moto.com.br
Publicidade:

Motovelocidade

Rafael Paschoalin é o Brasil mais uma vez no TT Isle of Man

Especializado em corridas de rua, piloto brasileiro encara pela segunda vez seguida a tradicional prova

05 de May de 2014
Compartilhe este conteúdo:

O piloto Rafael Paschoalin, único brasileiro especializado em Road Race, vai encarar pela segunda vez o TT Isle of Man, a mais alucinante prova do motociclismo mundial, marcada para ocorrer de 24 de maio a 6 de junho na Ilha de Man. O paulistano de 30 anos, que já disputou provas importantes como North West 200 (Irlanda) e GP de Macau (China), viajou neste final de semana para a Europa, onde fará os últimos preparativos antes da competição.

“No ano passado realizei o meu sonho ao estrear no TT e agora quero dar mais um passo adiante. Aprendi, amadureci e o meu objetivo em 2014 é completar a prova entre os 40 melhores na categoria Superstock, na qual mais de 80 pilotos se inscrevem todo ano. Quero evoluir ano a ano até estar em totais condições de brigar pela liderança com os grandes nomes do TT”, projeta Paschoalin, que também vai alinhar nas classes Sênior e Superbike.

A desafiante prova tem traçado de 60 km, longas retas e um total de 256 curvas em meio a ruas e rodovias da pequena ilha. Guias, ondulações, tampas metálicas e areia são apenas algumas das dificuldades enfrentadas pelos competidores, que chegam a atingir 330 km/h de velocidade final e média superior a 200 km/h. O piloto da equipe Santa Cruz Racing utilizará uma Honda CBR 1000RR. “Sem dúvida essa é uma das melhores motos para o TT. Possui um confiável motor de 4 cilindros e sua ciclística é invejável”. Os pneus utilizados serão da marca Metzeler, sendo o Racetec K1 120/70ZR17M/CTL 58W na dianteira e Racetec K2 190/55ZR17M/CTL 78W na traseira. “Estes pneus me ajudam nos momentos de maior adrenalina da corrida, pois têm a capacidade de se modelar ao piso, maximizando a área de contato com o solo e consequentemente a aderência, em diferentes ângulos de inclinação”, complementa o piloto.

No dia da coletiva de imprensa nós do Moto.com.br tivemos a oportunidade de andar na Moto do piloto Rafael Paschoalin a fim de conhecer melhor os equipamentos que irá utilizar na disputa do TT. Podemos dizer que a CBR 1000RR que ele competirá é uma moto muito boa e de fácil condução, aliado com um ótimo conjunto de suspensão, controle de tração e sistema inovador de refrigeração a água e óleo, a moto está pronta para os desafios da Ilha!

Rafael Paschoalin conta com o patrocínio de Santa Cruz Sub Sea, Honda, Metzeler, Race Tech, LS2, UAU Motopeças, Sul Brasil Moveis Planejados, King Tony e Army Inc. Apoio: Mupo, Jeskap, Max Racing, Integral Médica, IMS e Impacto Motorcycle Suspension.

Confira o vídeo especial do piloto Rafael Paschoalin na Ilha de Man

 

Perfil
Motociclista desde os 7 anos, Rafael Paschoalin iniciou a carreira profissional no motociclismo em 2003. Naquele ano, foi campeão de Supermoto na classe SM3 e terminou o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade na classe 250 na 3ª colocação. Em 2004, foi Campeão da Copa Moto Esporte Brasil na categoria SM1. Em 2008, ganhou o título brasileiro na classe SM2. Em 2009, venceu as 500 Milhas de Interlagos na geral e também na categoria Supersport. Em 2012, foi o primeiro piloto brasileiro a participar da prova de estrada North West 200, na Irlanda, além de se destacar no GP de Macau, na China. Já competiu na Moto 1000GP com resultados expressivos e neste ano está participando do SuperBike Series na categoria PRO. É piloto credenciado na Confederação Brasileira de Motociclismo e também na Federação Internacional de Motociclismo, o órgão máximo do esporte. Piloto de teste de revistas especializadas, hoje ocupa o cargo de editor-chefe da revista digital Bikers, além de instrutor da Honda Junior Cup, categoria-escola para formação de novos talentos. É pai de Enzo e Dudu Paschoalin.

Ficha técnica – Honda CBR 1000RR
Motor: DOHC, 4 cilindros, 4 tempos, arrefecido a líquido com retrabalho de cabeçote, radiador de óleo, escapamento Jeskap Full e filtro de ar K&N
Cilindrada: 999,8 cc
Sistema de alimentação: Injeção eletrônica PGM-DSFI com Auxílio de módulo Power Commander
Potência máxima estimada: 185,1 cv a 12.200 rpm
Torque máximo: 11,7kgf.m a 8.800 rpm
Transmissão: 6 velocidades
Controle de tração: Grip One Pro II Com sensores de rodas e inclinação
Suspensão: Cartuchos Mupo e monoamortecedor Mupo ambos totalmente reguláveis
Amortecedor de direção Max Racing
Tipo de chassi: Diamond Frame
Comprimento x largura x altura: 2.075 x 685 x 1.135 mm
Freios: Discos flutuantes 320 mm na dianteira e disco simples 220 mm na traseira. Bomba de freio Brembo
Pneus Metzeler Racetec K1 120/70ZR17M/CTL 58W na dianteira e Racetec K2 190/55ZR17M/CTL 78W na traseira
Peso seco: 165kg (carenagens de corrida)

Fotos: Paulo Villar/Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

MotoGP: GP dos EUA acontece neste domingo (23/04)

SBK Brasil abre temporada 2017 na pista de Interlagos

Yamaha fatura 24 Horas de Le Mans com direito a dobradinha

Danilo Lewis garante liderança no Paulista de Motovelocidade

WSBK: Argentina entra no calendário 2018 com nova pista

MotoGP: Belas gatas no paddock do GP da Argentina

Aos 46 anos, Alex Barros retorna às pistas no SBK Brasil 2017

Yamaha fatura 24 Horas de Le Mans com direito a dobradinha

SBK Brasil abre temporada 2017 na pista de Interlagos

Danilo Lewis garante liderança no Paulista de Motovelocidade

Aos 46 anos, Alex Barros retorna às pistas no SBK Brasil 2017

Yamaha R3 Cup é a nova categoria para jovens pilotos

Entenda como funciona um Track Day

SBK Brasil: Danilo Lewis é campeão da Copa Pirelli 2017


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras