencedor foi Christian Cerciari (#83), da Cerciari Racing School. Em segundo lugar chegou Douglas Pecoraro (#19), da Walmax Racing, seguido por Vitor Luciano 'Durval Careca' (#61), da Walmax Racing.
 
Enquanto isso, na categoria SuperSport Pró-amador, o vencedor foi Leopoldo Bittar (#336), da Masuti Racing, que ganhou uma posição em relação à largada. Em segundo lugar, Gregory Alfonso (#33), da Walmax Racing, seguido por Victor Villaverde (#42), da Cerciari Racing School. Rafael Dadario (#86), da Viana Racing, largou em primeiro, perdeu posições e acabou ficando com a quarta posição. Juliano Godoy Rezende (#39), da equipe Duas Rodas, foi o quinto colocado. 
 
Maico Teixeira passa 'voando' pelos adversários e vence a Superbike 
A colocação ruim no grid de largada não foi nenhum problema para que Maico Teixeira (#36), da Honda Mobil, vencesse a etapa da SuperBike, e ainda com certa folga. O atual campeão passou de 10º para 2º antes de completar a primeira volta. Diego Faustino (#68), da Honda Mobil, que estava na liderança, até tentou segurar a pressão do companheiro de equipe por um tempo, mas foi facilmente ultrapassado.
 
Danilo Lewis (#17), da Tecfil Racing, que estreou neste ano na categoria, tirou um grande rendimento da sua moto e acompanhou de perto os adversários da Honda Mobil durante toda a prova, cruzando a linha de chegada em terceiro, apenas a um segundo de Faustino. 
 
Logo atrás, o segundo pelotão foi onde se registrou as principais brigas por posições. José Luiz Cachorrão (#51), da Honda Mobil, ficou à frente boa parte do tempo e garantiu a quarta colocação. Já Bruno Corano (#34), da Mobil Monster Energy Kawasaki SuperBike Team, repetiu a posição do grid de largada e chegou em quinto. 
 
Na categoria Pro Amador, o vencedor foi Fernando Min (#20), da equipe MotoSchool Racing Team, seguido por Fabrício de Castro (#75), da BH Racing. Daniel Rafael Berto (#83), da Simohara, garantiu a terceira posição e Ian Lucas ‘Testa’, da City Service BSB Moto, não completou a prova. 
 
Já na categoria Pro Master, Rogério Gentil Fernandes (#31), da equipe Casa dos Motoqueiros, foi o vencedor. Em segundo chegou Elson Tenebra Otero (#2), da Suzuki/Econs/Best River. Na Pro Estreante, o mais bem colocado foi Ricardo Negretto (#38), da Tecfil Racing Team. 
 
Alessandro Andrade se sai melhor e vence SuperBike Light
Alessandro Andrade (#21), da equipe California Racing Team, foi o vencedor da primeira etapa do SuperBike na categoria SuperBike Light. O piloto, que saiu em quarto no grid, conseguiu ganhar duas posições logo na largada, e na terceira volta já era o líder da prova. Apesar disso, a corrida não foi fácil para ele. Juraci Rodrigues ‘Black’ (#560), da Black Day Racing Team, seguiu de perto o adversário, pressionando-o constantemente. As últimas voltas da corrida foram marcadas pela presença de muitos retardatários, fato que reduziu ainda mais a distância entre os líderes. Apesar disso, o esforço de Black não foi capaz de inverter as posições e o piloto cruzou a linha de chegada em segundo, apenas sete décimos atrás de Alessandro. 
 
Henrique Castro (#88) largou na pole, mas não teve um bom início de prova. O piloto perdeu duas posições logo na saída e passou praticamente toda a corrida em terceiro, algumas vezes até ameaçando a posição de Black, mas teve que se contentar com a posição. 
 
Kairo Rangel Cordeiro e Brito (#12), da Gyn Racing Team, veio logo em seguida e terminou a prova em quarto. Completando a lista dos cinco mais bem colocados, Jeferson Marchesin Friche (#157), da equipe HG Motos Racing, em quinto. 
 
Na categoria SuperBike Light Master, o vencedor foi Juraci Rodrigues ‘Black’, seguido Marcos Ramalho (#9) em segundo. Levy Lopes (#56), da Simohara Motorcycles, ficou em terceiro, Alexandre Marzola (#0), Red Red Racing, em quarto, e Jirios Semaan Abboud (#100), da BH Racing, na quinta colocação. 
 
Renzo é o mais rápido e vence a prova da Honda CBR 500R
Renzo Ferreira (#13), da equipe Honda Junior Cup, foi o vencedor da etapa de Goiânia da categoria Honda CBR 500R. O piloto ganhou uma posição logo após a largada e assumiu a liderança da prova. A partir deste momento, Renzo foi perseguido de perto por Leonardo Tamburro (#53), da Honda MotoSchool de Talentos, e Lucas Dezeró (#7),da Alemão Pneus. Os dois adversários seguiram na cola do líder até o fim da corrida. Na volta final, Tamburro conseguiu finalmente a ultrapassagem, mas cometeu um erro na mudança de marchas que o fez perder duas colocações. 
 
Assim, no resultado final Lucas Dezeró ficou com a segunda posição e Leonardo Tamburro com a terceira. O piloto Luigi Maffei (#30), Tecfil Racing Team, recebeu a bandeirada 19 segundos atrás do líder da prova e ficou com a quarta posição. Fechando a lista dos primeiros, Lucas Campos (#49), terminou a corrida em quinto. 
 
Na categoria Honda CBR 500R Light, o vencedor foi Weslley Leandro Ribeiro (#45), da equipe WR, seguido por Rafael Paixão (#28), Tecfil Racing Team, em segundo. Luis Bailey (#38), Tecfil Racing Team, ficou em terceiro, Helder Franklin (#88) em quarto e Renan Felipe Barbosa Ramos (#171) em quinto. 
 
A piloto Suzane Carvalho (#11), da Solo Moto, foi a primeira colocada na categoria Honda CBR 500R Light Master. 
 
Enquanto isso, na categoria Honda CBR 500R Junior, o primeiro colocado foi Renzo Ferreira (#13), que venceu também na geral. Davi Gomide (#31), da Honda Junior Cup, ficou com a segunda posição, seguido de Willian Ribeiro (#15), da WR, em terceiro. O quarto colocado foi Weslley Leandro Ribeiro (#45), da WR, que também venceu na categoria Honda CBR 500R Light Junior. 
 
Após comemoração antecipada, João Reis vence a Master 
O excesso da confiança e ousadia de 'Black' entregou de bandeja a vitória da categoria Master para João Ricardo Reis (#444), da Gyn Racing Team. Em uma corrida sem muitas emoções, Juraci Rodrigues 'Black' (#560), da equipe Black Day Racing Team, largou na pole e rapidamente ficou sozinho na primeira posição até a última volta. Já na reta dos boxes, a poucos metros de receber a bandeirada, 'Black' comemorou a vitória antecipadamente e empinou a moto. Como vinha logo atrás, João Ricardo Reis aproveitou o 'descuido' do adversário e cruzou a linha de chegada na frente. 
 
Em entrevista após a corrida, 'Black', que ficou com a segunda colocação, pediu desculpas à sua equipe e aos seus patrocinadores. E concluiu com a seguinte frase: "corrida é uma caixinha de surpresas". 
 
Voltando ao resultado final, Marcos Ramalho (#9) foi o terceiro colocado, seguido de Elson Tenebra Otero (#2), da equipe Suzuki/Econs/Best River, em quarto, e Alexandre Marzola (#0), Red Red Racing, em quinto. 
 
É com situações inusitadas como a de 'Black' que o SuperBike Brasil se despede da cidade de Goiânia e agradece a todas as pessoas que acompanharam de alguma forma os treinos e as corridas – através das notícias do site, pelas postagens do Facebook, vídeos do YouTube ou ainda presenciando de perto nas arquibancadas do Autódromo Internacional Ayrton Senna. A etapa rendeu belíssimas disputas por posições, ultrapassagens arrojadas e corridas de recuperação, como a de Maico Teixeira (#36), da Honda Mobil, que deixou para trás oito pilotos em menos de uma volta. 
 
A 2ª Etapa do SuperBike já tem data pra acontecer. As motocicletas voltarão a roncar alto no dia 17 de maio, no Autódromo de Interlagos, na cidade de São Paulo.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

SBK Brasil: Interlagos vai definir os campeões em 2016

MotoGP define o calendário da competição em 2017

SBK Brasil: Quatro categorias já têm campeões definidos

ICGP: Guy Bertin é o grande campeão na temporada 2016

SBK Brasil: Última etapa acontece em Interlagos em dezembro

MotoGP: Gatas no paddock do GP da Espanha

MotoGP: Viñales da Yamaha lidera treinos da temporada 2017

Final do Brasileiro de Supermoto acontece neste final de semana

SBK Brasil: Última etapa acontece em Interlagos em dezembro

ICGP: Guy Bertin é o grande campeão na temporada 2016

Entenda como funciona um Track Day

Pé Na Tábua teve show de motos clássicas em Barra Bonita (SP)

SBK Brasil: Pierluigi e Solorza vencem 8ª etapa, que teve rodada dupla

Piloto Márcia Reis anuncia estreia de seu novo site


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras